22/04/2024

DF terá mais 17 novas creches até o fim do ano para ampliar vagas infantis

Ibaneis Rocha: “Quando assumimos o governo, em 2019, eram 23 mil crianças que aguardavam na fila. Hoje, nós temos aproximadamente seis mil” | Fotos: Lúcio Bernardo Jr./ Agência Brasília

Previsão é de alcançar a marca de 80 Cepis construídos desde 2019. Ceilândia ganhará mais duas escolinhas voltadas para a primeira infância, uma na QNO 18 e outra na QNP 11

O compromisso com a educação de primeira infância segue sendo uma das prioridades do Governo do Distrito Federal (GDF). Até o fim do ano, a expectativa é entregar 17 novos Centros de Educação da Primeira Infância (Cepis) e alcançar a marca de 80 unidades infantis entregues desde 2019. O investimento nas unidades soma R$ 92 milhões.

Nesta sexta-feira (22), o governador Ibaneis Rocha visitou o recém construído Cepi Orquídea do Cerrado, localizado na EQNP 8/12, em Ceilândia. A creche recebeu investimentos da ordem de R$ 4.318.479,16 para acolher com conforto e segurança 188 alunos em período integral. A cidade terá mais duas escolinhas, uma na quadra QNO 18 e outra na QNP 11.

“A nossa determinação é diminuir a fila que ainda existe para conseguir uma vaga nas creches do Distrito Federal. Já conseguimos reduzir bastante. Quando assumimos o governo, em 2019, eram 23 mil crianças que aguardavam na fila. Hoje, nós temos aproximadamente seis mil. Para esse ano, temos 17 creches que ainda serão entregues e a gente vem buscando ampliar por meio da parceria com a iniciativa privada”, afirmou o chefe do Executivo.

Cada novo Cepi tem capacidade para atender 188 crianças em turno integral, o que representa mais 3.196 vagas para crianças de 4 meses a 3 anos nas 17 novas unidades.

De acordo com a secretária de Educação, Helvia Paranaguá, o objetivo é aproximar o governo da comunidade: “Estamos chegando até a população e incentivando essa etapa da primeira infância. Até o fim do ano, a nossa meta é entregar 80 Cepis construídos nos últimos cinco anos”, revelou a secretária de Educação, Helvia Paranaguá.

As regiões que receberão novas unidades de ensino infantil são:

– Samambaia (Quadra 217)

– Riacho Fundo 2 (QN 9)

– Riacho Fundo 2 (QN 7)

– Recanto das Emas (Q 510)

– Recanto das Emas (Q 109)

– Taguatinga (Setor J)

– Taguatinga (Setor L)

– Ceilândia (QNP 11)

– Ceilândia (QNO 18)

– Taquari

– Jardins Mangueiral

– Riacho Fundo (QN 14)

– Guará (EQ 17/19)

– Santa Maria (215/315)

– Estrutural

– Gama (EQ 01/02)

– Vila Telebrasília

Ambiente planejado

A escolinha segue o padrão definido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que contempla 10 salas de atividades para a educação infantil, sala multiúso, direção, secretaria, sala de professores, solários, fraldários, lactário, sala de amamentação, refeitório, pátio não coberto para a instalação de brinquedos infantis, sanitários para alunos e para professores/comunidade, sanitários para pessoas com deficiência, playground, cozinha, despensa, rouparia, lavanderia, vestiários e copa para os funcionários.

O Cepi Orquídea do Cerrado é administrado pelo Instituto Éden, responsável por cuidar de outras quatro creches públicas do DF. “Nós temos trabalhado para uma sociedade mais justa, humana e feliz. Atendemos, ao todo, cinco Cepis e eu fico muito satisfeita em ter uma administração experiente para orientar pais e crianças”, completou a presidente do instituto, Haidée de Souza Neves.

Mesmo com toda a infraestrutura pré-definida pelo governo federal para impulsionar a educação psicopedagógica, o Cepi Orquídea do Cerrado foi além. O grande diferencial da creche é a horta comunitária, plantada e regada pelos próprios alunos. Por lá, as crianças cuidam das plantações de tomate, alho e milho.

O pequeno Vinycius de Oliveira, de 4 anos, disse que as aulas preferidas dele são aquelas sobre o meio ambiente: “Eu gosto da minha escola e amo plantar e comer tomate nos lanches”.

Os alunos do Cepi Orquídea do Cerrado são acolhidos em período integral, o que garante tranquilidade para os pais irem ao trabalho. Das 7h30 às 17h30, são diversas tarefas propostas pela equipe pedagógica para entreter, ensinar e interagir com os pequenos.

“Para que as crianças consigam ficar dez horas diárias, é necessário que haja atividades diversificadas”

Andréa Sousa, coordenadora pedagógica

“Para que as crianças consigam ficar dez horas diárias, é necessário que haja atividades diversificadas. Isso colabora não só no desenvolvimento pedagógico, como também no motor também. Nós traçamos mensalmente as atividades lúdicas que estimulam o desenvolvimento, como brincadeiras ao ar livre e circuitos”, detalhou a coordenadora pedagógica da unidade, Andréia Sousa.

