22/04/2024

Brasil está de volta à disputa por equipes femininas da ginástica artística nas Olimpíadas

Brasil está de volta à disputa por equipes femininas da ginástica artística nas Olimpíadas
Brasil está de volta à disputa por equipes femininas da ginástica artística nas Olimpíadas

Rebeca Andrade, Flávia Saraiva, Jade Barbosa, Lorrane Oliveira e Júlia Soares garantem vaga para o Brasil na ginásitca artística em Paris 2024 antes do fim das classificatórias no Mundial da Antuérpia

Após ausência como equipe em Tóquio, o Brasil terá time completo nas Olimpíadas, com cinco ginastas, além de duas vagas individuais conquistadas no Mundial da Antuérpia. Arthur Nory ainda busca um terceiro posto individual na final da barra fixa no domingo. Flávia Saraiva compartilha o orgulho e a dedicação de estar com a equipe nas Olimpíadas, destacando a importância desse momento para todas as ginastas.

Com um total de 164,297 pontos, as ginastas brasileiras conquistaram a quarta posição, ficando atrás dos times dos Estados Unidos, da Grã-Bretanha e da China. Jade Barbosa expressou sua realização ao dizer: ‘Isso é exatamente o que sempre sonhei. Hoje, temos uma base sólida na ginástica. Não dependemos apenas de talentos individuais, tanto de atletas quanto de treinadores. Conseguimos estabelecer uma estrutura sólida para a ginástica no Brasil, o que nos permitiu alcançar este feito.

Classificatória do Brasil: Prova por Prova no Mundial de 2023

Trave

No Mundial de 2023, a participação do Brasil na trave começou com Julia, que se apresentou com mais segurança em comparação a 2022, conquistando 13,200 pontos e transmitindo confiança à equipe. Em seguida, a experiente Jade Barbosa teve alguns desequilíbrios durante sua apresentação, mas conseguiu evitar quedas, somando 12,400 pontos. Flávia Saraiva também proporcionou uma apresentação limpa, caracterizada por acrobacias plásticas e poucos desequilíbrios, alcançando 13,400 pontos. O Brasil chegou a entrar com um recurso para aumentar em três décimos a nota de dificuldade de Flavinha, mas o pedido foi rejeitado pela arbitragem. Por fim, Rebeca encerrou a primeira rodada com uma saída impecável e obteve a melhor pontuação entre as ginastas brasileiras, com 13,800 pontos, mostrando que a equipe brasileira está forte no Mundial de 2023.

Flávia Saraiva no mundial de ginástica artística - Foto de Ricardo Bufolin
Flávia Saraiva no mundial de ginástica artística – Foto de Ricardo Bufolin
Solo

Na prova de solo, Jade apresentou-se bem, apesar de ter pisado fora da área em uma das sequências acrobáticas, o que resultou na perda de três décimos. Mesmo assim, obteve uma pontuação de 12,833. Julia, de 18 anos, fez uma série praticamente livre de erros, animando a torcida brasileira presente na arena Sportpaleis, na Antuérpia, e recebeu uma boa avaliação dos jurados, com 13,200 pontos. A estrela mais aguardada da manhã, Rebeca, apresentou pela primeira vez ao público sua nova coreografia ao som de Beyoncé e Anitta, sendo muito aplaudida. Apesar de ter tido problemas em apenas uma das chegadas nas sequências acrobáticas, a atual campeã mundial conquistou a maior pontuação do grupo, com 14,033 pontos. Flavinha fechou a apresentação para o Brasil com praticamente uma série impecável, somando 13,833 pontos.

Julia Soares no Mundial de ginástica artística — Foto de Ricardo Bufolin-CBG
Julia Soares no Mundial de ginástica artística — Foto de Ricardo Bufolin-CBG
Salto

Na prova de salto, Julia deu início com um elemento mais simples, resultando em uma pontuação de 12,866 pontos. Jade saiu sorridente após uma execução bem-sucedida de uma dupla pirueta, alcançando 13,833 pontos. Em seguida, Flavia também executou o Yurchenko com dupla pirueta, garantindo uma sólida nota de 13,866 pontos. Rebeca, campeã olímpica em 2021 no salto, ficou fora da final do Mundial em 2022 devido a uma falha no segundo salto, mas se recuperou em 2023. Ela demonstrou uma excelente execução em ambos os voos, primeiro com um Cheng quase perfeito (14,900), seguido por um bom Yurchenko com dupla pirueta (14,366). Com uma média de 14,633 pontos, Rebeca terminou em segundo lugar na classificação do aparelho, ficando apenas atrás de Simone Biles, que realizou com sucesso o salto mais difícil da ginástica feminina, o Biles II, na fase classificatória de domingo.

