20/06/2024

Os Restaurantes Comunitários distribuíram 9,9 milhões de refeições ao longo do ano de 2023.

Até novembro, já haviam sido ofertadas 9.982.693 refeições, o que demandou um investimento de R$ 61,5 milhões por parte do Governo do Distrito Federal (GDF) | Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

As 16 unidades do Distrito Federal desempenham a função de oferecer refeições saudáveis e equilibradas para famílias em situação de vulnerabilidade durante o almoço, café da manhã e jantar, por um custo simbólico de R$ 2. O Governo do Distrito Federal (GDF) está empenhado na construção de novos restaurantes e na expansão do fornecimento nas áreas beneficiadas.

Criados com o propósito de assegurar a segurança alimentar e nutricional da população em situação de vulnerabilidade, os restaurantes comunitários estão prestes a atingir a marca de 10 milhões de refeições servidas ao longo de 2023. Até novembro, já foram disponibilizadas 9.982.693 refeições, representando um investimento de R$ 61,5 milhões por parte do Governo do Distrito Federal (GDF).

Dessas 9.982.693 refeições, 8.647.431 foram servidas no almoço, 1.083.687 no café da manhã e 251.575 no jantar. Com o objetivo de ampliar a assistência a todos em situação de vulnerabilidade social, o governo incluiu o café da manhã e o jantar, estendendo o funcionamento dos restaurantes comunitários para todos os dias da semana. Atualmente, existem 16 unidades distribuídas pelo Distrito Federal, sendo que aquelas localizadas em Brazlândia, Paranoá, Sol Nascente, Sol Nascente/Pôr do Sol, Arniqueira, Planaltina, Samambaia, Ceilândia, Sobradinho, São Sebastião, Estrutural e Recanto das Emas também oferecem café da manhã.

Quanto ao jantar, é disponibilizado nos restaurantes do Recanto das Emas, Planaltina, Sol Nascente/Pôr do Sol e Arniqueira. Com um custo simbólico de R$ 2, é possível realizar as três principais refeições do dia de maneira saudável e nutricionalmente equilibrada.

A subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Secretaria de Desenvolvimento Social do Distrito Federal (Sedes-DF), Vanderléa Cremonini, ressaltou: “A nossa pretensão é ultrapassar dez milhões de refeições servidas ainda este ano. A população tem procurado mais pelos restaurantes, que têm se destacado muito pela qualidade do alimento servido e pelo valor bastante acessível. Essas condições fazem com que pessoas consigam e possam se alimentar e isso aumenta bastante a procura pelos restaurantes.”

Das 9.982.693 refeições servidas em 2023, 8.647.431 foram no almoço, 1.083.687 no café da manhã e 251.575 no jantar. O Governo do Distrito Federal está empenhado em expandir a rede de assistência alimentar, planejando inaugurar o primeiro restaurante comunitário do Varjão e o segundo de Samambaia. Ambos os projetos somam investimentos de R$ 14,1 milhões, com previsão de entrega para 2024.

Mesmo morando em Goiás, a aposentada Maria Antônia Alves, 72 anos, faz questão de visitar o restaurante recém-inaugurado em Arniqueira, destacando a qualidade da comida a preços acessíveis. Ela afirma: “Eu venho desde que inaugurou. Eu morava aqui em Arniqueira e hoje estou morando em Monte Alto, em Goiás. Sempre que estou por aqui, procuro dar uma passadinha no restaurante porque a comida é maravilhosa a um preço acessível. Hoje, com apenas R$ 1 a gente não compra nada, mas dá para vir fazer uma refeição de boa qualidade aqui.”

Para consultar a localização de todos os restaurantes comunitários e verificar quais oferecem as três refeições diárias, acesse o site da Sedes.

Tribuna Livre com informações da Sedes/DF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Imposto de Renda: O governo expande a isenção para aqueles que recebem até dois salários
Imposto de Renda: O governo expande a isenção para aqueles que recebem até dois salários.
A receita proveniente dos super-ricos atingiu o montante de R$ 3,9 bilhões em dezembro
A receita proveniente dos super-ricos atingiu o montante de R$ 3,9 bilhões em dezembro.
A primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) em 2024 provavelmente continuará com o ritmo de reduções da taxa Selic
A primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) em 2024 provavelmente continuará com o ritmo de reduções da taxa Selic.
Lula reafirma isenção do Imposto de Renda em 2024 para indivíduos com renda até dois salários mínimos
Lula reafirma isenção do Imposto de Renda em 2024 para indivíduos com renda até dois salários mínimos.
O segmento da economia circular prospera por meio dos brechós, prevendo-se um crescimento entre 15% e 20% até 2030
O segmento da economia circular prospera por meio dos brechós, prevendo-se um crescimento entre 15% e 20% até 2030.
Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) atinge 3,71% e promove reajuste nas aposentadorias do INSS acima do salário mínimo
Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) atinge 3,71% e promove reajuste nas aposentadorias do INSS acima do salário mínimo.
1)
A Febraban anunciou o encerramento das operações via DOC a partir da próxima segunda-feira (15/1).
O Microempreendedor Individual (MEI) passa por um reajuste nos valores a partir deste ano; confira as alterações
O Microempreendedor Individual (MEI) passa por um reajuste nos valores a partir deste ano; confira as alterações.
Começa a vigorar o limite para os juros no crédito rotativo; compreenda as alterações
Começa a vigorar o limite para os juros no crédito rotativo; compreenda as alterações.
O consumo nos lares registrou um aumento de 1,83% em novembro, conforme indica a Abras
O consumo nos lares registrou um aumento de 1,83% em novembro, conforme indica a Abras.
O governo anunciou um aumento no salário mínimo para 2024; confira o novo montante
O governo anunciou um aumento no salário mínimo para 2024; confira o novo montante.
O processo foi arquivado pela Justiça após a morte do fazendeiro que supostamente teria auxiliado Lázaro
O processo foi arquivado pela Justiça após a morte do fazendeiro que supostamente teria auxiliado Lázaro.

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.