24/07/2024

Milei, recém-eleito na Argentina, estreita laços com Bolsonaro e ignora Lula.

Tomas Cuesta/Getty Images

Enquanto Lula considera a possibilidade de enviar um representante para a posse de Milei, o presidente eleito convidou Jair Bolsonaro para a cerimônia.

Após a vitória nas eleições do último domingo (19/11), o economista e deputado Javier Milei (Libertad Avanza) está se preparando para assumir a Presidência da Argentina em dezembro. As declarações e gestos tanto do lado brasileiro quanto do argentino indicam como deve ser a relação entre os países vizinhos diante da mudança de gestão na Argentina.

Poucas horas após a vitória, nesta segunda-feira (20/11), o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) divulgou o trecho de uma ligação de vídeo que recebeu de Javier Milei. No contato, o presidente eleito convidou o ex-mandatário brasileiro para comparecer à posse, marcada para 10 de dezembro, em Buenos Aires. “Tenha certeza de que, para tudo que for possível fazer por você, estaremos à disposição”, afirmou Bolsonaro em um vídeo divulgado no X (antigo Twitter).

Entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Javier Milei não houve contato direto após a vitória. “Desejo boa sorte e êxito ao novo governo. A Argentina é um grande país e merece todo o nosso respeito. O Brasil sempre estará à disposição para trabalhar junto com nossos irmãos argentinos”, comentou o petista nas redes sociais, sem citar o presidente eleito.

Lula decidiu não ir à posse do argentino. Ele ainda avalia qual substituto enviará no lugar, se o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, ou o chanceler Mauro Vieira. A decisão estaria relacionada com ofensas proferidas pelo argentino, que chegou a chamar Lula de “presidiário comunista” e “corrupto”.

Ricardo Caichiolo, professor de relações internacionais do Ibmec Brasília, projeta mudança para a relação entre Brasil e Argentina com a ascensão do ultraliberal. Na avaliação do especialista, a relação não será tão próxima como é atualmente, ou como seria caso o rival Sergio Massa (Unión por la Patria) tivesse vencido o pleito.

“Isso não significa dizer que esse desalinhamento ideológico vá impactar de forma negativa a relação entre os dois países. Na verdade, o que prevalece, em grande medida na relação entre os Estados, é o pragmatismo”, avalia.

O professor ainda destaca que muito do que Milei defendeu durante a campanha depende de acomodação de interesses internos, além de ter que passar pelo crivo do Legislativo.

Ricardo, no entanto, prevê que algo negativo para o Brasil, e que tem chances de ocorrer, é a saída da Argentina do Mercosul, uma promessa de Milei.

O especialista acredita que Milei deve buscar aproximação com parceiros ideologicamente mais próximos, como o ex-presidente dos Estados Unidos (EUA) Donald Trump e, na América do Sul, o Uruguai e o Paraguai.

Nessa segunda-feira (20/11), segundo o jornal argentino Clarín, Milei anunciou que a primeira viagem como presidente eleito será para EUA e Israel. O roteiro, explicou, tem uma “conotação mais espiritual que outras características”. A iniciativa rompe, mais uma vez, uma tradição diplomática entre Brasil e Argentina — o mesmo ocorreu quando Bolsonaro elegeu-se presidente, em 2018, e priorizou visitar o Chile, e não o território argentino.

“Pode haver essa aproximação mais por causa dessa ideologia em nível político. Quando a questão é econômica e comercial, a Argentina vai continuar dependendo do Brasil e da China”, analisa Ricardo. “Ele vai ter de remodelar esse discurso, porque isso afeta, em grande medida, os interesses do empresariado argentino.”

Pedro Costa Júnior, cientista político e pesquisador da Universidade de São Paulo (USP), reforça que a China e o Brasil são os dois maiores parceiros comerciais da Argentina. Mas, para ele, a relação que se espera é fria e com dificuldades para sentar à mesa de negociações.

“O Milei está em uma estrutura maior, que é de influência da alt right, em que se insere o Bolsonaro e o Trump, por todas as declarações que ele deu em relação à política externa argentina, com a proximidade aos EUA e a rejeição ao Brasil, à China, ao Brics e ao Mercosul”, pontua.

