20/06/2024

Crise entre Argentina e Espanha se agrava após saída de embaixadora

Argentina's president Javier Milei delivers a speech on stage during the Spanish far-right wing party Vox's rally "Europa Viva 24" in Madrid on May 19, 2024. Argentina's president Javier Milei is scheduled to take part in the gathering of Spanish far-right party Vox alongside other hard-right leaders such as France's Marine Le Pen. (Photo by OSCAR DEL POZO / AFP) - (crédito: Oscar Del Pozo/AFP)

Madri retira embaixadora de Buenos Aires e anuncia o caráter “definitivo” da decisão sem precedentes. Medida é uma resposta às ofensas do presidente Javier Milei contra a esposa do primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez

A resposta à decisão do governo da Espanha veio na forma de nova ofensa. “É um disparate próprio de um socialista arrogante. (…) Ele fez uma escalada diplomática absolutamente sem sentido”, afirmou o presidente da Argentina, Javier Milei, depois que o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, retirou de Buenos Aires a embaixadora María Jesús Alonso Jiménez, “em caráter definitivo”. No domingo (19/5), ao visitar Madri, onde participou de reunião de líderes da extrema direita organizada pelo partido espanhol Vox, Milei chamou a esposa de Sánchez, Begoña Gómez, de “mulher corrupta”. Também qualificou o socialismo como “satânico” e “cancerígeno” — o premiê espanhol é líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE).

Além de chamar o dirigente espanhol de “arrogante”, o ultralibertário argentino o acusou de sofrer de “complexo de inferioridade” e de ter “totalitarismo no sangue”. Milei também anunciou que voltará à Espanha em 21 de junho, onde receberá o Prêmio Juan de Mariana, voltado a personalidades que defendem ideias de liberdade. “Veremos se seu grande complexo de inferioridade lhe permite que os liberais espanhóis me premiem pessoalmente”, provocou, na rede social X. Em quase seis meses à frente da Casa Rosada, Milei enfrenta a pior de uma série de crises diplomáticas.

“Não existem precedentes para um chefe de Estado ir à capital de outro país para insultar suas instituições e fazer interferência flagrante nos assuntos internos”, declarou o ministro de Assuntos Exteriores espanhol, José Manuel Albares. O chefe da diplomacia de Madri havia chamado a embaixadora Jiménez para consultas e exigido um pedido de desculpas formal de Milei. A ministra das Relações Exteriores da Argentina, Diana Mondino, tentou colocar panos quentes e se referiu à crise como uma “anedota”, ao reforçar que “não deveria ser algo que afete” o vínculo bilateral.

Construção do poder

Mara Pegoraro, cientista política da Universidad de Buenos Aires (UBA), admitiu ao Correio que as palavras de Milei sobre Begoña Gómez foram “infelizes” e desataram uma crise. “Essa situação deve ser avaliada sob o contexto no qual o presidente Javier Milei pensa a política. Nessa construção, o governo da Argentina tem criado adversários, pois isso lhe permite sustentar altos níveis de agitação. Esse cenário o fortalece para a construção do poder”, explicou.

“A decisão de Sánchez de retirar a embaixadora não é o mesmo que fechar a embaixada, mas não deixa de ser uma mensagem de advertência a Buenas Aires.” A estudiosa lembra que as relações entre Argentina e Espanha são muito anteriores ao governo de Milei. “Eu interpreto esse incidente como um elemento a mais na construção de uma política adversária de Milei para se fortalecer internamente”, acrescentou ela.

Colega de Pegoraro, o professor Miguel De Luca minimizou a crise. “É um conflito internacional sem consequências econômicas ou comerciais. Vejo isso mais como um duelo ideológico, não de interesses econômicos”, comentou, por meio do WhatsApp. Para Carlos Fara, especialista em opinião pública e em comunicação de governo, em Buenos Aires, a crise foi “longe demais”. “Em âmbito diplomático, o que se faz é chamar o embaixador para consultas. Isso representa uma grave advertência. Muitos países mantêm relações a nível de encarregado de negócios durante vários anos, em consequência de uma crise”, disse à reportagem. “Retirar a embaixadora é quase como fechar a embaixada.”

Fara comentou que Milei ameaçou não manter o embaixador da Argentina em Madri, o que tensiona ainda mais a situação. Ele acredita que, durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, Argentina e Brasil não terão relações fluidas. Também destacou que Milei não tratará o Mercosul como prioridade. “Milei tem personalizado várias disputas, como com Gustavo Petro (Colômbia), o Chile, a Venezuela, a Nicarágua e o México. Nesse sentido, ele não presta um favor às relações regionais, pois colocou a ideologia acima de tudo.”

Tribuna Livre, com informações da Agence France Presse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
O 'inquietante' pacto de proteção mútua entre Rússia e Coreia do Norte
O 'inquietante' pacto de proteção mútua entre Rússia e Coreia do Norte
Como família mais rica do Reino Unido foi parar no banco dos réus por tráfico de pessoas
Como família mais rica do Reino Unido foi parar no banco dos réus por tráfico de pessoas
Faixa de Gaza: Netanyahu reage a racha e dissolve o gabinete de guerra
Faixa de Gaza: Netanyahu reage a racha e dissolve o gabinete de guerra
Quais as intenções de Putin em visita a Kim Jong Un, na Coreia do Norte
Quais as intenções de Putin em visita a Kim Jong Un, na Coreia do Norte
Cúpula de Zelensky pode indicar possível divisão global
Cúpula de Zelensky pode indicar possível divisão global
Tiroteio em parque aquático deixa 9 pessoas feridas nos EUA
Tiroteio em parque aquático deixa 9 pessoas feridas nos EUA
Líderes do G7 liberam juros de ativos russos para ajudar a Ucrânia
Líderes do G7 liberam juros de ativos russos para ajudar a Ucrânia
Mundo bate recorde de refugiados com conflitos no Sudão e em Gaza
Mundo bate recorde de refugiados com conflitos no Sudão e em Gaza
Enfermeira britânica condenada por matar bebês volta a julgamento
Enfermeira britânica condenada por matar bebês volta a julgamento
Conselho de Segurança da ONU apoia plano dos EUA para trégua em Gaza
Conselho de Segurança da ONU apoia plano dos EUA para trégua em Gaza
Macron antecipa eleições na França após vitória da extrema direita na votação para o Parlamento Europeu
Macron antecipa eleições na França após vitória da extrema direita na votação para o Parlamento Europeu
Faixa de Gaza: Hamas ameaça reféns após operação de resgate em Nuseirat
Faixa de Gaza: Hamas ameaça reféns após operação de resgate em Nuseirat

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.