23/06/2024

Após os encontros, a mulher associada ao tráfico de drogas se manifesta: “Não faço parte de facção”.

Luciene Barbosa (blusa branca)ao lado do secretário do MJ Elias Vaz. Foto Reprodução

Luciane Barbosa Farias, também conhecida como a “dama do tráfico”, emitiu um comunicado após a controvérsia relacionada às reuniões no Ministério da Justiça.

Luciane Barbosa Farias, esposa de Clemilson dos Santos Farias, traficante e líder do Comando Vermelho (CV) no Amazonas, emitiu um comunicado após a controvérsia envolvendo sua participação em reuniões no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Conhecida como a “dama do tráfico”, Luciane é presidente da Associação Instituto Liberdade do Amazonas. Em sua nota, ela alegou estar sendo “criminalizada” por ser esposa de um detento. Clemilson, apelidado de Tio Patinhas, está preso por associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

Na publicação no Instagram, Luciane afirmou: “Não sou faccionada de nenhuma organização criminosa e venho, como inúmeras outras esposas e familiares, sendo criminalizada pelo fato de ser esposa de um detento.” Ela também informou que está recorrendo da decisão e argumentou que, no Brasil, uma pessoa só pode ser considerada criminosa após o trânsito em julgado, conforme determinado pela instância máxima da Justiça.

Luciane defendeu os encontros, alegando que se tratavam de uma articulação política pelos direitos humanos no sistema carcerário. Ela afirmou: “Não enxergo que pratico crime em pedir as reuniões em interlocução e nem que as autoridades, que estão cumprindo o papel institucional para o qual foram eleitas, nos receberam em diferentes instâncias em Brasília, possam ser criticadas e descredenciadas por isso.”

A “dama do tráfico amazonense” teve reuniões em março e maio com autoridades do Ministério da Justiça, incluindo o secretário Nacional de Assuntos Legislativos Elias Vaz e o titular da Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen) Rafael Velasco Brandani. Além disso, participou de encontros no Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania.

Tribuna Livre, com informações da Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.