O pesquisador pondera que entre as propostas e o que Milei vai conseguir fazer de fato “há um abismo”. “Ele vai ter de se sentar na cadeira, e a realidade é diferente. Ele vai ter

Tribuna Livre, com informações da Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Beyoncé autoriza uso de música pela campanha de Kamala
Beyoncé autoriza uso de música pela campanha de Kamala
Por que chefe do Serviço Secreto se demitiu após falhas em atentado contra Trump
Por que chefe do Serviço Secreto se demitiu após falhas em atentado contra Trump
Por que Obama ainda não endossou Kamala Harris
Por que Obama ainda não endossou Kamala Harris
Quem substituirá Biden como candidato do Partido Democrata?
Quem substituirá Biden como candidato do Partido Democrata?
Desistência de Biden: os momentos críticos que fizeram campanha à reeleição 'derreter'
Desistência de Biden: os momentos críticos que fizeram campanha à reeleição 'derreter'
Após escapar da morte, Trump retoma campanha: "Tomei tiro pela democracia"
Após escapar da morte, Trump retoma campanha: "Tomei tiro pela democracia"
Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo
Apagão global cibernético afeta bancos e aeroportos em todo mundo
Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos
Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos
Milei demite subsecretário que cobrou desculpas de atletas por ato racista
Milei demite subsecretário que cobrou desculpas de atletas por ato racista
Elon Musk se compromete com US$ 45 milhões por mês para apoiar Trump
Elon Musk se compromete com US$ 45 milhões por mês para apoiar Trump
Morte em massa de peixes causa fechamento de lago nos EUA; entenda
Morte em massa de peixes causa fechamento de lago nos EUA; entenda
Fuzil usado em atentado contra Trump foi comprado pelo pai do atirador
Fuzil usado em atentado contra Trump foi comprado pelo pai do atirador

Beyoncé autoriza uso de música pela campanha de Kamala

Pré-candidata Democrata entrou ao som de “Freedom” na primeira visita oficial à sede da campanha, na segunda (22/7) A cantora Beyoncé autorizou o uso da música Freedom na campanha da atual vice-presidente Kamala Harris à Casa Branca. Na segunda-feira (22/7), a pré-candidata fez a primeira visita oficial à sede da

Leia mais...

Deputado Pedro Paulo deixa chapa de Eduardo Paes no Rio

Um vídeo íntimo, segundo portal, teria motivado a saída da campanha O deputado federal Pedro Paulo (PSD-RJ) pediu para deixar a campanha de reeleição do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD). Os dois se reuniram na segunda-feira (22/7), pela manhã, para tratar do assunto. Paes foi referendado pelo

Leia mais...

Prouni do 2º semestre: inscrições começaram nesta terça

Ao todo, o Prouni oferecerá 243.850 bolsas — sendo 170.319 integrais (100%) e 73.531 parciais (50%) As inscrições para o Programa Universidade Para Todos (Prouni) do 2º semestre começaram nesta terça-feira (23/7) e vão até sexta-feira (26/7). Para se inscrever, os candidatos devem ter realizado o Exame Nacional do Ensino

Leia mais...

BNDES lança concurso para analista; salário chega a R$ 20,9 mil

O cargo exige ensino superior. Do total das vagas, 150 são para contratação imediata e 750 para formação de cadastro reserva O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicou nesta segunda-feira (22/7) o edital de abertura do concurso público para provimento de vagas e formação de cadastro reserva

Leia mais...

Acordo prevê despoluição total do Rio Vermelho, na cidade de Goiás

Documento teve assinatura durante a transferência da capital O governador Ronaldo Caiado (União Brasil) aproveitou a ocasião de transferência da capital do Estado para a cidade de Goiás, ocorrida na segunda-feira (22), para anunciar um acordo pela despoluição completa do Rio Vermelho, no município. “Essa ação tem um investimento forte,

Leia mais...

PCDF recebe mais de R$ 1 milhão para aquisição de novas viaturas

Nove carros serão adquiridos para as unidades do Departamento de Polícia Especializada (DPE/PCDF) A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) recebeu transferência de recursos no valor total de R$ 1.000.698,30, destinados exclusivamente à aquisição de viaturas para a instituição. A partir do convênio 918.019/2021, celebrado com o Ministério da Justiça

Leia mais...

Caesb moderniza reservatório do Paranoá

Abastecimento de água foi interrompido para substituição de válvulas desgastadas, mas o fornecimento volta ao normal ainda nesta terça (23) A partir das 15h desta terça-feira (23), volta a ser normalizado o fornecimento de água para 165 mil moradores do Paranoá, Itapoã e MI do Lago Norte, interrompido às 7h

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.