20/07/2024

A família do piloto de Marília Mendonça considera a conclusão da polícia absurda.

Marília Mendonça (Foto: Divulgação)

O advogado afirma que o inquérito que revelou erro humano como a causa do acidente que matou a cantora há dois anos é prejudicial.

O advogado que representa a família do piloto de Marília Mendonça considera as conclusões da Polícia Civil de Minas Gerais sobre as causas do acidente “absurdas” e “lesivas”. A corporação anunciou nesta quarta-feira que a queda do avião que transportava a cantora ocorreu devido a uma falha dos pilotos que operavam a aeronave.

No entanto, em uma entrevista ao UOL, o advogado Sérgio Alonso argumentou que essa conclusão não possui fundamentação em provas técnicas. Ele afirmou: “O acidente aconteceu devido à falta de sinalização da rede, à ausência de carta de aproximação visual e ao posicionamento dessa rede na mesma altura do tráfego padrão, que é de mil pés.” Alonso acrescentou que os delegados envolvidos no caso não têm conhecimento sobre aviação.

“Os delegados chegam a essas conclusões sem entender nada de aviação, proferindo absurdos sobre velocidade, zona de proteção. Eles concluem que os culpados são os pilotos que faleceram e ainda os acusam de triplo homicídio culposo, assumindo um papel de juízes”, afirmou o advogado, que representa a família de Geraldo Martins de Medeiros Júnior.

O acidente ocorreu em 5 de novembro de 2021, quando uma cantora e sua equipe estavam chegando a Caratinga, na região leste de Minas Gerais, para um show. A aeronave colidiu com uma torre de transmissão de energia próximo ao aeroporto.

Além de Marília Mendonça, outras vítimas fatais do acidente incluíram o piloto Geraldo Medeiros, o copiloto Tarcísio Pessoa Viana, o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira Dias Filho, e o produtor Henrique Ribeiro.

Os pilotos foram indiciados por homicídio culposo, que ocorre quando não há intenção de matar. Como eles também faleceram no acidente, o inquérito será encaminhado à Justiça com recomendação de arquivamento, conforme declarado pela polícia.

De acordo com as investigações, os pilotos agiram com imprudência e negligência, pois não conduziram uma análise adequada das características da região antes de iniciar a descida, o que é necessário em situações de pouso sem assistência de uma torre de controle, como era o caso .

A avaliação das características da região poderia ter sido feita por meio de documentos aeronáuticos ou por um voo de reconhecimento, o que, segundo a Polícia Civil, não foi realizada.

Ao longo das investigações, outras hipóteses, como falha na aeronave, mal súbito e uso de álcool pelos pilotos, foram descartadas, bem como a possibilidade mais remota de um atentado.

Tribuna Livre, com informações

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Conheça os pré-candidatos que tentam viabilizar seus projetos a Prefeitura de Aparecida de Goiânia
Conheça os pré-candidatos que tentam viabilizar seus projetos a Prefeitura de Aparecida de Goiânia
Aluguel Social: famílias de Aparecida são convocadas para a entrega de documentos
Aluguel Social: famílias de Aparecida são convocadas para a entrega de documentos
Deem-me as mãos, a oportunidade; e mostrarei a que vim
Deem-me as mãos, a oportunidade; e mostrarei a que vim.
Equatorial Goiás desliga indústria de materiais recicláveis que furtava energia há 6 anos em Águas Lindas
Equatorial Goiás desliga indústria de materiais recicláveis que furtava energia há 6 anos em Águas Lindas 
‘Cela de castigo’: clínica de reabilitação clandestina em Goiás tinha sala com grades para punir internos, diz delegada
‘Cela de castigo’: clínica de reabilitação clandestina em Goiás tinha sala com grades para punir internos, diz delegada
Justiça condena bombeiro por participar de esquema de aprovação de projetos em Goiânia e Caldas
Justiça condena bombeiro por participar de esquema de aprovação de projetos em Goiânia e Caldas
Presos suspeitos de tortura, cárcere privado e outros crimes em clínica de reabilitação clandestina em Pontalina
Presos suspeitos de tortura, cárcere privado e outros crimes em clínica de reabilitação clandestina em Pontalina
Golpista aciona assistidas da Defensoria em Inhumas para cobrar supostas taxas judiciais
Golpista aciona assistidas da Defensoria em Inhumas para cobrar supostas taxas judiciais
Cliente é velado no bar ao som de pagode em Montes Claros de Goiás
Cliente é velado no bar ao som de pagode em Montes Claros de Goiás
PCGO prende suspeito de chefiar grupo que furtou R$ 1 milhão em mercadorias de estabelecimentos
PCGO prende suspeito de chefiar grupo que furtou R$ 1 milhão em mercadorias de estabelecimentos
Uruaçu: PM agrediu irmão antes de ser morto, mostra vídeo
Uruaçu: PM agrediu irmão antes de ser morto, mostra vídeo
Suspeito de tráfico é preso com arma de fogo e munições em Trindade
Suspeito de tráfico é preso com arma de fogo e munições em Trindade

Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos

Entre as vítimas estão três crianças. A Polícia abriu investigação para apurar como as chamas começaram Sete pessoas morreram durante a noite em um incêndio, aparentemente de origem criminosa, em um edifício de Nice, anunciou o promotor da cidade do sudeste da França, Damien Martinelli. “Com base nos primeiros indícios,

Leia mais...

Bolsonaro diz que Ramagem “está pagando preço alto” pela coragem 

Ex-presidente subiu em trio para apoiar pré-candidatura de Ramagem à Prefeitura do Rio de Janeiro. Eles são alvo de investigação sobre espionagem ilegal na Abin durante o governo bolsonarista  O ex-presidente Jair Bolsonaro exaltou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), nesta quinta-feira (18/7),

Leia mais...

Comitiva do governo federal vai até regiões de conflitos indígenas no MS

Indígenas relataram que foram cercados por caminhonetes e atacados com disparos de armas de fogo Integrantes da comitiva enviada pelo governo federal na terça-feira (17/7), acompanhados por representantes do governo do Mato Grosso do Sul, visitaram duas localidades para mediar conflitos fundiários nesta quinta-feira. Indígenas visitados disseram que foram atacados

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.