O Cepi Orquídea do Cerrado é mais uma das creches entregues aos moradores de Ceilândia. O Centro de Educação da Primeira Infância Papagaio, localizado na EQNP 6/10, foi inaugurado em 2020 e hoje acolhe 112 crianças graças ao investimento de R$ 3.060.454,20 do GDF. O governo ainda trabalha na construção de outras duas unidades em Ceilândia, uma na QNO 18 e outra na QNP 11. As duas demandam recursos de mais de R$ 11,3 milhões para acolher 376 crianças.

Acolhimento que conforta

Um dos maiores anseios dos pais é saber se o filho está sendo bem cuidado na escola onde estuda. A autônoma Jeovania Pereira de Oliveira, 45, teve medo quando tirou o filho da creche particular para matriculá-lo no Cepi Orquídea do Cerrado.

“Eu fiquei com muito receio no início, o coração ficava na mão. Quando cheguei e conheci a equipe, eu tive a confiança de deixar meu filho lá. Eu não podia pagar R$ 800 de mensalidade na creche particular. O Cepi está me ajudando muito, principalmente porque vejo no dia a dia que a instituição está preparada para lidar com as crianças”, afirmou.

Joyceane Silva Oliveira, 24, é autônoma e mamãe do Levi. Ele foi diagnosticado com transtorno do espectro autista quando tinha 1 ano de idade. Hoje, aos 3 anos, ele é assistido pela equipe do Cepi. Segundo ela, a inauguração da creche ao lado de casa foi crucial para o desenvolvimento do filho.

“Ele é muito bem acolhido pela equipe da escola. O Levi se desenvolveu muito com as outras crianças. Quando eu o deixo todos os dias, eu fico despreocupada porque eu sei que ele vai receber todo o cuidado necessário”, pontuou. “Com a creche em período integral, eu consigo arrumar a casa e fazer bicos para aumentar a renda da família. Sem a escolinha, eu teria de arrumar uma babá para conseguir trabalhar, o que não compensaria com os gastos que temos hoje.”

A atendente Taís da Silva Caetano, 30, tem dois filhos que estudam na creche. Para ela, é visível o desenvolvimento dos pequenos depois que começaram a ir para a escolinha. “O Theo nem sentava há quatro meses. Hoje, ele já anda. O Calleb já está aprendendo a ler e a contar. Com pouco tempo que estão na creche, já ajudou muito no crescimento deles. O que eu mais gosto aqui é do acolhimento. Os dois são um chamego puro com as tias. Isso me tranquiliza”, defendeu.

Tribuna Livre, com informações do Governo do Distrito Federal (GDF).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Shows gratuitos em Planaltina, Brazlândia e Santa Maria marcam aniversário de Brasília
Shows gratuitos em Planaltina, Brazlândia e Santa Maria marcam aniversário de Brasília
Jorge Aragão e Xand Avião agitam a festa dos 64 anos de Brasília neste domingo
Jorge Aragão e Xand Avião agitam a festa dos 64 anos de Brasília neste domingo
Show histórico do DJ Alok reúne multidão para celebrar os 64 anos de Brasília
Show histórico do DJ Alok reúne multidão para celebrar os 64 anos de Brasília
Aniversário de Brasília terá área especial para PcDs e maiores de 65 anos na Esplanada
Aniversário de Brasília terá área especial para PcDs e maiores de 65 anos na Esplanada
Nova convocação de 2
Nova convocação de 2.194 candidatos para habilitação em programa habitacional
Inaugurado Núcleo de Inovação do Distrito Federal para conteúdos de educação
Inaugurado Núcleo de Inovação do Distrito Federal para conteúdos de educação
Dia D de combate à dengue chega ao Plano Piloto neste sábado (20)
Dia D de combate à dengue chega ao Plano Piloto neste sábado (20)
Oferta de refeições gratuitas para população em situação de rua é ampliada
Oferta de refeições gratuitas para população em situação de rua é ampliada
Deputada Jaqueline Silva enaltece Brasília pela passagem dos 64 anos de muito encanto e beleza
Deputada Jaqueline Silva enaltece Brasília pela passagem dos 64 anos de muito encanto e beleza
Segurança pública terá esquema especial para aniversário de Brasília
Segurança pública terá esquema especial para aniversário de Brasília
Crianças e adolescentes de 6 e 16 anos começam a ser vacinados contra a dengue
Crianças e adolescentes de 6 e 16 anos começam a ser vacinados contra a dengue
Novas tendas de acolhimento atenderam mais de 3,7 mil pessoas em uma semana
Novas tendas de acolhimento atenderam mais de 3,7 mil pessoas em uma semana

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.