13/04/2024

As exportações chinesas registraram uma queda em 2023, marcando a primeira diminuição em sete anos.

Nos últimos meses do ano, as exportações registraram uma alta, mas esses números interanuais são comparados ao fraco desempenho de 2022, um período marcado pelas políticas contra a covid-19 - (crédito: Reprodução/Freepik)

Em 2023, as exportações sofreram uma redução de 4,6%, representando a primeira contração anual desde 2016. Ao longo das últimas quatro décadas, as vendas para o exterior têm sido um componente essencial para o crescimento da economia chinesa.

As exportações da China enfrentaram sua primeira redução em sete anos, registrando uma queda de 4,6% em 2023, conforme indicam dados oficiais divulgados nesta sexta-feira (12/1). Esses números destacam as tensões com os Estados Unidos e os impactos da recuperação econômica global, que ainda se apresenta frágil.

Embora as exportações tenham apresentado um aumento nos últimos meses do ano, esse crescimento é comparado ao desempenho debilitado de 2022, período marcado pelas políticas relacionadas à pandemia de COVID-19. As exportações, historicamente, desempenham um papel crucial no crescimento da economia chinesa ao longo das últimas quatro décadas.

Além disso, os dados coincidem com o anúncio dos preços ao consumidor, que revelaram que a China experimenta deflação pelo terceiro mês consecutivo. Essa tendência é influenciada pela mudança geopolítica, com o comércio anual com os Estados Unidos diminuindo pela primeira vez em quatro anos, enquanto as trocas comerciais com a Rússia atingiram um recorde, apesar das pressões internacionais após a ofensiva na Ucrânia.

Wang Lingjun, vice-ministro do Escritório Geral de Alfândegas, destacou a complexidade do ambiente externo e a necessidade de superar as diferenças para impulsionar o crescimento do comércio exterior. Os dados de 2023 também revelaram uma queda de 5,5% nas importações.

A ameaça da deflação persiste, refletida no Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que diminuiu 0,3% em dezembro em termos interanuais. Esse prolongamento da deflação representa um desafio econômico, mesmo que torne os bens mais acessíveis.

O comércio entre China e Rússia atingiu um recorde de 240 bilhões de dólares, um aumento de 26,3%, enquanto o volume do comércio entre China e Estados Unidos diminuiu 11,6%, totalizando 664 bilhões de dólares, marcando sua primeira queda desde 2019. Essas mudanças indicam uma reaproximação entre Pequim e Moscou, tanto politicamente quanto economicamente, desde a ofensiva russa na Ucrânia em 2022.

Tribuna Livre, com informações da Agence France-Presse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ameaça de retaliação do Irã deixa Israel em alerta máximo
Ameaça de retaliação do Irã deixa Israel em alerta máximo
Após pacto, idosa de 80 anos guarda cadáver de amiga em maleta por 1 ano
Após pacto, idosa de 80 anos guarda cadáver de amiga em maleta por 1 ano
Por que os EUA estão preocupados com possível ataque do Irã a Israel
Por que os EUA estão preocupados com possível ataque do Irã a Israel
México pede suspensão do Equador na ONU em denúncia apresentada em Haia
México pede suspensão do Equador na ONU em denúncia apresentada em Haia
Morte de filhos de líder do Hamas em ataque de Israel pode travar negociação de cessar-fogo?
Morte de filhos de líder do Hamas em ataque de Israel pode travar negociação de cessar-fogo?
Israel matou filhos e netos do líder máximo do Hamas, diz grupo terrorista
Israel matou filhos e netos do líder máximo do Hamas, diz grupo terrorista
Venezuela entrega à Corte de Haia documentos sobre disputa territorial com a Guiana
Venezuela entrega à Corte de Haia documentos sobre disputa territorial com a Guiana
Diplomatas mexicanos deixam o Equador neste domingo após invasão em embaixada
Diplomatas mexicanos deixam o Equador neste domingo após invasão em embaixada
Presidente do Peru diz que Rolex eram emprestados e foram devolvidos
Presidente do Peru diz que Rolex eram emprestados e foram devolvidos.
Terremoto em NY: 6 fatos sobre o maior tremor na cidade em 40 anos
Terremoto em NY: 6 fatos sobre o maior tremor na cidade em 40 anos
Guiana diz que não permitirá anexação de Essequibo pela Venezuela, promulgada por Maduro
Guiana diz que não permitirá anexação de Essequibo pela Venezuela, promulgada por Maduro
Essequibo: Maduro afirma que bases militares dos EUA foram instaladas em área disputada com a Guiana
Essequibo: Maduro afirma que bases militares dos EUA foram instaladas em área disputada com a Guiana

Hospital de fauna silvestre atende 142 animais em dois meses

Hfaus é o primeiro hospital público com esse foco e oferece atendimento apenas aos órgãos públicos que trabalham na fiscalização e na captura de animais silvestres O Instituto Brasília Ambiental divulgou, nesta sexta-feira (12), o balanço dos 60 dias de atendimento do Hospital e Centro de Reabilitação da Fauna Silvestre

Leia mais...

Dengue: Tenda de acolhimento 24 horas é inaugurada no Gama

Espaço segue modelo de hospital de campanha. Neste sábado (13), outra unidade será inaugurada no Paranoá; ao todo, 11 estruturas semelhantes funcionam no Distrito Federal Mais uma tenda de acolhimento 24 horas para pacientes com suspeita de dengue foi inaugurada nesta sexta-feira (12), no Gama. A segunda estrutura para essa

Leia mais...

Ameaça de retaliação do Irã deixa Israel em alerta máximo

Estado judeu reforça defesa antiaérea e suspende descanso de soldados que combatem na Faixa de Gaza. Aiatolá Ali Khamenei promete punição por ataque ao consulado iraniano em Damasco. Ocidente pressiona Teerã a desistir de retaliar Israel estava em alerta máximo, na noite desta quinta-feira, após o Irã ameaçar uma retaliação

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.