19/05/2024

RS: PEC de “orçamento de guerra” reúne assinaturas no Senado e pode tramitar

Até o momento, 345 municípios do Rio Grande do Sul estão afetados pelas enchentes e 19.368 pessoas estão em abrigos, além de 121.957 desalojados - (crédito: ANSELMO CUNHA / AFP)

De autoria do gaúcho Alessandro Vieira (MDB-SE), o texto sugere um regime emergencial similar ao adotado durante a pandemia para processos simplificados de compras e adiamento de prazos de tributos

O senador gaúcho Alessandro Vieira (MDB-SE) afirmou, nesta segunda-feira (6/5), que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que cria uma espécie de “orçamento de guerra” para ajudar no apoio ao Rio Grande do Sul já possui apoio suficiente para começar a tramitar. O estado sofre com os efeitos das enchentes que castigam a região Sul desde a semana passada.

Para que possa avançar, uma PEC precisa da assinatura de pelo menos um terço da Casa, ou seja, 27 parlamentares. O texto já conta com o apoio de 35 senadores.

“Já conseguimos as assinaturas necessárias para tramitar a PEC que cria um regime especial para a reconstrução do RS e um instrumento permanente para tragédias desta magnitude. Trabalhando de forma integrada e suprapartidária o Congresso dará sua contribuição neste grave momento”, escreveu o parlamentar no X (antigo Twitter).

A matéria prevê que sejam aplicadas regras similares às adotadas durante a pandemia da covid-19, para permitir processos simplificados de contratação de pessoal temporário e emergencial, obras, serviços e compras. Além disso, o texto propõe o adiamento de prazos de pagamento de tributos, suspensão de juros de mora e multas e a dispensa de observância de limitações legais em casos que exijam ações imediatas. A PEC não supre a necessidade de planos de adaptação e resiliência climática, mas busca cuidar da situação emergencial.

Na Câmara, outra PEC

A deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS) também propôs, na Câmara, uma PEC da Calamidade que possibilite que a União adote um Regime Extraordinário Fiscal, Financeiro e de Contratações para atender às necessidades do estado. Será necessário o apoio de 171 deputados para que a matéria possa tramitar.

O objetivo é similar à proposta de Alessandro Vieira e também prevê que o Executivo adote processos simplificados para contratação emergencial de pessoal e aquisição de bens e serviços, essenciais para a resposta imediata à calamidade e que, durante o período de calamidade, fiquem suspensas as limitações legais sobre a criação, expansão ou aperfeiçoamento de ações governamentais que acarretem aumento de despesa, assim como a concessão de incentivos fiscais.

O texto da deputada dispõe, ainda, que o Rio Grande do Sul suspenda o pagamento de sua dívida com a União e que os gastos com combate e reconstrução possam ser abatidos da dívida, e que o Ministério da Fazenda publicará relatórios mensais sobre as operações de crédito e gastos emergenciais, garantindo transparência e permitindo o acompanhamento contínuo das medidas adotadas.

“Situações catastróficas exigem medidas extraordinárias. O cenário do Rio Grande do Sul é de devastação total. A prioridade segue sendo o resgate célere para salvar vidas, mas é evidente que o trabalho de reconstrução do RS será longo e árduo. A União precisa facilitar o acesso do estado a recursos e a qualquer ação que tenha o objetivo de mitigar os estragos. Por isso, essa PEC é fundamental e urgente. Já estamos na luta para coletar as assinaturas necessárias”, afirmou Fernanda Melchionna.

Tribuna Livre, com informações da Agência Senado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministério Público pede multa a Lula por pedir votos para Boulos
Ministério Público pede multa a Lula por pedir votos para Boulos
Senado pede ao STF suspensão de liminar para resolver desoneração
Senado pede ao STF suspensão de liminar para resolver desoneração
Julgamento de Moro no TSE é suspenso e retorna na próxima terça
Julgamento de Moro no TSE é suspenso e retorna na próxima terça
Bolsonaro terá alta na sexta e virá para Brasília, após dez dias internado
Bolsonaro terá alta na sexta e virá para Brasília, após dez dias internado
Justiça de SP aceita denúncia e Boulos vira réu por chamar Weintraub de "imbecil
Justiça de SP aceita denúncia e Boulos vira réu por chamar Weintraub de "imbecil"
Lula lamenta morte de médico em abrigo no Rio Grande do Sul
Lula lamenta morte de médico em abrigo no Rio Grande do Sul
"Um passo muito importante", diz Leite sobre suspensão da dívida do RS
"Um passo muito importante", diz Leite sobre suspensão da dívida do RS
Arthur Lira processa Felipe Neto por ter sido chamado de 'excrementíssimo'
Arthur Lira processa Felipe Neto por ter sido chamado de 'excrementíssimo'
Tragédia no RS não impede avanço de "pacote da destruição" no Congresso
Tragédia no RS não impede avanço de "pacote da destruição" no Congresso
Governo ganha fôlego em meio à desarticulação com Congresso
Governo ganha fôlego em meio à desarticulação com Congresso
Vou fazer o que com R$ 300 mil, diz prefeito de Farroupilha a Pimenta
Vou fazer o que com R$ 300 mil, diz prefeito de Farroupilha a Pimenta.
Após longo debate, sai consenso sobre desoneração da folha de pagamentos
Após longo debate, sai consenso sobre desoneração da folha de pagamentos

Milhares de fieis prestigiam Festa do Divino, em Planaltina

Segunda maior celebração religiosa da região recebeu mais de R$ 1,2 milhão de investimento do GDF; festejos continuam neste domingo (19) Símbolo da fé brasiliense, a Festa do Divino Espírito Santo, em Planaltina, reuniu milhares de devotos neste sábado (18). O festejo começou logo cedo com a tradicional cavalgada –

Leia mais...

Escola Técnica de Santa Maria forma 169 alunos da primeira turma.

A deputada distrital Jaqueline Silva, emocionada, manifestou grande satisfação por mais essa conquista para a cidade. A deputada Jaqueline Silva declarou com emoção: “Não há palavras para expressar a minha satisfação em ver essa grande conquista beneficiando tantas pessoas.” Ela se referia à formatura de 169 alunos das primeiras turmas

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.