16/06/2024

Mestre de obras sobreviveu 14 dias após ser jogado em cisterna de Luziânia, diz laudo

Roberto Caetano foi asfixiado por cinco traficantes antes de ser jogado na cisterna, que fica perto da casa dos criminosos

A Polícia Técnico-Científica de Goiás concluiu que o mestre de obras encontrado morto dentro de uma cisterna no Jardim Ingá, em Luziânia, ficou vivo por 14 dias depois de ser jogado no poço. Roberto Caetano de Souza, de 51 anos, foi assassinado por cinco traficantes. A Polícia Civil acredita que o homicídio tenha a ver com uma dívida de drogas no valor de R$ 600 (hipótese que não convence a família).

Roberto foi asfixiado antes de ser jogado na cisterna, que fica perto da casa dos criminosos. Eles não sabiam que a vítima havia sobrevivido às agressões iniciais. A vítima morreu por desnutrição 24 horas antes de ser localizado pelos bombeiros. Três pessoas foram presas pela Polícia Civil de Goiás e suas seguem foragidas.

Roberto desapareceu na tarde de 11 de julho. Ao jornal Correio Braziliense, o PM Ailton Caetano, um dos irmãos da vítima, contou que o pedreiro estava em casa, quando resolveu sair. Por 15 dias, familiares e amigos montaram uma força-tarefa de buscas pelo homem. “Não paramos um minuto. Íamos a todos os possíveis lugares que ele estivesse na esperança de encontrá-lo”, afirmou. O corpo foi encontrado na última quarta (26).

Motivação

Por ora, a tese de que o mestre de obras tenha sido morto por causa de uma dívida de drogas é a que mais convence a polícia. “Ao que tudo indica, a vítima tinha relacionamento próximo com uma usuária, que também foi presa. E, pelas investigações, descobrimos que o mandante do assassinato seria um traficante”, detalhou o delegado Felipe Guerrieri Barbosa.

A família não acredita que Roberto era usuário de drogas. Segundo o irmão, o mestre de obras havia recebido uma quantia por um serviço prestado em uma universidade. “Montaram uma casinha para ele. Fizeram uma emboscada para roubar”, disse.

Roberto Caetano de Souza

 (Foto: Arquivo pessoal)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
G1
Motorista de carreta morre em acidente de trânsito na BR-050, em Catalão
GOE3
Detran multou mais de 1 milhão de motoristas em Goiânia durante 2023
GOE2
Confronto deixa 2 PMs baleados e 3 suspeitos de homicídio mortos em Corumbaíba
GOE1
Preços do hortifruti variam até 759% em Goiânia, aponta Procon
GO1
Paciente internado à força morre a caminho de clínica de reabilitação, em Caldas Novas
GO 3
TSE decide a favor do PRTB e vereadores Bruno Diniz e Santana Gomes devem voltar à Câmara de Goiânia
GO 2
Polícia prende cuidadora que maltratava idosa e filha com necessidades especiais
GO 1
Vilmar Rocha estimula candidatura de Ademir Menezes pelo PSD em Aparecida: “Nome natural”

Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio

Defesa prepara um novo habeas corpus O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) expediu na tarde desta sexta-feira (14), os mandados de prisão de Maurício Sampaio e policial militar reformado Ademá Figueiredo, condenados pelo assassinato do radialista Valério Luiz de Oliveira em 2012. O despacho foi assinado pelo juiz Lourival

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.