22/02/2024

Governo bloqueia verba de 10 ministérios; veja como fica a distribuição

Ao todo, R$ 1,5 bilhão foram contingenciados temporariamente porque a estimativa de gastos superou o limite estabelecido pelo teto federal de 2023

Os ministérios da Saúde e Educação serão os mais afetados pelo bloqueio de verbas do Orçamento de 2023, que foi publicado no dia 28 de julho, em edição especial do Diário Oficial da União (DOU).

Os bloqueios equivalem a R$ 1,5 bilhão do Orçamento de 2023 e vão ocorrer em 10 ministérios ao todo. Isso ocorre porque a a estimativa de gastos superou o limite estabelecido pelo teto federal para o ano e por isso os valores ficam contingenciados temporariamente.

Os bloqueios na área de Educação foram os mais criticados porque ocorreram pouco após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou o programa de ensino em tempo integral.

Contudo, vale ressaltar que o bloqueio ocorre apenas em gastos não-obrigatórios das pastas, aqueles relacionados a investimentos e manutenção da máquina pública, e os valores podem ser liberados caso a estimativas do governo não se concretizem ou com a aprovação do novo arcabouço fiscal no Congresso (marcado para a próxima semana), que pode acabar com o teto federal de gastos.

Veja como fica a nova distribuição de gastos:

•             Saúde: R$ 452 milhões;

•             Educação: R$ 333 milhões;

•             Transportes: R$ 217 milhões;

•             Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome: R$ 144 milhões;

•             Cidades: R$ 144 milhões;

•             Meio Ambiente: R$ 97,5 milhões;

•             Integração e Desenvolvimento Regional: R$ 60 milhões;

•             Defesa: R$ 35 milhões;

•             Cultura: R$ 27 milhões;

•             Desenvolvimento Agrário: R$ 24 milhões.

Apesar de não citadas neste último bloqueio, outros Ministérios já haviam sofrido contingenciamento em maio de R$ 1,7 bilhão no Orçamento. Fazenda; Planejamento e Integração e Desenvolvimento Regional. As pastas do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Transportes e Cidades também foram citadas à época e sofreram com os novos cortes.

Ao todo, o total de recursos travados chega a R$ 3,2 bilhões no Orçamento de 2023.

Entretanto, o valor bloqueado em 2023, não passam os valores travados em 2022, quando foram contingenciados R$ 15,38 bilhões para cumprir o teto de gastos. À época, os recursos só foram desbloqueados porque a Emenda Constitucional da Transição retirou do teto de gastos R$ 23 bilhões relativos a programas sociais em 2022 e R$ 168 bilhões em 2023.

O bloqueio ocorre porque a a estimativa de gastos superou o limite estabelecido pelo teto federal para 2023 –


 (crédito: Maurenilson Freire/CB/D.A Press)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Minha casa minha vida (Tuca Melges - Estadão Conteúdo)
O Ministério das Cidades está preparando a aquisição de energia sustentável para os lares do programa Minha Casa, Minha Vida
SAUDE
Planos de saúde têm 900 queixas por dia; saiba o motivo
Vaca leiteira é preparada para exposição durante primeiro dia da Agroleite
Alto custo na criação de vacas causa prejuízo para produtores de leite
megasena
Uma aposta ganha prêmio de mais de R$ 40 milhões da Mega-Sena
Com justificativas vazias para aumentar cobranças, companhias aéreas veem reclamações explodirem
Com justificativas vazias para aumentar cobranças, companhias aéreas veem reclamações explodirem
Tebet: Precisamos achar recurso para pagar salário mínimo de R$ 1.421
Tebet: Precisamos achar recurso para pagar salário mínimo de R$ 1.421
Operação Guarujá
Presidente do TJ-SP suspende decisão que obriga todos os policiais da Operação Escudo a usar câmeras corporais
ECO
Banco do Brasil levanta quase US$ 1 bilhão para projetos ambientais
JUROS
BC volta a reduzir taxa de juros em 0,5 ponto percentual, para 12,75%
ECO
Shein cobre ICMS de compras de até US$ 50 a partir desta terça
BALANÇA
Exportações crescem 17,2% até a terceira semana de setembro, diz MDIC
DINHEIRO
Governo prevê recuperar R$ 46 bilhões em débitos da Dívida Ativa em 2024

No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome

O ministro do Desenvolvimento Social participou da abertura dos três dias de reuniões que discutirão o termo de adesão dos países ao projeto internacional O ministro Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, participou nesta quarta-feira (21/2) da primeira reunião da Força Tarefa do G20

Leia mais...

Saúde pública do DF terá o reforço de mais 741 profissionais

Contratação de 200 médicos temporários, 156 enfermeiros e demais profissionais foi anunciada pelo governador Ibaneis Rocha durante evento de combate à dengue no Sol Nascente/Pôr do Sol O Distrito Federal vai ganhar 741 profissionais da saúde para reforçar o quadro de atendimento à população. O anúncio foi feito pelo governador

Leia mais...

Volta às aulas conturbada no CEM 404 Santa Maria

Aluno armado com faca fere o sargento Daniel Matos Na manhã da terça-feira (20), por volta das 11 horas, os policiais do Batalhão Escolar, 1º Sgt Daniel Matos e o 2º Sgt Euzimar, foram solicitados pela diretora do CEM 404 Santa Maria para prestarem apoio, pois havia um aluno na

Leia mais...

Inscritos no programa de voluntariado da Codhab são convocados

Duzentas pessoas passarão por entrevista e análise curricular nos dias 28 e 29 de fevereiro A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convocou, nesta quarta-feira (20), os inscritos no programa de voluntariado. Ao todo, 200 pessoas foram alistadas no processo seletivo. O Edital nº 77/2024 foi publicado no

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.