21/06/2024

Empresa de Rio Verde é multada após denúncias de larvas e fezes em flocão de milho

 Louis Dreyfus Company Brasil S.A. foi condenada a pagar R$ 1,9
milhão por danos morais coletivos ao fundo do consumidor


Empresa de Rio Verde pode pagar R$ 2 mi após denúncias de
larvas e fezes em flocão de milho (Foto: Reprodução – Google Street View)

Uma empresa sediada em Rio Verde, no sudoeste de Goiás,
foi processada pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) após consumidores
relatarem ter encontrado larvas, fezes e teias de aranha em seus produtos. A
Louis Dreyfus Company Brasil S.A. foi condenada a pagar R$ 1,9 milhão por danos
morais coletivos ao fundo do consumidor. Cabe recurso.

Mais de 80 consumidores apresentaram denúncias de irregularidades
nos produtos em menos de dois anos, sendo que a primeira denúncia surgiu após
uma consumidora ter preparado uma receita com farinha de milho flocada e a
filha dela ter passado mal.

A Louis Dreyfus Company é uma empresa global que trabalha
com produção, transformação e entrega de produtos agrícolas, incluindo
alimentos e bebidas, bioenergia, farmacêuticos e cosméticos, proteínas e
ingredientes, ração animal, têxteis e fibras.

Até o momento da reportagem, a nossa equipe não conseguiu
fazer contato com a defesa da empresa para obter sua posição sobre o assunto.

Conforme determinado pela promotoria, os valores serão
destinados ao Fundo Municipal de Direitos do Consumidor.

Entenda o caso

A investigação teve início após uma consumidora denunciar
que deu farinha de milho flocada para a filha, que começou a passar mal depois
de comer. Além disso, outro consumidor que comprou o mesmo produto relatou à
polícia ter encontrado um besouro na embalagem.

Perícias realizadas no produto confirmaram que ele estava
impróprio para consumo, apresentando indicativos aparentes de falhas nas
práticas de fabricação e higiene.

Após o ocorrido, a Polícia Civil de São Paulo solicitou
que a Secretaria de Saúde de Goiás fizesse uma inspeção nas instalações da
empresa, onde um auto de infração foi lavrado.

O Procon de Rio Verde realizou uma investigação e
constatou que a indústria cumpria os requisitos necessários para a fabricação
de produtos, atendendo às normas e padrões. No entanto, a promotoria fez
pesquisas em redes sociais e identificou reclamações envolvendo a farinha de
milho flocada produzida pela empresa.

De acordo com o MP, 23 das reclamações registradas
estavam relacionadas diretamente ao produto flocado e mencionavam corpos
estranhos encontrados dentro da embalagem, como larvas, fezes de animais, teias
de aranha e outros objetos não identificados.

Fonte: Mais Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Dupla de estelionatários é presa com mais de 100 cheques falsos na Vila Brasília, em Aparecida 
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Equatorial nega falta de energia em reservatório que deixou bairros sem água em Goiânia e Aparecida
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Empresa de Goiânia é condenada após funcionária denunciar que era assediada e recebia tapas na bunda
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
Goiânia: homem é preso após ser flagrado com 80 porções de cocaína em veículo
G1
Motorista de carreta morre em acidente de trânsito na BR-050, em Catalão
GOE3
Detran multou mais de 1 milhão de motoristas em Goiânia durante 2023
GOE2
Confronto deixa 2 PMs baleados e 3 suspeitos de homicídio mortos em Corumbaíba
GOE1
Preços do hortifruti variam até 759% em Goiânia, aponta Procon
GO1
Paciente internado à força morre a caminho de clínica de reabilitação, em Caldas Novas
GO 3
TSE decide a favor do PRTB e vereadores Bruno Diniz e Santana Gomes devem voltar à Câmara de Goiânia
GO 2
Polícia prende cuidadora que maltratava idosa e filha com necessidades especiais
GO 1
Vilmar Rocha estimula candidatura de Ademir Menezes pelo PSD em Aparecida: “Nome natural”

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.