23/06/2024

Barroso diz que houve politização em setores das Forças Armadas nos últimos anos e defende ‘virar a página’

Ministro Luís Roberto Barroso, presidente do STF, durante sessão do tribunal em 4 de abril de 2024 — Foto: Gustavo Moreno/SCO/STF

Presidente do STF participou de um evento acadêmico na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Barroso também reafirmou que a Constituição não prevê um poder moderador.

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), disse neste sábado que houve politização de setores das Forças Armadas nos últimos anos e defendeu que o país vire essa página.

Barroso falou com a imprensa após participar de um evento acadêmico na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Ele foi questionado sobre o julgamento, em curso no STF, que debate se a Constituição, em algum momento, permite que as Forças Armadas exerçam um poder moderador sobre os demais poderes.

A opinião de Barroso é de que não há essa possibilidade. Ele já votou nesse sentido no julgamento. O ministro, até o momento, já foi acompanhado de outros 7 colegas, e o placar está 8 a 0 para fixar o entendimento de que não há poder moderador.

Maioria dos ministros do STF entende que Forças Armadas não são “poder moderador”

Na resposta, Barroso afirmou que as Forças Armadas se comportaram de forma exemplar nas três décadas após a redemocratização. O ministro ressaltou que não participa do “desapreço” pelas Forças, pelo contrário, tem respeito por elas.

“Porém, é fato, infelizmente em alguns momentos dos últimos anos, houve uma politização indesejada em contato com a Constituição”, ponderou Barroso, para, em seguida, defender que o país olhe para frente.

“Acho que isso já está superado, porque a gente na vida deve saber poder virar as páginas”, sentenciou.

Por fim, Barroso ratificou se entendimento sobre o papel das Forças.

“Nunca teve a possibilidade de interferência. Não existe poder moderador na democracia, nem o Judiciário, tampouco. Os poderes são independentes e harmônicos. E apenas o Supremo está chancelando o que sempre foi, e sempre foi a compreensão adequada da Constituição”, concluiu.

Tribuna Livre, com informações da Agência Globo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.