24/04/2024

A taxa de desmatamento na Amazônia apresentou a maior redução do ano em novembro.

Levantamento revela que, em novembro de 2023, 65% do desmatamento ocorreu em áreas privadas, 26% em áreas de assentamento, 8% em unidades de conservação (UCs) e 1% em terras indígenas - (crédito: Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia - IPAM/Divulgação)

Apesar da redução nos números de desmatamento na região, a devastação ainda equivale a uma área de 1,2 mil campos de futebol por dia.

No mês de novembro, o bioma amazônico registrou a maior redução na taxa de desmatamento do ano, de acordo com dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Essa análise foi consolidada por meio do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD), uma ferramenta baseada em imagens de satélites desenvolvida pelo Imazon em 2008, que monitora mensalmente a degradação florestal e o desmatamento na região.

A pesquisa revelou uma perda de vegetação de 116 km² em novembro, representando uma diminuição de 80% em relação à área calculada em 2022, quando o desmatamento atingiu 590 km². No acumulado de janeiro a novembro, houve uma redução de 62%, passando de 10.286 km² em 2022 para 3.922 km² em 2023. Esse valor corresponde à menor taxa de desmatamento para o período desde 2017.

O desmatamento observado em novembro de 2023 ocorreu principalmente nos estados do Pará (32%), Roraima (16%), Mato Grosso (15%), Amazonas (12%), Acre (9%), Maranhão (8%), Rondônia (6%) e Tocantins (2%). Apesar da redução, a devastação ainda equivale a 1,2 mil campos de futebol por dia. O Imazon destaca a necessidade de uma redução contínua nos próximos anos para atingir a meta de desmatamento zero na Amazônia até 2030.

Os estados líderes em desmatamento foram Pará, Amazonas e Mato Grosso, que, mesmo registrando quedas significativas, respondem por 74% da área devastada. Rondônia, Acre e Maranhão mostraram reduções, enquanto Amapá (240%), Tocantins (33%) e Roraima (27%) apresentaram aumentos.

Carlos Souza Jr., pesquisador do Imazon, destaca a importância de combater o desmatamento na Amazônia para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, conforme discutido na recente COP28. O levantamento revela que, em novembro de 2023, 65% do desmatamento ocorreu em áreas privadas, 26% em áreas de assentamento, 8% em unidades de conservação (UCs) e 1% em terras indígenas.

Além disso, a degradação florestal aumentou pela segunda vez consecutiva em novembro, totalizando 1.566 km², um aumento de 112% em comparação com o mesmo período de 2022. O estado do Pará foi o mais afetado, respondendo por 70% do dano ambiental, seguido por Maranhão (12%), Amazonas (8%), Mato Grosso (6%) e Rondônia (4%). De janeiro a novembro, a degradação diminuiu em relação a 2022, passando de 9.127 km² para 5.042 km², uma redução de 45%.

Tribuna Livre, com informações do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Lula promete reajuste a servidores, mas ressalta limite no orçamento: "Aquilo que a gente pode dar"
Lula promete reajuste a servidores, mas ressalta limite no orçamento: "Aquilo que a gente pode dar"
PF investiga invasão em sistema de pagamentos do governo federal
PF investiga invasão em sistema de pagamentos do governo federal
Eduardo e Nikolas pedem soltura de Silveira em ato pró-Bolsonaro
Eduardo e Nikolas pedem soltura de Silveira em ato pró-Bolsonaro
Indígena, senadores e até filho de Bolsonaro: ato em Copacabana teve discursos 'cancelados'
Indígena, senadores e até filho de Bolsonaro: ato em Copacabana teve discursos 'cancelados'
Procurador minimiza ações do MST e liga grupo Invasão Zero a atos antidemocráticos
Procurador minimiza ações do MST e liga grupo Invasão Zero a atos antidemocráticos
CCJ do Senado aprova PEC criticada pelo governo que turbina salários de juízes e promotores
CCJ do Senado aprova PEC criticada pelo governo que turbina salários de juízes e promotores
Bolsonaro é recebido por apoiadores ao chegar no Mato Grosso
Bolsonaro é recebido por apoiadores ao chegar no Mato Grosso.
Bolsonaro explode com Valdemar por causa de ação contra Moro
Bolsonaro explode com Valdemar por causa de ação contra Moro
Imposto de Renda: Senado aprova isenção para 2 salários mínimos
Imposto de Renda: Senado aprova isenção para 2 salários mínimos
PL quer cassar deputado do PSol após briga com militante do MBL; vídeo
PL quer cassar deputado do PSol após briga com militante do MBL; vídeo
MPF se manifesta contra afastamento de Hardt e 3 integrantes do TRF-4
MPF se manifesta contra afastamento de Hardt e 3 integrantes do TRF-4
Senado vota nesta semana PEC que criminaliza porte de qualquer quantidade de droga
Senado vota nesta semana PEC que criminaliza porte de qualquer quantidade de droga

Israel e Hamas, 200 dias de guerra sem sinais de trégua

Nas últimas 24 horas, os bombardeios israelenses mataram 32 palestinos, segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza A guerra entre Israel e Hamas em Gaza completou 200 dias nesta terça-feira (23), sem sinais de que uma trégua estaria próxima, nem de que o movimento islamista estaria disposto a

Leia mais...

Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas

Iniciativa da Universidade do Distrito Federal é aberta para a comunidade acadêmica, bem como para o público externo; inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio “Diálogos sobre saúde mental, políticas públicas e universidade” é o tema da extensão universitária proposta pela docente Kíssila Mendes, da Universidade do

Leia mais...

Equatorial alerta para nova onda de calor em Goiás

Massa de ar quente eleva temperaturas acima da média e deve provocar aumento no consumo de energia nos próximos dias. Goiânia, 23 de abril de 2024 – Os termômetros devem registrar altas temperaturas nesta semana em todo estado. Uma massa de ar quente e seco está influenciando no aumento das

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.