28/02/2024

Entrelinhas: Vale reinicia discussão sobre privatizações

Crédito: Vale/Divulgação. Subfaturamento do minério de ferro praticado pela Vale tira mais de US$ 2 bilhões do Brasil - (crédito: Vale/Divulgação)

“O mandato de Eduardo Bartolomeu, atual CEO da empresa, expira em maio, e o conselho de administração tem a responsabilidade de tomar uma decisão até quarta-feira sobre a renovação ou não do seu contrato”, destaca o jornalista. 

Durante a última semana, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega voltou à cena pública como possível indicado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para presidir a Vale, uma grande empresa brasileira atuante nos setores de mineração, logística, energia e siderurgia. Criada como estatal em 1942 por Getúlio Vargas, sob o nome de Companhia Vale do Rio Doce, tornou-se um pilar da industrialização pesada no Brasil, especialmente na siderurgia. Esse acontecimento reacendeu o debate sobre as privatizações, pois a Vale S.A. é atualmente a 31ª maior companhia do mundo.

Na sexta-feira, após muitas especulações, uma queda de 10% no valor das ações na Bovespa e críticas de analistas de mercado, o ministro das Minas e Energia, Alexandre da Silveira, que nos bastidores teria pressionado os conselheiros para aceitarem a indicação, declarou: “O presidente Lula nunca se dispôs a fazer uma interferência direta em uma empresa de capital aberto, listada em bolsa. Uma corporação [empresa sem controlador] com sua governança e natureza jurídica que devem ser preservadas.” O mandato do atual CEO da empresa, Eduardo Bartolomeu, encerra-se em maio, e o conselho de administração da Vale precisa decidir até quarta-feira se o renova ou não.

De acordo com os economistas Dag Detter e Stefan Fölster, autores do livro “A Riqueza Pública das Nações: como a gestão de ativos públicos pode impulsionar ou prejudicar o crescimento econômico” (Editora Cultrix, São Paulo, 2016), a Vale é uma das privatizações mais bem-sucedidas do mundo. Detter, ex-presidente da Stattumn, a holding do governo sueco que realizou a reforma patrimonial da Suécia, e Fölster, professor associado de economia do Royal Institute of Technology, defendem a tese de que muitos países enfrentam problemas por não gerenciarem adequadamente seus ativos públicos.

A Vale, ao lado da Embraer, é considerada um exemplo da reforma patrimonial do Estado brasileiro. Em 2010, realizou uma significativa aquisição no segmento de fertilizantes por meio de sua subsidiária Mineração Naque S.A. A empresa também adquiriu 100% do capital da Bunge Participações e Investimentos S.A. (BPI) e uma planta em Cubatão. Destaca-se na mineração como a maior produtora de ferro do mundo, além de atuar na produção de níquel, carvão, cobre, manganês e ferroligas.

No entanto, em 2015, a empresa sofreu uma perda de 23% em seu valor de ações devido ao rompimento de uma barragem em Mariana (MG), controlada pela Samarco, uma joint-venture com a anglo-australiana BHP Billiton. Em 2019, uma tragédia semelhante ocorreu com o rompimento de uma barragem própria em Brumadinho (MG), resultando em uma perda de R$ 72 bilhões em valor de mercado. O desgaste de imagem junto à opinião pública é considerável e difícil de reparar.

No quinto aniversário da tragédia de Brumadinho, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enfatizou a necessidade de apoio às famílias das vítimas, recuperação ambiental e, sobretudo, fiscalização e prevenção em projetos de mineração. Essas declarações intensificaram as especulações em torno da possível indicação de Guido Mantega para presidir a Vale. O rompimento da barragem na mina Córrego do Feijão resultou em 270 mortos e três pessoas desaparecidas. Em fevereiro de 2021, a empresa assinou um acordo de reparação de R$ 37,7 bilhões com o governo de Minas Gerais.

