16/06/2024

Operadoras de telefonia são condenadas a pagar indenização por má qualidade dos serviços em Goiandira e Nova Aurora

Indenização imposta a cada empresa é no valor de R$ 100 mil

A Justiça acatou um pedido feito pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e condenou as operadoras de telefonia TIM e Vivo a pagarem uma indenização por danos morais coletivos devido à má qualidade dos serviços prestados nos municípios de Goiandira e Nova Aurora. Cada empresa terá que pagar R$ 100 mil, corrigidos monetariamente e acrescidos de juros.

Na ação proposta em 2020 pelo promotor de Justiça Lucas Arantes Braga, foi alegado que nas duas cidades as interrupções do sinal da Vivo e TIM eram frequentes e duradouras. O serviço de telefonia só era restabelecido após horas ou até dias, como no caso de um apagão telefônico ocorrido entre 26 e 28 de abril de 2019.

Braga destacou que, no período de um ano entre 1º de julho de 2018 e 1º de julho de 2019, a TIM teve uma interrupção a cada 1,96 dia em Goiandira, totalizando mais de 22 dias de interrupções. Já a Vivo teve interrupções somadas que duraram mais de 34 dias no período de dois anos e seis meses entre 1º de janeiro de 2016 e 1º de julho de 2018 em Nova Aurora.

A decisão judicial reconheceu a relação de consumo envolvida no caso, destacando que as operadoras infringiram as normas de proteção aos consumidores, causando danos morais coletivos. Foi ressaltado também que as falhas na prestação de serviços foram uma clara violação dos interesses coletivos, e que as operadoras devem ser responsabilizadas civilmente. A decisão determinou que as operadoras adotem medidas operacionais e estruturais para melhorar o serviço de telefonia móvel, e destacou que, embora a situação tenha sido normalizada atualmente, casos isolados de má prestação de serviços poderão ser revistos no futuro.

Cada empresa terá que pagar R$ 100 mil, corrigidos monetariamente e acrescidos de juros.

Foto: Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
G1
Motorista de carreta morre em acidente de trânsito na BR-050, em Catalão
GOE3
Detran multou mais de 1 milhão de motoristas em Goiânia durante 2023
GOE2
Confronto deixa 2 PMs baleados e 3 suspeitos de homicídio mortos em Corumbaíba
GOE1
Preços do hortifruti variam até 759% em Goiânia, aponta Procon
GO1
Paciente internado à força morre a caminho de clínica de reabilitação, em Caldas Novas
GO 3
TSE decide a favor do PRTB e vereadores Bruno Diniz e Santana Gomes devem voltar à Câmara de Goiânia
GO 2
Polícia prende cuidadora que maltratava idosa e filha com necessidades especiais
GO 1
Vilmar Rocha estimula candidatura de Ademir Menezes pelo PSD em Aparecida: “Nome natural”

Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio

Defesa prepara um novo habeas corpus O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) expediu na tarde desta sexta-feira (14), os mandados de prisão de Maurício Sampaio e policial militar reformado Ademá Figueiredo, condenados pelo assassinato do radialista Valério Luiz de Oliveira em 2012. O despacho foi assinado pelo juiz Lourival

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.