28/02/2024

Ricardo Lewandowski concentra esforços para rastrear os recursos do crime organizado.

No primeiro discurso desde que foi indicado para a pasta da Justiça, Lewandowski diz que pega "a casa em ordem" com índices de violência em queda - (crédito: Isaac Amorim/MJSP)

Assumindo a liderança do Ministério da Justiça, sucedendo a Flávio Dino, o recém-nomeado ministro expressou críticas a propostas associadas à direita, tais como a ampliação de penas, a política de encarceramento em larga escala e restrições à progressão de regime prisional.

O ex-ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, assumiu, nesta quinta-feira (1º/2), o cargo de ministro da Justiça e da Segurança Pública, sucedendo Flávio Dino, que irá para a Suprema Corte para ocupar a vaga aberta com a aposentadoria de Rosa Weber. Na cerimônia de posse, no Palácio do Planalto, o novo ministro reafirmou que a prioridade da gestão será o combate ao crime organizado, concentrando-se nas fontes de financiamento das atividades ilegais.

Lewandowski destacou que não existem “soluções fáceis” para alterar o atual quadro de insegurança no país, argumentando que “a criminalidade e a violência continuam se nutrindo da exclusão social, da miséria, do desemprego, da falta de saneamento, de saúde, de educação, de lazer, de habitação que, infelizmente, ainda persistem no país”.

Ao assumir o cargo, o novo ministro ressaltou a importância de fortalecer a centralização de dados dos diversos órgãos que compõem a estrutura de segurança pública. Ele expressou o compromisso de “integrar outras entidades que possam contribuir para a identificação de movimentações financeiras e patrimoniais que alimentam as estruturas criminosas”. Lewandowski também enfatizou a busca de informações junto a pessoas e empresas mencionadas na Lei de Lavagem de Dinheiro, especialmente nos setores vinculados à área ambiental, como ouro, madeira e gado, visando identificar infrações e infratores relacionados ao crime organizado.

Durante a cerimônia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assegurou “carta branca” ao novo ministro para formar sua equipe. O jurista e professor Manoel Carlos de Almeida Neto foi escolhido para a secretaria executiva. Outros integrantes da equipe diretiva do ministério foram mantidos, enquanto novos nomes foram incorporados, incluindo Sheilla de Carvalho e o ex-procurador-geral de Justiça de São Paulo Mário Sarrubbo.

Lewandowski elogiou a gestão de Dino, destacando a continuidade dos programas e ações da pasta. Flávio Dino tomará posse no STF em 22 de fevereiro, assumindo, até lá, seu mandato no Senado, onde pretende apresentar projetos de lei, incluindo um que proíbe acampamentos em frente a quartéis militares.

Tribuna Livre, com informações da Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Silas Malafaia ataca Moraes e Barroso e diz que Bolsonaro é perseguido
Silas Malafaia ataca Moraes e Barroso e diz que Bolsonaro é perseguido
"Fere sentimentos", diz Jacques Wagner sobre comparação de Lula com Holocausto
"Fere sentimentos", diz Jacques Wagner sobre comparação de Lula com Holocausto
Pedido de impeachment de Lula: 92 deputados que assinaram o documento
Pedido de impeachment de Lula: 92 deputados que assinaram o documento
Holocausto: bolsonaristas apresentarão pedido de impeachment de Lula
Holocausto: bolsonaristas apresentarão pedido de impeachment de Lula
PT perde poder na Câmara
PT perde poder na Câmara
PL de Mourão para anistiar envolvidos no 8 de janeiro é aprovado por 51%
PL de Mourão para anistiar envolvidos no 8 de janeiro é aprovado por 51%
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel.
Clube Militar fala sobre apreensão com exposição de generais em ação da PF
Clube Militar fala sobre apreensão com exposição de generais em ação da PF
LIRA NO CARNAVAL
Lira utilizou aeronaves da Força Aérea Brasileira para se deslocar a Salvador e Rio de Janeiro durante o período de carnaval.
Bolsonaro cancela agenda na Paraíba de olho em ato na Paulista
Bolsonaro cancela agenda na Paraíba de olho em ato na Paulista
Michel Temer se posiciona contrariamente à prisão de Bolsonaro, com base nas revelações feitas até o momento pela Polícia Federal
Michel Temer se posiciona contrariamente à prisão de Bolsonaro, com base nas revelações feitas até o momento pela Polícia Federal.
Mourão rejeita alegações de ter 'instigado golpe' em seu discurso no plenário do Senado
Mourão rejeita alegações de ter 'instigado golpe' em seu discurso no plenário do Senado.

Nomeados mais 83 agentes de Vigilância Ambiental

Convocação dos novos servidores aprovados foi publicada no DODF desta terça-feira (27) Na edição desta terça (27) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o GDF publicou 83 novas nomeações para o cargo de agente de Vigilância Ambiental em Saúde. A convocação é destinada a preencher os 150 cargos previstos

Leia mais...

Portaria reforça regras para uso correto do Cartão Mobilidade no DF

Orientações da Secretaria de Transportes e Mobilidade estão publicadas na edição desta terça-feira (27) do DODF O uso do Cartão Mobilidade pelos passageiros do Sistema de Transporte Público Coletivo está regulamentado pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) em portaria publicada na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial do

Leia mais...

Faço da prioridade da população a minha prioridade.

Bem articulado com todos os Poderes de Novo Gama, dentre eles o Executivo,  com DF e demais município do Entorno, Renato Caldas mostra a que veio. Renato Caldas é reconhecido como um dos vereadores mais atuantes de Novo Gama. Sua dedicação e comprometimento com a comunidade são admiráveis, sempre buscando

Leia mais...

Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores

Formações são indicadas para profissionais da educação e da saúde. As aulas são gratuitas e online, podendo ser assistidas a qualquer momento pelos participantes A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) oferece quatro cursos relacionados ao combate à dengue para servidores da saúde e da educação. As capacitações são

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.