Os autores Detter e Fölster argumentam em seu livro que muitos países enfrentam problemas devido à falta de investimentos em infraestrutura resultante de uma má gestão de ativos públicos. Eles defendem que a democracia tem mais chances de beneficiar o interesse comunitário quando os governantes entregam esses ativos à administração profissional de fundos, que pode empregar as melhores práticas de gestão corporativa. Este foi o modelo adotado na privatização da Vale.

Os economistas analisaram diversas privatizações ao redor do mundo, destacando o caso da Deutsche Bundeposte na Alemanha. Transformada em três sociedades anônimas em 1995, a empresa resultante, Deutsche Post, investiu em serviços e aquisições no exterior, tornando-se uma das maiores empresas de logística do mundo. O exemplo destaca a importância de uma administração profissional para impulsionar o sucesso de empresas privatizadas.

Tribuna Livre, com informações da Vale S.A

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
"Fotografia para o mundo", diz Bolsonaro sobre ato que reuniu 750 mil pessoas
"Fotografia para o mundo", diz Bolsonaro sobre ato que reuniu 750 mil pessoas
No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome
No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome
Senado aprova fim da “saidinha” de presos
Senado aprova fim da “saidinha” de presos
Dezessete presos fogem de penitenciária no Piauí
Dezessete presos fogem de penitenciária no Piauí
Caçada aos fugitivos em "terreno complexo"
Caçada aos fugitivos em "terreno complexo"
Fugitivo de Mossoró já havia escapado e justificado fuga em carta; confira
Fugitivo de Mossoró já havia escapado e justificado fuga em carta; confira
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel.
"Oportunidade aproveitada": agentes rechaçam corrupção em fuga de Mossoró
"Oportunidade aproveitada": agentes rechaçam corrupção em fuga de Mossoró
Novas informações sobre a fuga no Rio Grande do Norte são descobertas; confira
Novas informações sobre a fuga no Rio Grande do Norte são descobertas; confira.
Porto da Pedra é rebaixada do Grupo Especial no carnaval do Rio
Porto da Pedra é rebaixada do Grupo Especial no carnaval do Rio
Valdemar Costa Neto sai da sede da Polícia Federal após ser detido
Valdemar Costa Neto sai da sede da Polícia Federal após ser detido.
O Brasil está caminhando para possivelmente alcançar um recorde alarmante, com a previsão de registrar até 4,2 milhões de casos de dengue ao longo de 2024
O Brasil está caminhando para possivelmente alcançar um recorde alarmante, com a previsão de registrar até 4,2 milhões de casos de dengue ao longo de 2024.

Faço da prioridade da população a minha prioridade.

Bem articulado com todos os Poderes de Novo Gama, dentre eles o Executivo,  com DF e demais município do Entorno, Renato Caldas mostra a que veio. Renato Caldas é reconhecido como um dos vereadores mais atuantes de Novo Gama. Sua dedicação e comprometimento com a comunidade são admiráveis, sempre buscando

Leia mais...

Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores

Formações são indicadas para profissionais da educação e da saúde. As aulas são gratuitas e online, podendo ser assistidas a qualquer momento pelos participantes A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) oferece quatro cursos relacionados ao combate à dengue para servidores da saúde e da educação. As capacitações são

Leia mais...

DF ultrapassa um milhão de cadastros atualizados no SUS

Mais de 97% das atualizações do Recadastra SUS foram feitas presencialmente; com dados dos usuários mais confiáveis, a rede pública consegue otimizar a fila de espera por exames e consultas Sete meses após lançar a campanha Recadastra SUS, o Distrito Federal chegou a 1.054.928 cadastros atualizados no Sistema Único de

Leia mais...

Caesb disponibiliza serviço gratuito de autoleitura de hidrômetros

Todos os clientes da companhia podem aderir à iniciativa, especialmente aqueles que não conseguem receber leiturista em casa durante o dia Pensando no conforto e bem-estar dos brasilienses, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) disponibiliza o serviço de autoleitura, no qual o próprio usuário fornece a leitura

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.