Jade Barbosa no Mundial de ginástica artística — Foto: Ricardo Bufolin/CBG
Jade Barbosa no Mundial de ginástica artística — Foto: Ricardo Bufolin/CBG
Barras

O Brasil enfrentou dificuldades na prova de barras. Lorrane Oliveira começou a apresentação da equipe com uma queda no aparelho, resultando em uma pontuação de 12,033. Flavinha, por outro lado, executou sua série com precisão e conquistou 13,600 pontos. Rebeca, vice-campeã mundial nas barras em 2021, enfrentou um deslize em um dos movimentos, obtendo 13,866 pontos, uma boa pontuação, mas que provavelmente não a levará à final do aparelho, já que ocupa o oitavo lugar na classificação atual e não pode ser ultrapassada. Jade Barbosa encerrou o dia com uma pontuação de 12,766 nas barras.

Lorrane Oliveira no Mundial de ginástica artística — Foto de Ricardo Bufolin CBG
Lorrane Oliveira no Mundial de ginástica artística — Foto de Ricardo Bufolin CBG

Equipe Masculina Brasileira não Consegue Vaga para Paris 2024, mas Garante 2 Vagas Individuais

A equipe masculina brasileira de ginástica artística não conseguiu conquistar a vaga por equipes nas Olimpíadas de Paris 2024. Após uma sólida apresentação na classificatória de sábado, mesmo com importantes desfalques como Arthur Zanetti e Caio Souza, a seleção brasileira viu seus adversários a ultrapassarem na manhã de domingo, encerrando sua participação no Mundial da Antuérpia em 13º lugar, um posto abaixo da zona de classificação por equipes. No entanto, o Brasil assegurou duas vagas individuais para o evento.

Tribuna Livre Brasil com informações do GE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Wilton Pereira Sampaio e outros 3 árbitros brasileiros participam de seminário da FIFA em Miami
Wilton Pereira Sampaio e outros 3 árbitros brasileiros participam de seminário da FIFA em Miami
Confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil estão definidos
Confrontos da 3ª fase da Copa do Brasil estão definidos. Veja
CBF divulga áudios do VAR em lances polêmicos no duelo entre Atlético Goianiense e Flamengo
CBF divulga áudios do VAR em lances polêmicos no duelo entre Atlético Goianiense e Flamengo
⁠Breno Lopes, do Palmeiras, toma decisão sobre transferência ao Vasco
Breno Lopes, do Palmeiras, toma decisão sobre transferência ao Vasco
CORINTHIANS É ACIONADO NA JUSTIÇA PELO NACIONAL COM PEDIDO DE MAIS DE R$ 5 MILHÕES; CLUBE REBATE
CORINTHIANS É ACIONADO NA JUSTIÇA PELO NACIONAL COM PEDIDO DE MAIS DE R$ 5 MILHÕES; CLUBE REBATE
R$ 2 milhões por mês e Gabigol deixa o Flamengo para assinar contrato
R$ 2 milhões por mês e Gabigol deixa o Flamengo para assinar contrato
Dois clubes do futebol brasileiro monitoram a situação do meia Shaylon
Dois clubes do futebol brasileiro monitoram a situação do meia Shaylon
André Silva cita diferenças entre Brasil e Europa e pede tempo a Carpini
André Silva cita diferenças entre Brasil e Europa e pede tempo a Carpini
Lucas Andrino garante mudanças em sua chegada no Goiás: “Chegamos para fazer diferente”
Lucas Andrino garante mudanças em sua chegada no Goiás: “Chegamos para fazer diferente”
Flamengo bate o Nova Iguaçu e volta a conquistar o Campeonato Carioca
Flamengo bate o Nova Iguaçu e volta a conquistar o Campeonato Carioca
Palmeiras vence Santos na volta e conquista tricampeonato paulista
Palmeiras vence Santos na volta e conquista tricampeonato paulista
Como é rotina de Gabigol longe do Flamengo após punição por fraude em exame
Como é rotina de Gabigol longe do Flamengo após punição por fraude em exame

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.