21/06/2024

DF registra saldo positivo na geração de empregos, com mais de 41 mil novas vagas criadas nos últimos 12 meses

Nos últimos 12 meses, são 41.034 vagas, com 4,33% de variação positiva, a maior entre as unidades da Federação do Centro-Oeste | Foto: Arquivo/Agência Brasília

Entre janeiro e abril deste ano, foram registrados 21.589 novos empregos formais, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. O GDF incentiva a capacitação profissional da população e facilita as contratações.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que monitora a criação de empregos formais no país, o Distrito Federal registrou um saldo positivo de 5.258 novas vagas em abril de 2024. Este levantamento, realizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, indica que nos primeiros quatro meses do ano foram registrados 21.589 novos empregos formais. Nos últimos 12 meses, foram criadas 41.034 vagas, resultando em uma variação positiva de 4,33%, a maior entre as unidades da Federação do Centro-Oeste.

“O governador Ibaneis Rocha está comprometido com a geração de emprego e renda, e os números apresentados pelo Caged reforçam isso. Tenho me reunido com o setor produtivo e, sempre que possível, temos atendido seus pleitos com foco na criação de mais postos de trabalho”, afirma o secretário de Economia, Ney Ferraz.

Programas de Governo

Dois programas de qualificação profissional foram implementados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet) para investir na qualificação profissional: RenovaDF e QualificaDF.

O RenovaDF, lançado em maio de 2021, promove a formação profissional da população enquanto equipamentos e espaços públicos são reformados. A iniciativa oferece um auxílio no valor de um salário mínimo para os participantes, além de vale-transporte e seguro contra acidentes pessoais. O ciclo inclui técnicas de alvenaria, carpintaria, elétrica, hidráulica, jardinagem, paisagismo, pintura, serralheria e segurança no ambiente de trabalho.

Já o QualificaDF, lançado em agosto de 2020, oferece cursos profissionalizantes gratuitos nas áreas de agronegócio, comércio, serviços, saúde e informática – escolhidos com base em uma análise das vagas mais frequentes no banco de intermediação das agências do trabalhador do DF. Após a formação, o cidadão em busca de uma oportunidade é encaminhado para uma das 14 agências do trabalhador no Distrito Federal, que auxiliam os candidatos na busca de emprego.

De acordo com o secretário do Trabalho, Thales Mendes, o DF tem o segundo menor índice de informalidade entre os estados brasileiros. “Isso demonstra que nosso emprego é de qualidade, formal e geralmente oferece uma remuneração maior que em vários outros estados, fortalecendo os indicadores do Caged”, afirma Mendes. Ele acrescenta que o aumento do emprego formal eleva o número de registros de carteiras de trabalho no DF, resultado de um investimento de mais de R$ 100 milhões em qualificação e uma previsão de mais de 60 mil qualificações este ano.

“Esses dados do Caged mostram que estamos no caminho certo, qualificando pessoas, gerando oportunidades e criando condições para que aqueles que estão desempregados encontrem uma nova colocação. Tudo isso proporciona segurança ao empresário para contratar, com responsabilidade social e cumprindo as obrigações trabalhistas”, destaca Thales Mendes.

Acesso

Para se candidatar a uma vaga nas agências do trabalhador, o interessado deve cadastrar o currículo por meio do aplicativo Sine Fácil ou comparecer a uma unidade. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Acesse aqui o quadro de vagas disponíveis, além do telefone para contato e endereço das agências.

Tribuna Livre, com informações da Agência Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Brasília é a segunda capital mais segura do país, aponta Atlas da Violência 2024
Brasília é a segunda capital mais segura do país, aponta Atlas da Violência 2024
Núcleo da Unidade de Internação de Santa Maria disputa prêmio de Melhor Escola do Mundo
Núcleo da Unidade de Internação de Santa Maria disputa prêmio de Melhor Escola do Mundo
UPAs atenderam quase meio milhão de pessoas nos cinco primeiros meses de 2024
UPAs atenderam quase meio milhão de pessoas nos cinco primeiros meses de 2024
Abrigo no Plano Piloto protege 80 pessoas em situação de rua do frio
Abrigo no Plano Piloto protege 80 pessoas em situação de rua do frio
QualificaDF Móvel abre inscrições para capacitação profissional em 4 cidades
QualificaDF Móvel abre inscrições para capacitação profissional em 4 cidades
Inscrições para quase 6 mil vagas em cursos técnicos abrem nesta quinta-feira (20)
Inscrições para quase 6 mil vagas em cursos técnicos abrem nesta quinta-feira (20)
Caesb investe R$ 3,7 milhões em energia limpa e reduz custos operacionais
Caesb investe R$ 3,7 milhões em energia limpa e reduz custos operacionais
Mais de 150 produtores rurais apresentam cartões de vacina de rebanhos contra raiva
Mais de 150 produtores rurais apresentam cartões de vacina de rebanhos contra raiva
GDF destina R$ 110 milhões para famílias darem de entrada na casa própria
GDF destina R$ 110 milhões para famílias darem de entrada na casa própria
Portaria conjunta institui programa e aplicativo de proteção aos conselheiros tutelares do DF
Portaria conjunta institui programa e aplicativo de proteção aos conselheiros tutelares do DF
Fiscalização contra estacionamento irregular no DF é intensificada
Fiscalização contra estacionamento irregular no DF é intensificada
Regulamentados os serviços de capelania nas unidades de saúde
Regulamentados os serviços de capelania nas unidades de saúde

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.