27/02/2024

Estudo examina a capacidade de resistência da bactéria causadora da hanseníase frente ao tratamento.

Andréia Barros (D) com a apoiadora clínica de hanseníase Maria José Neiva: “Acho que se eu não tivesse passado por uma enfermeira que conhecia a doença, até hoje estaria tendo reação sem saber o que era” | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Pesquisa realizada pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF) utiliza o sequenciamento genético para investigar se mutações podem interferir na eficácia dos medicamentos.

O Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF) elaborou um protocolo com o objetivo de compreender a razão pela qual alguns pacientes com hanseníase não respondem de maneira adequada ao tratamento. A iniciativa surgiu em resposta a uma demanda das equipes de saúde da rede pública, que frequentemente enfrentam incertezas quanto à ausência de resultados nas intervenções medicamentosas.

Para abordar essa questão, a pesquisa realiza o sequenciamento genético do microrganismo para identificar mutações que podem conferir resistência à bactéria em relação aos antimicrobianos utilizados no tratamento. Fabiano Costa, gerente de Biologia Médica do Lacen, destaca a peculiaridade da hanseníase, onde a cultura do microrganismo não pode ser realizada no laboratório, impedindo a realização de testes de sensibilidade convencionais.

O protocolo em desenvolvimento utilizará técnicas moleculares para avaliar o perfil do bacilo de Hansen, indicando se houve ou não mutação. Isso é especialmente relevante para evitar a espera por resultados negativos de baciloscopia após longos períodos de tratamento, fornecendo aos médicos informações mais rápidas sobre a possível resistência bacteriana.

Atualmente, o processo está em fase de estudo, sendo aplicado apenas a amostras do Distrito Federal. A expectativa é que, em breve, o protocolo possa ser incorporado na rotina de pacientes e profissionais de saúde da rede pública, com o objetivo de se tornar uma referência no combate à hanseníase.

A hanseníase, causada pela bactéria Mycobacterium leprae, é transmitida por meio de gotículas de saliva. Seus sintomas podem demorar de dois a sete anos para se manifestarem, sendo os primeiros sinais muitas vezes difíceis de diagnosticar. O acompanhamento adequado e a conclusão do tratamento são cruciais para evitar sequelas graves, e a pesquisa em andamento busca aprimorar a detecção precoce e o manejo eficaz da doença.

Tribuna Livre, com informações do Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Hospital da Cidade do Sol amplia leitos em menos de 24 horas
Hospital da Cidade do Sol amplia leitos em menos de 24 horas
Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores
Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores
DF ultrapassa um milhão de cadastros atualizados no SUS
DF ultrapassa um milhão de cadastros atualizados no SUS
Compras do Programa de Aquisição de Alimentos beneficiam 968 agricultores
Compras do Programa de Aquisição de Alimentos beneficiam 968 agricultores
Caesb disponibiliza serviço gratuito de autoleitura de hidrômetros
Caesb disponibiliza serviço gratuito de autoleitura de hidrômetros
No Varjão, sábado foi marcado pelo Dia D de combate à dengue e por uma série de serviços oferecidos à população
No Varjão, sábado foi marcado pelo Dia D de combate à dengue e por uma série de serviços oferecidos à população.
O Programa de Arborização planeja o plantio de 100 mil mudas nativas no Distrito Federal em 2024
O Programa de Arborização planeja o plantio de 100 mil mudas nativas no Distrito Federal em 2024.
As reuniões dos Conselhos de Segurança Comunitários foram retomadas
As reuniões dos Conselhos de Segurança Comunitários foram retomadas.
Descubra as diferentes variantes do vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti
Descubra as diferentes variantes do vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti.
Vicente Pires está passando por melhorias em suas vias, com serviços de drenagem e manutenção asfáltica em andamento
Vicente Pires está passando por melhorias em suas vias, com serviços de drenagem e manutenção asfáltica em andamento
Sábado de vacinação para público de todas as idades
Sábado de vacinação para público de todas as idades
Tendas de hidratação contam com apoio do programa Jovem Candango
Tendas de hidratação contam com apoio do programa Jovem Candango

Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores

Formações são indicadas para profissionais da educação e da saúde. As aulas são gratuitas e online, podendo ser assistidas a qualquer momento pelos participantes A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) oferece quatro cursos relacionados ao combate à dengue para servidores da saúde e da educação. As capacitações são

Leia mais...

DF ultrapassa um milhão de cadastros atualizados no SUS

Mais de 97% das atualizações do Recadastra SUS foram feitas presencialmente; com dados dos usuários mais confiáveis, a rede pública consegue otimizar a fila de espera por exames e consultas Sete meses após lançar a campanha Recadastra SUS, o Distrito Federal chegou a 1.054.928 cadastros atualizados no Sistema Único de

Leia mais...

Caesb disponibiliza serviço gratuito de autoleitura de hidrômetros

Todos os clientes da companhia podem aderir à iniciativa, especialmente aqueles que não conseguem receber leiturista em casa durante o dia Pensando no conforto e bem-estar dos brasilienses, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) disponibiliza o serviço de autoleitura, no qual o próprio usuário fornece a leitura

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.