23/06/2024

O Exército posiciona veículos blindados em Roraima, na região fronteiriça com a Venezuela.

Blindados do Exército - (crédito: Exército Brasileiro)

Tensões entre Venezuela e Guiana aumentam após um referendo que ratificou o desejo dos venezuelanos de incorporar o Essequibo. O Brasil se encontra potencialmente sujeito a uma possível invasão, dada a situação.

O Ministério da Defesa planeja posicionar pelo menos 20 veículos blindados na fronteira entre Roraima e a Venezuela. Segundo a pasta, o deslocamento desses veículos estava inicialmente previsto para auxiliar no combate ao garimpo ilegal na região, mas também será crucial para reforçar a segurança na fronteira. De acordo com informações da CNN, os veículos blindados serão estacionados em Boa Vista, prontos para se deslocar para Pacaraima, se necessário.

No domingo (3/12), a população venezuelana, por meio de um referendo, expressou apoio à anexação do Essequibo, território da Guiana, pela Venezuela. Caso o país decida invadir o território vizinho, a fronteira brasileira é apontada como o caminho mais viável. Desde a semana passada, o governo brasileiro tem mobilizado tropas na região.

Ao anunciar o resultado da votação nesta segunda-feira (4/12), o presidente Nicolás Maduro prometeu recuperar o território, que já pertenceu à Venezuela e está em disputa desde 1841. “A decisão que vocês tomaram dá um impulso vital poderosíssimo (…) Agora, sim, vamos recuperar os direitos históricos da Venezuela na Guiana Essequiba; agora, sim, vamos fazer justiça”, afirmou Maduro. O presidente da Guiana, Irfaan Ali, declarou que está trabalhando para garantir a integridade das fronteiras do país.

As tensões na região aumentaram desde 2015, quando a empresa americana ExxonMobil descobriu campos de petróleo na área, que abriga aproximadamente 11 bilhões de barris de petróleo. Além disso, a região é rica em ouro e diamantes. Com 160 mil km², o território em disputa corresponde a cerca de 70% da área total da Guiana.

No domingo, o ex-presidente Lula pediu “bom senso” à Venezuela e à Guiana na resolução do conflito. “A humanidade deveria temer a guerra, pois ela só ocorre quando falta o bom senso, quando o poder da palavra se esgota pela fragilidade dos diálogos. Vale mais a pena uma conversa do que uma guerra”, destacou.

Tribuna Livre, com informações do Ministério da Defesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.