21/06/2024

O Detran afastou quatro servidores de suas funções devido à suspeita de corrupção em Goiás.

Detran afasta servidores suspeitos de envolvimento em esquema de cancelamento de multas (Foto: Reprodução)

Indivíduos sob suspeita foram retirados de suas funções. A autarquia alega que pelo menos outras 12 pessoas estavam relacionadas ao esquema.

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran) tomou a medida de afastar quatro servidores sob suspeita de participação em atividades corruptas. Informações obtidas pelo serviço de inteligência da autarquia indicam que os investigados estavam envolvidos em um esquema de anulação de multas de trânsito, resultando no perdão de pelo menos 300 autuações.

Segundo o Detran, esses servidores solicitavam entre 30% e 40% do valor da multa ou uma quantia fixa de R$ 200 para cancelar as infrações. Além dos servidores, pelo menos outras 12 pessoas, incluindo despachantes, estariam envolvidas no esquema. Os servidores foram desvinculados de suas funções operacionais, tiveram suas senhas bloqueadas, e um processo administrativo foi iniciado, podendo levar à demissão. Um dos servidores foi exonerado, e a investigação foi encaminhada à Polícia Civil para uma apuração completa dos fatos.

O modus operandi envolvia um dos servidores que tinha acesso ao sistema do Detran para cumprir decisões judiciais que determinavam o cancelamento de autos de infração. Aproveitando-se dessa autorização, eles cancelavam infrações diferentes das ordenadas pela justiça. O presidente da autarquia, o ex-deputado Delegado Waldir, apresentará mais detalhes do caso nesta quarta-feira (13).

Tribuna Livre, com informações do Detran/GO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso
Caiado inaugura Hospital de Águas Lindas de Goiás e população já recebe atendimento
Caiado inaugura Hospital de Águas Lindas de Goiás e população já recebe atendimento
Carimbos encontrados com homem preso em Goiânia eram de psiquiatras e neurologistas
Carimbos encontrados com homem preso em Goiânia eram de psiquiatras e neurologistas
TJ-GO anula processo contra médico condenado por racismo após publicar vídeo de homem negro acorrentado
TJ-GO anula processo contra médico condenado por racismo após publicar vídeo de homem negro acorrentado
Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio
Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio
Falso sequestro no setor Jaó: polícia prende um dos envolvidos
Falso sequestro no setor Jaó: polícia prende um dos envolvidos
Grupo Equatorial Energia prorroga campanha em parceria com a CUFA para arrecadar R$ 1 milhão para o RS
Grupo Equatorial Energia prorroga campanha em parceria com a CUFA para arrecadar R$ 1 milhão para o RS
Após 29 anos de espera começa a construção de hospital em Novo Gama
Após 29 anos de espera começa a construção de hospital em Novo Gama

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.