22/07/2024

Reforma tributária: carne bovina fica fora da cesta básica

Ministério da Fazenda foi favorável a esta escolha - (crédito: Divulgação)

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), avaliou ainda ontem que incluir a proteína poderia impactar a alíquota

Ponto de cobrança do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a carne bovina ficou de fora da cesta básica no relatório do projeto de lei complementar (PLP 68/2024) que regulamenta a reforma tributária, apresentado na manhã desta quinta-feira (4/7).

Os deputados do Grupo de Trabalho apontaram que o Ministério da Fazenda foi favorável a esta escolha. Augusto Coutinho (Republicanos-PE), um dos parlamentares do GT, avaliou que isentar a proteína de tributos causaria um impacto “muito substancial” na alíquota padrão do imposto.

“O impacto da questão da carne é um impacto muito substancial da base já cobrada. A gente preferiu, inclusive, como vai ser feita no texto, a questão do cashback para a população de baixa renda fosse compensada, para que de fato quem tivesse o benefício fosse a população mais pobre e precisa ter o incentivo da tarifa zero”, explicou o deputado.

O parecer prevê que as carnes terão redução de 60% da alíquota cobrada pelo Imposto sobre Bens e Serviços (IBS) e da Contribuição Social sobre Bens e Serviços (CBS), que compõem o Imposto sobre Valor e Consumo (IVA). O IBS substitui o ICMS e ISS e o CBS toma o lugar do PIS, Cofins e IPI.

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou ser contra a medida, defendida pelo presidente Lula. Lira disse que incluir carne poderia encarecer a cesta básica. “Nunca houve proteína na cesta básica. Nunca houve, mas se couber, a gente vai ter que ver quanto essa inclusão representa na alíquota que todo mundo vai pagar”, comentou.

Lula voltou a sugerir, nesta quarta-feira (3), uma diferenciação de imposto para carne. “Estamos com um problema agora. Estamos fazendo a reforma tributária, a primeira feita em 40 anos sob um regime democrático. Mas agora temos que discutir o que vai entrar na cesta básica e o que vamos isentar de imposto na cesta básica”, disse. “Temos de entender que, possivelmente, teremos de separar entre o que é carne in natura e o que é carne processada.”

O governo federal estima que a alíquota do imposto seja cerca de 26,5%, mas Luiz Gastão (PSD-CE) avalia que, com as mudanças no texto, a taxa pode cair. “Qualquer benefício, para qualquer setor, vai impactar na alíquota projetada pelo governo. Aquela taxa de 26,5% estará menor, pelas melhorias que fizemos.”

Ao todo, o governo federal enviou três textos para regulamentar a reforma tributária. Dois são PLPs, que se encontram no Congresso. Há, ainda, um projeto de lei ordinária.

O PLP apresentado nesta quinta trata das especificações gerais do IBS, do CBS e do Imposto Seletivo (IS). O outro irá determinar as especificações do IBS, definindo o formato do comitê gestor deste tributo, além de definir a transição do ICMS para o novo imposto. A terceira matéria irá detalhar a dinâmica da transferência de recursos para o Fundo de Desenvolvimento Regional.

Tribuna Livre, com informações do Ministério da Fazenda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
União Brasil não define candidato para SP, mas fica perto de acordo com Nunes
União Brasil não define candidato para SP, mas fica perto de acordo com Nunes
Pesquisa aponta Nunes e Boulos à frente da disputa pela Prefeitura de SP
Pesquisa aponta Nunes e Boulos à frente da disputa pela Prefeitura de SP
Chico Alencar critica apatia do Conselho de Ética em análise sobre Brazão
Chico Alencar critica apatia do Conselho de Ética em análise sobre Brazão
Bolsonaro diz que Ramagem "está pagando preço alto" pela coragem
Bolsonaro diz que Ramagem "está pagando preço alto" pela coragem 
Senado cria GT para debater regulamentação da reforma tributária
Senado cria GT para debater regulamentação da reforma tributária
Bolsonaro diz que Witzel pediu vaga no STF para blindar Flávio em investigação
Bolsonaro diz que Witzel pediu vaga no STF para blindar Flávio em investigação
Taxad e Zé do Taxão
Taxad e Zé do Taxão. Ministro da Fazenda vira meme nas redes sociais
Câmara aprova definição do marco legal do hidrogênio verde
Câmara aprova definição do marco legal do hidrogênio verde
Atentado a Trump é bofetão nos “salvadores da democracia”.Acima, Donald Trump durante comício na Pensilvânia em 3 momentos: ele discursando, ele levando a mão à orelha direita depois de disparos e ele sendo levado para fora do palco com sangue no rosto
Atentado a Trump é bofetão nos “salvadores da democracia”.
Reforma tributária vai tramitar sem urgência no Senado
Reforma tributária vai tramitar sem urgência no Senado
Mendonça dá 30 dias para conclusão de acordos de leniência da Lava-Jato
Mendonça dá 30 dias para conclusão de acordos de leniência da Lava-Jato
Reforma tributária: herança na mira de mais taxação
Reforma tributária: herança na mira de mais taxação

Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo

Um apagão cibernético está causando atrasos em voos, impactando os serviços bancários e de comunicação globalmente nessa sexta-feira Na manhã desta sexta-feira (19/7) diversos países registraram problemas técnicos que afetaram operações de companhias aéreas internacionais, empresas ferroviárias e do setor de telecomunicações, entre outros. Segundo a Administração Federal de Aviação

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.