23/06/2024

Após a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), sindicalistas causaram tumulto nas instalações do SindMotoristas.

Essa tentativa ocorreu após a decisão da Justiça do Trabalho que reverteu uma liminar anulando o resultado da eleição.

Após a determinação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), manifestantes sindicais provocaram tumulto nas dependências do SindMotoristas.

Em mais um desdobramento da disputa judicial pela liderança do SindMotoristas, membros da chapa vencedora liderada por Edivaldo Santiago foram impedidos de acessar a sede do sindicato, localizada no bairro da Liberdade, região central de São Paulo, na manhã desta sexta-feira (8/12). Essa tentativa ocorreu após a decisão da Justiça do Trabalho que reverteu uma liminar anulando o resultado da eleição.

Por volta das 6h20, a Polícia Militar foi chamada. Os aliados de Edivaldo Santiago alegam que o candidato derrotado Valdevan Noventa, que permanece no comando da entidade, dispensou os funcionários na sexta-feira (8/12) e fechou o prédio, impedindo que Edivaldo assumisse o cargo.

A Polícia Militar reportou que ocorreu tumulto, e um grupo tentou invadir o sindicato, mas foi contido. Não houve feridos, e algumas pessoas foram conduzidas à delegacia.

Um aliado de Edivaldo informou ao Metrópoles: “Valdevan trancou o prédio e mandou todo mundo embora. Edivaldo veio aqui para tomar posse e agora não pode entrar. Valdevan está em Sergipe neste momento”.

Na sexta-feira (7/12), o desembargador Marcelo Freire Gonçalves, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, concedeu uma tutela de urgência a favor de aliados de Edivaldo, suspendendo a decisão monocrática que invalidava o pleito. A anulação ainda será julgada de forma colegiada.

O desembargador enfatizou a necessidade de respeitar a autonomia sindical. “A autonomia sindical demanda a liberdade de organização e administração. A liberdade de organização interna, com a elaboração de estatutos, e a liberdade na escolha de dirigentes e funcionamento dos órgãos de controle e fiscalização fazem parte dessa autonomia”, afirmou.

A disputa pelo comando do SindMotoristas teve desdobramentos, incluindo a paralisação de terminais de ônibus em São Paulo durante a eleição, em novembro. A chapa de Valdevan Noventa buscava a anulação da votação, alegando irregularidades, enquanto adversários o acusam de roubo de urnas. A eleição foi suspensa pelo TRT-2, que ordenou a publicação de um novo edital, mas tal ação não foi realizada. A chapa de Edivaldo Santiago chegou a convocar uma greve, posteriormente cancelada na semana passada.

Tribuna Livre, com informações da Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.