23/06/2024

Justiça condena funcionários de usina por furto de combustível, em Jataí

Penas variam de 6 anos a 10 anos de prisão

Na decisão da juíza Placidina Pires, da 1ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores de Goiânia, também consta determinação para que eles reparem o valor de R$ 450 mil aos danos causados.

A sentença é do dia 20 de julho e cabe recurso. São nove condenados, sendo que cinco iniciarão o cumprimento da pena em regime fechado e os demais no semiaberto e aberto.

Conforme a decisão, as penas foram as seguintes: João Paulo Barbosa foi condenado a 10 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão; Vitor Hugo Gomes da Costa a 8 anos; Ramon Oliveira dos Santos a 8 anos; Leonardo Rodrigues Lavinas Amâncio a 8 anos; Valter Carlos Felipe da Silva a 8 anos; Cristiano Ritter a 8 anos; Murilo de Souza Leles a 7 anos; Fernando Maciel Machado a 6 anos e Felipe Pereira Resende Gonçalves a 6 anos.

Caso a defesa de algum dos envolvidos tenha interesse em se manifestar, o espaço segue aberto.

De acordo com a denúncia, eles ocupavam cargos de líder de produção industrial da empresa, servidor da área administrativa, operadores e vigilantes. E, ainda, de motorista e de indivíduos que intermediariam a venda da carga subtraída.

O Ministério Público de Goiás (MPGO) explica que os furtos se davam quando todos os denunciados estavam de serviço. Os autos revelam que os motoristas de caminhões entravam na usina, aguardando o abastecimento, e, graças a uma peça adquirida por João Paulo Barbosa, desviavam o sistema de abastecimento da companhia e enchiam os tanques dos veículos, o que era procedido pelos operadores de processo. Esse item impedia o combustível de ser contabilizado pelas máquinas.

Os caminhões abastecidos, então, saíam da usina sem resistência ou conferência, de forma dolosa, por parte do assistente administrativo e vigilante. Subtraído, o produto era comercializado a receptadores encontrados e indicados pelos intermediadores em Goiânia e Senador Canedo, e o lucro dividido aos envolvidos. A estimativa é de R$ 2 milhões em combustível desviado da empresa.

Segundo a magistrada, “os réus afirmaram que cometeram entre oito a 10 furtos durante aproximadamente 40 a 50 dias, o que significa que entre um e outro delito não transcorreu lapso superior a 30 dias”.

A Justiça condenou funcionários de usina de álcool de Jataí (antiga Odebrecht) pelos crimes de organização criminosa e furto de combustível com penas que variam de 6 anos a 10 anos de prisão.

(Foto: Agência Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
G1
Motorista de carreta morre em acidente de trânsito na BR-050, em Catalão
GOE3
Detran multou mais de 1 milhão de motoristas em Goiânia durante 2023
GOE2
Confronto deixa 2 PMs baleados e 3 suspeitos de homicídio mortos em Corumbaíba
GOE1
Preços do hortifruti variam até 759% em Goiânia, aponta Procon
GO1
Paciente internado à força morre a caminho de clínica de reabilitação, em Caldas Novas
GO 3
TSE decide a favor do PRTB e vereadores Bruno Diniz e Santana Gomes devem voltar à Câmara de Goiânia
GO 2
Polícia prende cuidadora que maltratava idosa e filha com necessidades especiais
GO 1
Vilmar Rocha estimula candidatura de Ademir Menezes pelo PSD em Aparecida: “Nome natural”

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.