23/06/2024

Retificação do FGTS: Zanin adia o julgamento que poderia resultar em um impacto de R$ 660 bilhões.

Com o placar de 9 a 2, o Supremo Tribunal Federal derrubou o marco temporal para a demarcação de terras indígenas. STF decidiu que Constituição deve resguardar direitos dos povos originários. Na foto, o ministro Cristiano Zanin. - (crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)

STF conta com três votos favoráveis ao relatório que beneficia e amplia os ganhos do trabalhador. O ministro tem um prazo de 90 dias para restituir o processo.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Cristiano Zanin, requereu, nesta quinta-feira (9/11), tempo adicional (pedido de vista) para examinar a ação que aborda a correção do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Em decorrência desse pedido, a deliberação foi suspensa, e, segundo as normas do tribunal, o magistrado tem até 90 dias para retomar a análise do assunto. Até o momento, três votos favoráveis já foram registrados, indicando a substituição do parâmetro atual, o que resultará em ganhos adicionais para os trabalhadores.

Essa ação é de interesse abrangente do governo, visto que, caso a correção seja implementada, o impacto nos cofres públicos pode alcançar até R$ 660 bilhões. O presidente do STF, Luís Roberto Barroso, relator da matéria, manifestou seu voto a favor dos trabalhadores, sendo acompanhado por André Mendonça. O ministro Kassio Nunes Marques, que anteriormente havia solicitado mais tempo para análise, também votou pela aprovação do relatório.

O processo foi apresentado no Supremo pelo partido Solidariedade e solicitava a correção do FGTS dos trabalhadores pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Barroso, no entanto, propôs a substituição pela caderneta de poupança. Nos critérios atuais, a correção é realizada pela Taxa Referencial (TR) acrescida de 3% ao ano.

Na sessão desta quinta-feira, Barroso introduziu um debate sobre a questão, propondo que o tema seja avaliado pelo Supremo. Antes do pedido de vista de Zanin, a Advocacia-Geral da União (AGU) também sugeriu o adiamento do julgamento devido à existência de uma proposta de acordo com as centrais sindicais.

Adicionalmente, no julgamento de hoje, Barroso propôs que, em relação aos depósitos já existentes, a totalidade dos lucros do FGTS seja distribuída entre os correntistas, o que o governo atualmente realiza voluntariamente, mas passará a ser obrigatório. Conforme o ministro, os novos depósitos serão remunerados pela taxa de correção da poupança a partir de 2025.

Tribuna Livre, com informações da Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Datafolha: Maioria dos católicos e evangélicos são contra o PL antiaborto
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Governo recusa proposta de Pacheco que reduziria dívida de MG em R$ 80 bi
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Lula sobe tom sobre greve em universidades: “Espero compreensão”
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
País tem novo recorde da dengue com 6 milhões de casos e 4 mil mortes
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Homem é preso novamente por tentar violentar enteada com quem já tem um filho após estupro, na PB
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Chuvas em Pernambuco: inundação de rios, desabrigados e transtornos são registrados
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Dino envia indiciamento de Juscelino Filho por corrupção à PGR
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Caso Moraes: TCU vai apurar promoção de delegado da PF
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Nova ponte sobre o Rio Tocantins será inaugurada nesta sexta-feira (14)
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio
Naval, considerado “homem de guerra”, assume maior milícia do Rio

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.