24/04/2024

Batalhão da PMDF apresenta nova ninhada de cães para treinamento

O Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães) cuida de seis filhotes da raça pastor-belga-malinois para avaliar quais terão perfil para atuar como cães policiais | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Brasília

Os seis filhotes da raça pastor-belga-malinois são filhos da K9 Gaia e do K9 Spider; todos passarão pelo processo de treinamento, quando será avaliado quais têm perfil para se tornarem cães policiais

A rotina do Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães), da Polícia Militar do DF, mudou há cerca de 40 dias, quando nasceu uma ninhada de seis filhotes da raça pastor-belga-malinois. Cuidar dos pequenos passou a ser mais uma das obrigações dos policiais do batalhão localizado no Setor Policial Sul. Filhos de dois cães policiais, K9 Gaia e K9 Spider, os cãezinhos serão treinados para, quem sabe futuramente, integrar oficialmente o plantel do BPCães, hoje com 50 animais.

O foco do batalhão é preparar o sexteto, composto por quatro machos e duas fêmeas, para a atividade de detecção de explosivos para integrar um dos quatro pelotões com menos cachorros no momento, já que regularmente o plantel precisa ser renovado. De tempos em tempos, há a necessidade de alguns animais irem para a reserva, seja pela idade – os cães policiais trabalham até no máximo 8 anos de idade –, seja pela avaliação de produtividade.

“Já temos uma ordem de prioridade dentro do batalhão, mas não é certeza que todos serão aproveitados, porque precisamos que sejam animais com algumas características. É preciso ter impulso de caça, vontade de procurar e de comer, instinto de presa… Fazemos uma avaliação de quais têm aptidão durante os primeiros meses”, explica o comandante do BPCães, major Reis. Aqueles que não se encaixam no perfil vão para doação.

Por ainda serem muito pequenos, os filhotes têm passado a maior parte do tempo no box com a mãe K9 Gaia, que está afastada das funções policiais até o desmame. As primeiras atividades de treinamento começam apenas quando os animais atingem entre dois e três meses, completam o ciclo vacinal e são desmamados. “Avaliamos o comportamento em matilha e individual. Se ele continuar superando os medos e vencendo obstáculos, percebemos que é um cão que pode fazer parte do batalhão”, destaca o operador de cão policial, o segundo sargento Luz.

O adestramento dos cães é baseado em psicologia da primeira infância. “No começo, o trabalho é muito rápido, com atividades que duram de cinco a dez minutos para os filhotes não perderem o interesse”, explica o operador de cão policial, terceiro sargento do BPCães Guimarães.

Com o passar do tempo, o treinamento vai evoluindo, com as primeiras saídas dos animais para reconhecimento de áreas comuns de atuação, como rodoviária, hotéis, elevadores e escadas rolantes, até o preparo específico para as atividades do cães policiais, que podem ser de detecção de explosivo, de detecção de narcóticos e armas e de busca e captura por odor específico.

Também é importante que desde o início os animais criem um vínculo forte com os policiais resultando no binômio cão policial. “Quanto maior a afinidade, maior a produtividade do trabalho. Muitos policiais levam os cães para casa no começo para incentivar essa interação, porque um depende totalmente do outro no trabalho”, define o comandante do BPCães, major Reis.

Com sete meses, os animais já estão preparados após o treinamento, mas geralmente é a partir de um ano e meio que eles passam a atuar em ações nas ruas. Se tudo correr bem, a nova ninhada poderá se transformar em K9 ao longo do próximo ano e reforçar as operações policiais em situações de resgate de pessoas desaparecidas, busca e captura de pessoas e detecção de drogas, armas e explosivos.

Tribuna Livre, com informações do Batalhão de Policiamento com Cães (BPCães),

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Inaugurada tenda de acolhimento para pacientes com dengue em Taguatinga
Inaugurada tenda de acolhimento para pacientes com dengue em Taguatinga
Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas
Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas
Residências terapêuticas vão possibilitar reabilitação e convívio social
Residências terapêuticas vão possibilitar reabilitação e convívio social
Hemocentro opera 42% abaixo do ideal e convoca população para doar sangue
Hemocentro opera 42% abaixo do ideal e convoca população para doar sangue
Atendimento online em Libras do GDF já atendeu mais de 4 mil pessoas
Atendimento online em Libras do GDF já atendeu mais de 4 mil pessoas
Núcleo de Testagem e Aconselhamento volta a funcionar na rodoviária
Núcleo de Testagem e Aconselhamento volta a funcionar na rodoviária
Publicado aviso para seleção de banca para concurso de oficiais da PMDF
Publicado aviso para seleção de banca para concurso de oficiais da PMDF
Programa Mulher nas Cidades leva serviços gratuitos ao Guará
Programa Mulher nas Cidades leva serviços gratuitos ao Guará
Casa da Mulher Brasileira de Ceilândia celebra três anos de acolhimento
Casa da Mulher Brasileira de Ceilândia celebra três anos de acolhimento
Cine Brasília é reaberto com sessão especial sobre JK
Cine Brasília é reaberto com sessão especial sobre JK
Restaurantes Comunitários terão cardápio especial de almoço na terça-feira (23)
Restaurantes Comunitários terão cardápio especial de almoço na terça-feira (23)
Mais de 50 profissionais da Saúde deram apoio à comemoração dos 64 anos de Brasília
Mais de 50 profissionais da Saúde deram apoio à comemoração dos 64 anos de Brasília

Israel e Hamas, 200 dias de guerra sem sinais de trégua

Nas últimas 24 horas, os bombardeios israelenses mataram 32 palestinos, segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza A guerra entre Israel e Hamas em Gaza completou 200 dias nesta terça-feira (23), sem sinais de que uma trégua estaria próxima, nem de que o movimento islamista estaria disposto a

Leia mais...

Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas

Iniciativa da Universidade do Distrito Federal é aberta para a comunidade acadêmica, bem como para o público externo; inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio “Diálogos sobre saúde mental, políticas públicas e universidade” é o tema da extensão universitária proposta pela docente Kíssila Mendes, da Universidade do

Leia mais...

Equatorial alerta para nova onda de calor em Goiás

Massa de ar quente eleva temperaturas acima da média e deve provocar aumento no consumo de energia nos próximos dias. Goiânia, 23 de abril de 2024 – Os termômetros devem registrar altas temperaturas nesta semana em todo estado. Uma massa de ar quente e seco está influenciando no aumento das

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.