23/06/2024

Queimadas: Equatorial Goiás alerta para aumento dos focos perto da rede elétrica

Foto: Equatorial

Concessionária registra crescimento de 133% nos registros de incêndios no estado de janeiro a maio deste ano em comparação a todo 2023; Ação pode interromper fornecimento de energia e provocar acidentes  

O clima mais seco de junho começou a antecipar um cenário bastante conhecido pelos goianos: as queimadas, que são mais comuns a partir do mês de agosto. Pequenos focos de incêndios em rodovias goianas e em lotes baldios de Goiânia começam a chamar atenção. De olho neste cenário, a Equatorial Goiás intensifica ações preventivas ao longo do circuito elétrico, como limpeza de faixas de servidão, podas de árvores e arbustos e remoção da vegetação ao redor dos postes, principalmente nas redes de média e alta tensão, as maiores prejudicadas com o fogo. A principal orientação, no entanto, continua sendo não provocar incêndios próximos à rede.

Para se ter uma ideia, de janeiro a maio deste ano, a concessionária registrou 42 ocorrências relacionadas às queimadas que interferiram na rede elétrica em todo o estado, enquanto em 2023 foram contabilizados 18 registros, um aumento médio de 133%. As cidades com o maior número de casos são Senador Canedo, Santo Antônio do Descoberto e Quirinópolis. No total, 40 cidades goianas tiveram problemas com queimadas até o momento.

No dia 4 de maio deste ano, parte da rede de distribuição da Equatorial Goiás sofreu danos devido a uma queimada em um lixão clandestino localizado próximo da Linha de Distribuição de Alta Tensão que abastece a Subestação Iporá/Israelândia. O incêndio foi registrado por volta do meio-dia e provocou o rompimento de cabos, interrompendo o fornecimento de energia para os municípios de Israelândia, Jaupaci, Fazenda Nova, Moiporã, Piloândia e Moiporá.

Inicialmente, quase nove mil clientes foram afetados. Por meio de manobras telecomandadas manuais, as equipes da concessionária conseguiram restabelecer a energia para a maioria dos clientes afetados em um curto período de tempo. Duas horas após o incidente, 97,5% dos consumidores tiveram o fornecimento restabelecido. A situação foi completamente normalizada ainda no mesmo dia. “Assim que identificamos a interrupção do fornecimento de energia, nossas equipes foram mobilizadas imediatamente para avaliar a situação e iniciar os procedimentos de reparo. Por meio de ações rápidas e coordenadas, conseguimos minimizar os impactos para os clientes afetados e restaurar o serviço o mais rápido possível”, afirmou o superintendente da Equatorial Goiás na Região Sudoeste, Adriano Coloni.

A Equatorial Goiás realiza o monitoramento dos focos de incêndio próximos às redes elétricas. “Nossa orientação à população é para não originar incêndios em qualquer tipo de material, por menor que seja o volume, próximo à rede elétrica, pois o fogo pode, além de provocar o desligamento das cargas, danificar os equipamentos e provocar danos estruturais, o que pode resultar em graves acidentes”, alerta o gerente do Centro de Operações Integradas (COI) da concessionária, Vinicyus Lima.

A queimada próxima da rede elétrica além de danificar os equipamentos e cabos, prejudicando o fornecimento de energia para os clientes da região traz o risco de acidentes já que um dos grandes perigos é que, quando um cabo é partido, ele pode continuar energizado e gerar curtos-circuitos ou descarga elétrica caso ocorra o toque.

Também é possível que o cabo partido aumente o incêndio ou crie um novo foco. A principal dica é que, em caso de incêndio, deve-se acionar os bombeiros e, em falta de energia, posteriormente, a Equatorial Goiás. É importante lembrar que provocar queimadas, tanto em área rural quanto urbana, é crime com pena de de 1 a 4 anos de reclusão, além de gerar multa para quem realizar esse tipo de prática. Se atingir a rede elétrica, o fogo pode chegar a vários metros de fios energizados, o que pode aumentar consideravelmente o tempo do fornecimento de energia elétrica interrompido.

A concessionária reforça que os clientes podem e devem fazer denúncias de forma anônima por meio dos canais de atendimento:

– Aplicativo Equatorial Goiás, disponível para download no Android e iOS;

– Agência virtual no site www.equatorialenergia.com.br;

– Call Center 0800 062 0196;

Confira dicas para evitar acidentes com queimadas:

• Não jogar pontas de cigarro próximas às vegetações ou às margens de rodovias;

• Não queimar lixos em qualquer cenário

• Não acender fogueiras, principalmente próximas à rede elétrica e/ou vegetações.

Reconstrução da rede

A Equatorial Goiás segue, desde o início de sua operação no estado, há pouco mais de 1 ano, focada na reconstrução da rede elétrica do estado. No ano passado, foram realizados investimentos de mais de R$ 2 bilhões em ações de recuperação do sistema.

A companhia ressalta que o desafio pela reconstrução da rede continua. Em 2024, o foco segue na recuperação do sistema elétrico e num ritmo constante de ações e investimentos. Para se ter uma ideia, apenas no 1º trimestre deste ano as equipes da concessionária já concluíram 131.069 obras em todo o estado, avanço de 98% na meta, e milhares de outras já estão programadas e com datas para sair do papel. A distribuidora tem convicção de que os goianos vão sentir, ainda mais, os efeitos deste trabalho.

Sobre a Equatorial Goiás 

A Equatorial Goiás é uma empresa que pertence à holding Equatorial Energia, 3º maior grupo de distribuição de energia do País, com 7 concessionárias que atendem mais de 14 milhões de clientes. Somente em Goiás são cerca de 3,5 milhões de clientes, localizados em 237 municípios do Estado e abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km².

Assessoria de Imprensa do Grupo Equatorial

Gerência Comunicação Externa e Marketing

| GOIÁS |

imprensa.goias@equatorialenergia.com.br

Tribuna Livre, com informações da Equatorial Goiás 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Dengue: saiba porque a prefeitura de Goiânia deve revogar contrato de fumacê
Dengue: saiba porque a prefeitura de Goiânia deve revogar contrato de fumacê
Mais de 45 mil crianças não se vacinaram contra a poliomielite, em Goiânia
Mais de 45 mil crianças não se vacinaram contra a poliomielite, em Goiânia
Leandro Vilela será o candidato a prefeito com apoio de Caiado em Aparecida
Leandro Vilela será o candidato a prefeito com apoio de Caiado em Aparecida
Homem com uma tonelada de defensivos agrícolas falsificados é preso em Aparecida
Homem com uma tonelada de defensivos agrícolas falsificados é preso em Aparecida
ESTRATÉGIA DOS PRÉ CANDIDATOS A PREFEITO A CADEIRA DO EXECUTIVO DE NOVO GAMA, NÃO IMPEDE REELEIÇÃO DE CARLINHOS DO MANGÃO
ESTRATÉGIA DOS PRÉ CANDIDATOS A CADEIRA DO EXECUTIVO DE NOVO GAMA, NÃO IMPEDE REELEIÇÃO DE CARLINHOS DO MANGÃO
Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano
Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano
Mulher mantida em cárcere foi obrigada pelo companheiro a comer vômito e sabão
Mulher mantida em cárcere foi obrigada pelo companheiro a comer vômito e sabão
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.