24/04/2024

32 milhões de brasileiros não têm acesso à água de potável

Esgoto a céu aberto: um problema difícil de ser superado e que afasta o país das metas estabelecidas pelo Marco do Saneamento Básico - (crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Levantamento mostra que 32 milhões de brasileiros padecem da falta de água potável e 90 milhões, de coleta de esgoto

Cerca de 32 milhões de brasileiros não têm acesso à água potável e 90 milhões não contam com acesso à coleta de esgoto. O alerta é da 16ª edição do Ranking do Saneamento, elaborado pelo Instituto Trata Brasil e que relaciona os 100 municípios mais populosos do país.

A listagem foi divulgada, ontem, no Dia Mundial da Água, e mostra o quanto o Brasil ainda tem que melhorar em matéria de abastecimento e uso consciente do recurso. Segundo o Trata Brasil, dos 20 municípios mais bem colocados no ranking, a predominância é de cidades da Regiões Sudeste (12) — o Sul (cinco) e o Centro-Oeste (três) aparecem na sequência. Maringá (PR) está em primeiro lugar, acompanhada de perto de São José do Rio Preto (SP), Campinas (SP), Limeira (SP) e Uberlândia (MG).

No sentido contrário, os 20 piores municípios do ranking estão nas regiões Norte (sete), Nordeste (seis) e Sudeste (cinco). As dificuldades no oferecimento de água potável e de esgoto sanitário são graves em Porto Velho — apenas 41,74% da população tem acesso à água de qualidade; Ananindeua (PA), com 42,74%; Santarém (PA), com 48,8%; Rio Branco, com 53,5%; e Macapá, com 54,38%.

O levantamento mostrou, ainda, que os 20 municípios mais bem assistidos pelo saneamento básico apresentaram um investimento anual médio — entre 2018 e 2022 — de R$ 201,47 por habitante. Isso representa 13% abaixo do patamar nacional médio para a universalização.

No caso dos 20 piores, o investimento anual médio no mesmo período é de R$ 73,85 por habitante — cerca de 68% abaixo do patamar nacional médio para a universalização do saneamento. O Trata Brasil destaca que, no caso desses municípios, por terem indicadores muito atrasados no projeto de levar água de qualidade e tratamento de esgoto a maior parte da população, ter um baixo investimento anual médio por habitante resulta na dificuldade para que se atinja as metas estabelecidas pelo Marco Legal do Saneamento Básico.

“Saneamento traz saúde, educação e pode ser o patamar necessário para a mobilização social. É preciso unir municípios grandes e pequenos. O saneamento tem que ser uma política de Estado, e não de governo”, sugere Luana Pretto, presidente-executiva do Trata Brasil.

Monitoramento dos rios

Também ontem, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) lançou o Relatório Digital de Qualidade da Água, que mostra a característica do recurso dos rios em mais de 400 mil trechos pelo país. Esse monitoramento permite avaliar a adequação da água para diversos usos.

A diretora-presidente da ANA, Verônica Sánchez, explicou que o acompanhamento é realizado em mais de 10 mil pontos, divididos em estações que monitoram parâmetros dos rios — como níveis, vazões, qualidade da água e transporte de sedimentos, além da influência das chuvas.

Segundo a ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), Marina Silva, evidências científicas e estudos são essenciais para orientar as políticas públicas da ANA. Ela observou que o trabalho da agência contribui para afastar decisões sobre o uso da água baseadas somente nos interesses políticos locais e no clientelismo.

Tribuna Livre, com informações do Instituto Trata Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Lula promete reajuste a servidores, mas ressalta limite no orçamento: "Aquilo que a gente pode dar"
Lula promete reajuste a servidores, mas ressalta limite no orçamento: "Aquilo que a gente pode dar"
PF investiga invasão em sistema de pagamentos do governo federal
PF investiga invasão em sistema de pagamentos do governo federal
Eduardo e Nikolas pedem soltura de Silveira em ato pró-Bolsonaro
Eduardo e Nikolas pedem soltura de Silveira em ato pró-Bolsonaro
Indígena, senadores e até filho de Bolsonaro: ato em Copacabana teve discursos 'cancelados'
Indígena, senadores e até filho de Bolsonaro: ato em Copacabana teve discursos 'cancelados'
Procurador minimiza ações do MST e liga grupo Invasão Zero a atos antidemocráticos
Procurador minimiza ações do MST e liga grupo Invasão Zero a atos antidemocráticos
CCJ do Senado aprova PEC criticada pelo governo que turbina salários de juízes e promotores
CCJ do Senado aprova PEC criticada pelo governo que turbina salários de juízes e promotores
Bolsonaro é recebido por apoiadores ao chegar no Mato Grosso
Bolsonaro é recebido por apoiadores ao chegar no Mato Grosso.
Bolsonaro explode com Valdemar por causa de ação contra Moro
Bolsonaro explode com Valdemar por causa de ação contra Moro
Imposto de Renda: Senado aprova isenção para 2 salários mínimos
Imposto de Renda: Senado aprova isenção para 2 salários mínimos
PL quer cassar deputado do PSol após briga com militante do MBL; vídeo
PL quer cassar deputado do PSol após briga com militante do MBL; vídeo
MPF se manifesta contra afastamento de Hardt e 3 integrantes do TRF-4
MPF se manifesta contra afastamento de Hardt e 3 integrantes do TRF-4
Senado vota nesta semana PEC que criminaliza porte de qualquer quantidade de droga
Senado vota nesta semana PEC que criminaliza porte de qualquer quantidade de droga

Israel e Hamas, 200 dias de guerra sem sinais de trégua

Nas últimas 24 horas, os bombardeios israelenses mataram 32 palestinos, segundo o Ministério da Saúde da Faixa de Gaza A guerra entre Israel e Hamas em Gaza completou 200 dias nesta terça-feira (23), sem sinais de que uma trégua estaria próxima, nem de que o movimento islamista estaria disposto a

Leia mais...

Atividade de extensão debaterá saúde mental e políticas públicas

Iniciativa da Universidade do Distrito Federal é aberta para a comunidade acadêmica, bem como para o público externo; inscrições podem ser feitas até o dia 7 de maio “Diálogos sobre saúde mental, políticas públicas e universidade” é o tema da extensão universitária proposta pela docente Kíssila Mendes, da Universidade do

Leia mais...

Equatorial alerta para nova onda de calor em Goiás

Massa de ar quente eleva temperaturas acima da média e deve provocar aumento no consumo de energia nos próximos dias. Goiânia, 23 de abril de 2024 – Os termômetros devem registrar altas temperaturas nesta semana em todo estado. Uma massa de ar quente e seco está influenciando no aumento das

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.