22/04/2024

O que se alterou (e o que permaneceu inalterado) na Venezuela ao longo da última década

Getty Images - (crédito: Getty Images)

Uma economia inflacionária repleta de distorções implica em mudanças quase diárias na realidade da Venezuela. No entanto, mesmo em meio à intensa crise, há elementos que permanecem inalterados no país.

E se a Venezuela mudasse? E se a Venezuela fosse consertada?

Perguntas frequentes, especialmente entre os emigrantes venezuelanos, giram em torno do período de 2016 a 2018, uma crise profunda que, embora tenha se amenizado, está longe de ser resolvida. Com memórias de um passado mais próspero, quando a Venezuela era um dos países mais ricos da América Latina, hoje se encontra entre os mais pobres. A década testemunhou uma contração econômica de 75%, com quase um quarto da população (7 milhões de 30 milhões) deixando o país.

Esses processos traumáticos evocam saudades, tanto do país que parece ter desaparecido quanto da distância entre os que ficaram e os que partiram. A música “Caracas en el 2000” é um exemplo dessa nostalgia, lembrando de uma época com araras sobrevoando a capital, passeios de bicicleta dominicais e raspadinhas de Coca-Cola vendidas nas ruas.

Apesar da Venezuela não ser tão rica como nos anos 1960 ou 1970, tampouco tão pobre quanto em 2018, a dolarização agora domina, restaurantes têm preços equiparados aos de Nova York e a gasolina é paga. Entretanto, a desigualdade, a pobreza e a ineficiência predominam, contrastando com um passado de um Estado generoso e uma classe média estabelecida.

Alguns elementos permanecem inalterados: o som das rãs na noite quente de Caracas, a animação das ruas com vendedores ambulantes e as manhãs de partidas de dominó nas praças. A calorosa interação humana, expressa por toques no ombro, continua a transmitir confiança. As distorções do sistema persistem, como filas para se registrar em novos sistemas de pagamento de eletricidade.

Com a dolarização não oficial, empregos informais, pagos em dólares, tornaram-se mais atrativos do que empregos formais pagos em bolívares. A ascensão do “empreendedorismo criativo” contribuiu para uma nova classe média, apesar dos problemas estruturais persistirem. A insegurança diminuiu após políticas de segurança rigorosas, e muitos venezuelanos têm retornado, mesmo que temporariamente. O “malandro falado,” uma linguagem de rua transformada em gíria, permanece como uma expressão única da venezuelanidade. Em meio a mudanças significativas, a Venezuela se adapta com bom humor, criatividade e resiliência.

Tribuna Livre, com informações da BBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Fachada da antiga Bolsa de Valores de Copenhague desaba após incêndio
Fachada da antiga Bolsa de Valores de Copenhague desaba após incêndio
Biden surpreende ao afirmar que tio foi devorado por canibais
Biden surpreende ao afirmar que tio foi devorado por canibais
EUA preparam exercício militar para batalhas fora da Terra
EUA preparam exercício militar para batalhas fora da Terra
Os moradores de Ibiza que vivem em seus carros enquanto turismo faz aluguéis dispararem
Os moradores de Ibiza que vivem em seus carros enquanto turismo faz aluguéis dispararem
Israel faz ofensiva diplomática para sufocar o Irã
Israel faz ofensiva diplomática para sufocar o Irã
Juiz adverte Trump sobre intimidações durante julgamento nos EUA
Juiz adverte Trump sobre intimidações durante julgamento nos EUA
Os últimos pacientes do maior hospital do Haiti, transformado em QG das gangues que desestabilizam o país
Os últimos pacientes do maior hospital do Haiti, transformado em QG das gangues que desestabilizam o país
O Irã se considera vingado e pede para Israel não reagir militarmente ao ataque
O Irã se considera vingado e pede para Israel não reagir militarmente ao ataque
Conflito provoca extrema preocupação internacional por causa do poderio militar de Irã e de Israel
Conflito provoca extrema preocupação internacional por causa do poderio militar de Irã e de Israel
Ameaça de retaliação do Irã deixa Israel em alerta máximo
Ameaça de retaliação do Irã deixa Israel em alerta máximo
Após pacto, idosa de 80 anos guarda cadáver de amiga em maleta por 1 ano
Após pacto, idosa de 80 anos guarda cadáver de amiga em maleta por 1 ano
Por que os EUA estão preocupados com possível ataque do Irã a Israel
Por que os EUA estão preocupados com possível ataque do Irã a Israel

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.