21/06/2024

Daqui ninguém me tira: Campos Neto diz que não vai deixar Banco Central antes de 2024; entenda

O mandato do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto,  vai até dezembro de 2024 e ele pretende continuar no cargo até lá, mesmo com as pressões vindas do governo.

Em entrevista para a Globonews, ele destacou que não vai abreviar o seu tempo na autoridade monetária e que o ideal seria não fazer nenhuma modificação da meta de inflação – algo que vem sendo estudado pelo governo – uma vez que o cenário econômico ainda é de muita incerteza.

•             Renda fixa sem perder tempo: faça parte do grupo VIP do WhatsApp onde os maiores investidores recebem, diariamente, ofertas imperdíveis de títulos da renda fixa. A participação é gratuita – basta você clicar aqui.

“Mudanças na meta têm de ser feitas visando eficiência, não flexibilidade”, disse em entrevista. “Em relação à meta contínua, fizemos estudo que mostrava alguma ineficiência de meta de ano-calendário”, completou.

O Ministério da Fazenda estuda uma forma de flexibilizar o regime de metas. A ideia é que o governo adote um tempo mais longo para cumprimento do objetivo. Ou seja, deve ser substituída a regra baseada em ano-calendário.

Atualmente, as metas são definidas ano a ano, sendo que as metas de inflação para 2023, 2024 e 2025 são de 3,25%, 3% e 3%, respectivamente.

O modelo defendido pela equipe econômica é o de meta de inflação contínua, que basicamente tem um prazo mais longo que 12 meses. O motivo da mudança é que os efeitos da política monetária tendem a aparecer, em média, após 18 meses – e o governo que alinhar a meta com essa janela de tempo.

Inflação na visão de Campos Neto

O presidente do Banco Central aproveitou para comentar os resultados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15).

A prévia da inflação, subiu 0,51% em maio, desacelerando-se em relação à alta de 0,57% apurada em abril. O resultado veio abaixo da mediana projetada pelo mercado, de 0,61%.

Segundo os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA-15 acumula alta de 3,12% nos primeiros cinco meses do ano. Com isso, o indicador acumulada alta em 12 meses de +4,07%, de +4,16% no mês anterior. O resultado também ficou abaixo da mediana projetada, de +4,07%.

A inflação permanece dentro do teto da meta do Banco Central para 2023, de 4,75%, pelo segundo mês consecutivo.

“Veio melhor, surpresa grande em vestuário e núcleo melhores”, disse Campos Neto. Mas ele destacou que a desinflação tem sido mais lenta que o esperado, mas que existem fatores positivos à frente, como a alimentação no atacado que está caindo.

Sobre o arcabouço fiscal, Campos Neto voltou a dizer que não existe relação mecânica com a aprovação das novas regras de controle de gastos e o alívio na taxa Selic.

Campos Neto afirma que não vai abreviar o seu tempo na liderança do Banco Central e comenta resultado da prévia da inflação.

 (Imagem: Rafael Ribeiro/BCB)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Minha casa minha vida (Tuca Melges - Estadão Conteúdo)
O Ministério das Cidades está preparando a aquisição de energia sustentável para os lares do programa Minha Casa, Minha Vida
SAUDE
Planos de saúde têm 900 queixas por dia; saiba o motivo
Vaca leiteira é preparada para exposição durante primeiro dia da Agroleite
Alto custo na criação de vacas causa prejuízo para produtores de leite
megasena
Uma aposta ganha prêmio de mais de R$ 40 milhões da Mega-Sena
Com justificativas vazias para aumentar cobranças, companhias aéreas veem reclamações explodirem
Com justificativas vazias para aumentar cobranças, companhias aéreas veem reclamações explodirem
Tebet: Precisamos achar recurso para pagar salário mínimo de R$ 1.421
Tebet: Precisamos achar recurso para pagar salário mínimo de R$ 1.421
Operação Guarujá
Presidente do TJ-SP suspende decisão que obriga todos os policiais da Operação Escudo a usar câmeras corporais
ECO
Banco do Brasil levanta quase US$ 1 bilhão para projetos ambientais
JUROS
BC volta a reduzir taxa de juros em 0,5 ponto percentual, para 12,75%
ECO
Shein cobre ICMS de compras de até US$ 50 a partir desta terça
BALANÇA
Exportações crescem 17,2% até a terceira semana de setembro, diz MDIC
DINHEIRO
Governo prevê recuperar R$ 46 bilhões em débitos da Dívida Ativa em 2024

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.