22/07/2024

Como família mais rica do Reino Unido foi parar no banco dos réus por tráfico de pessoas

Como família mais rica do Reino Unido foi parar no banco dos réus por tráfico de pessoas - (crédito: BBC Geral)

As acusações estão todas relacionadas à prática da família Hinduja de importar empregados da Índia

Quatro membros da família mais rica do Reino Unido estão sendo julgados na Suíça sob acusações de gastarem mais dinheiro cuidando de seu cachorro do que de seus empregados domésticos.

A família Hinduja, com patrimônio avaliado em cerca de £ 37 bilhões (R$ 253,4 bilhões), é acusada de exploração e tráfico humano.

A família possui uma vila no bairro rico de Cologny, em Genebra, e as acusações contra eles estão relacionadas à prática de buscarem empregados na Índia para cuidar de seus filhos e da casa.

Segundo as acusações, Prakash e Kamal Hinduja, juntamente com seu filho Ajay e sua esposa Namrata, confiscaram os passaportes dos funcionários, pagaram a eles o equivalente a cerca de R$ 50 por dia de trabalho de 18 horas e lhes permitiram pouca liberdade para sair de casa.

Embora um acordo financeiro sobre a exploração tenha sido feito na semana passada, os Hindujas permanecem em julgamento por tráfico humano, o que é considerado um grave crime na Suíça. Eles negam as acusações.

Esta semana, no tribunal, um dos procuradores mais famosos de Genebra, Yves Bertossa, comparou os quase R$ 55 mil por ano que a família teria gasto com seu cachorro ao valor diário que supostamente estavam pagando aos seus empregados.

Os advogados da família Hinduja não negaram especificamente as acusações de baixos salários, mas afirmaram que estas devem ser vistas no contexto adequado — observando que os funcionários também recebiam alojamento e alimentação.

A acusação de longas horas de trabalho também foi contestada, com um advogado de defesa argumentando que assistir a um filme com as crianças Hinduja não poderia ser considerado realmente trabalho.

Alguns ex-funcionários testemunharam a favor dos Hindujas, descrevendo-os como uma família amigável que tratava seus empregados com dignidade.

No entanto, as acusações de que os passaportes dos empregados foram confiscados e que eles não podiam deixar a casa sem permissão são graves, pois poderiam ser consideradas como tráfico humano.

A promotoria está pedindo penas de prisão, além de milhões de dólares em compensação e custas judiciais.

O lado sombrio de Genebra

Não é a primeira vez que Genebra, um centro de organizações internacionais e também dos ricos do mundo, está sob os holofotes devido ao suposto mau tratamento de empregados domésticos.

Em 2008, Hannibal Gaddafi, filho do ex-ditador da Líbia Muammar Gaddafi, foi preso em seu hotel cinco estrelas em Genebra pela polícia, agindo com base em informações de que ele e sua esposa haviam agredido seus empregados, inclusive com cabides.

O caso foi posteriormente arquivado, mas causou uma grande disputa diplomática entre Suíça e Líbia, com dois cidadãos suíços sendo presos em Trípoli como medida retaliatória.

No ano passado, quatro trabalhadores domésticos das Filipinas abriram um processo contra uma das missões diplomáticas de Genebra para as Nações Unidas, alegando que não haviam sido pagos por anos.

O caso em andamento e de alto perfil dos Hinduja irá, mais uma vez, chamar a atenção para o lado mais sombrio e feio da cidade, que gosta de se autodenominar “a cidade da paz”.

Tribuna Livre, com informações da BBC News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Após escapar da morte, Trump retoma campanha: "Tomei tiro pela democracia"
Após escapar da morte, Trump retoma campanha: "Tomei tiro pela democracia"
Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo
Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo
Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos
Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos
Milei demite subsecretário que cobrou desculpas de atletas por ato racista
Milei demite subsecretário que cobrou desculpas de atletas por ato racista
Elon Musk se compromete com US$ 45 milhões por mês para apoiar Trump
Elon Musk se compromete com US$ 45 milhões por mês para apoiar Trump
Morte em massa de peixes causa fechamento de lago nos EUA; entenda
Morte em massa de peixes causa fechamento de lago nos EUA; entenda
Fuzil usado em atentado contra Trump foi comprado pelo pai do atirador
Fuzil usado em atentado contra Trump foi comprado pelo pai do atirador
FBI afirma que atirador agiu sozinho em atentado contra Trump
FBI afirma que atirador agiu sozinho em atentado contra Trump
Trump sofre ataque a tiros, mas está bem; atirador e apoiador morrem Bala pegou de raspão na orelha direita do ex-presidente dos EUA; atentado ocorreu durante comício na Pensilvânia
Trump sofre ataque a tiros, mas está bem; atirador e apoiador morrem Bala pegou de raspão na orelha direita do ex-presidente dos EUA; atentado ocorreu durante comício na Pensilvânia.
Incêndio atinge torre de catedral gótica na França
Incêndio atinge torre de catedral gótica na França.
Homem mata três mulheres com arco e flecha e é "caçado" pela polícia
Homem mata três mulheres com arco e flecha e é "caçado" pela polícia
O terremoto político no Irã que permitiu eleição de presidente reformista
O terremoto político no Irã que permitiu eleição de presidente reformista

Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo

Um apagão cibernético está causando atrasos em voos, impactando os serviços bancários e de comunicação globalmente nessa sexta-feira Na manhã desta sexta-feira (19/7) diversos países registraram problemas técnicos que afetaram operações de companhias aéreas internacionais, empresas ferroviárias e do setor de telecomunicações, entre outros. Segundo a Administração Federal de Aviação

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.