20/06/2024

O aumento do ICMS em Goiás, elevando de 17% para 19%, é oficialmente aprovado na Assembleia Legislativa.

Aumento do ICMS em Goiás de 17% para 19% passa definitivamente na Assembleia (Foto: Alego)

A proposta do governo estadual que propõe o aumento foi aprovada sem dificuldades.

O projeto do governo estadual, que propõe o aumento da alíquota do ICMS modal em Goiás de 17% para 19%, foi aprovado em segunda votação na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) nesta quarta-feira (6), após ter passado pela primeira votação na terça-feira (5). Na votação final, o texto recebeu votos contrários dos deputados Clécio Alves (Republicanos), Antônio Gomide (PT), Bia de Lima (PT), Mauro Rubem (PT), Major Araújo (PL), Paulo Cezar Martins (PL), Eduardo Prado (PL), Gustavo Sebba (PSDB), José Machado (PSDB) e Fred Rodrigues (DC). Com a aprovação da Assembleia Legislativa, o projeto segue agora para a sanção do governador Ronaldo Caiado (União Brasil).

Na justificativa, o governo estadual alega perdas de arrecadação decorrentes da redução da alíquota promovida pelo governo Jair Bolsonaro (PL) em 2022 e receio das mudanças previstas pela reforma tributária, que será implementada somente em 2029.

Durante a primeira votação na terça-feira (5), deputados contrários à matéria protestaram contra a forma como foi incluída na pauta, sendo votada em apenas 15 segundos, sem oportunidade para discussão ou posicionamento no plenário. O presidente da casa, Bruno Peixoto (União Brasil), teve que solicitar o registro dos votos contrários em ata e realizar uma votação no painel de forma simbólica.

Nesta quarta-feira, Clécio Alves (Republicanos), mesmo sendo da base do governador, expressou novamente sua oposição à matéria. Ele destacou que, em uma audiência pública na última segunda-feira (4), 19 entidades representativas foram contra o projeto, e questionou a viabilidade da proposta diante das dificuldades econômicas enfrentadas pela população.

Da oposição, o Delegado Eduardo Prado (PL) considerou o aumento “irresponsável” e afirmou que afetará a economia “ainda mais do que já está afetada neste momento pós-pandemia. Estamos prejudicando o setor produtivo em um Estado que já conta com 6 mil lojas fechadas na capital”.

Tribuna Livre, com informações da ALEGO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Equatorial Goiás alerta importância do registro de falta de energia
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Governo prepara estratégia para proteger Araguaia da pesca ilegal e do lixo
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
Preço de produtos típicos de festa junina varia até 213% entre lojas de Goiânia
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
PF deflagra nova fase de operação contra ‘rota caipira’ do tráfico, que passa por Goiás
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso
Homem pega carro após briga familiar, fura dois bloqueios da PRF em Goiás e é preso
Caiado inaugura Hospital de Águas Lindas de Goiás e população já recebe atendimento
Caiado inaugura Hospital de Águas Lindas de Goiás e população já recebe atendimento
Carimbos encontrados com homem preso em Goiânia eram de psiquiatras e neurologistas
Carimbos encontrados com homem preso em Goiânia eram de psiquiatras e neurologistas
TJ-GO anula processo contra médico condenado por racismo após publicar vídeo de homem negro acorrentado
TJ-GO anula processo contra médico condenado por racismo após publicar vídeo de homem negro acorrentado
Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio
Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio
Falso sequestro no setor Jaó: polícia prende um dos envolvidos
Falso sequestro no setor Jaó: polícia prende um dos envolvidos
Grupo Equatorial Energia prorroga campanha em parceria com a CUFA para arrecadar R$ 1 milhão para o RS
Grupo Equatorial Energia prorroga campanha em parceria com a CUFA para arrecadar R$ 1 milhão para o RS
Após 29 anos de espera começa a construção de hospital em Novo Gama
Após 29 anos de espera começa a construção de hospital em Novo Gama

Leilão de arroz: presidente da Comissão de Agricultura fala em fraude

Ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, prestou esclarecimentos à Comissão na Câmara sobre leilão para compra de arroz feito pelo governo O presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, deputado Evair Vieira de Melo (PP-ES), chamou o leilão de arroz realizado pelo governo federal de “esquema fraudulento”. O

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.