19/05/2024

TCU define como será fiscalização de recursos destinados ao combate à enchente

Bruno Dantas, presidente do Tribunal de Contas da União, se reuniu com deputados da Comissão de Fiscalização, Financeira e Controle da Câmara - (crédito: Divulgação)

Bruno Dantas, presidente do tribunal de contas, se reuniu com deputados da Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara e anunciou quem serão os relatores setoriais

O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, em reunião fechada na manhã desta quarta-feira com deputados da Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, anunciou como se dará o acompanhamento pela Corte do emprego dos recursos a serem destinados para recuperação das dezenas de cidades atingidas pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Dantas informou aos parlamentares que serão criados três eixos de fiscalização e já definiu quem serão os ministros relatores do tribunal responsáveis por cada um deles. Os gastos e despesas referentes a contratação e transporte, doa mais importantes por se tratar também de socorro imediato, ficará a cargo do ministro Vital do Rêgo.

“É uma das partes mais importantes porque vai envolver licitações realizadas pelo governo federal, pelos estados e pelos municípios. É uma parte que vai pegar também rodovia e recuperação do aeroporto (Salgado Filho)”, disse Bruno Dantas aos deputados, em reunião na Câmara.

As questões que tratam de ação da defesa civil ficarão sob a fiscalização do ministro Augusto Nardes, ex-parlamentar do PP, que é gaúcho.

E o terceiro eixo apresentado pelo presidente do TCU trata da questão fiscal, já que o Congresso aprovou o decreto legislativo assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva que reconheceu o estado de calamidade pública no estado e que também irá flexibilizar a destinação de recursos para e acelerar o repasse de verbas para o estado.

Pelo decreto, aprovado pela Câmara e pelo Senado, a União não precisará incluir na meta de resultado fiscal das despesas do crédito extraordinário que será destinado aos gaúchos e as renúncias fiscais necessárias para ajudar no combate a calamidade.

“É uma questão fiscal, já aprovado pelo Congresso, que permitiu a mitigação do primário na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e o limite de gastos para esse ano vai ficar fora. Vamos acompanhar para não haver o comprometimento da dívida pública ou algo do gênero”, disse Dantas, que destacou o Jhonatan de Jesus para fazer esse acompanhamento, já que é o ministro relator das contas do governo do presidente Lula neste 2024.

A LRF prevê que, em casos de calamidade reconhecida e aprovada pelo Congresso, o governo pode afastar obrigações relacionadas à meta fiscal.

Presidente da Comissão de Fiscalização, o deputado Joseildo Ramos (PT-BA) aposta num trabalho conjunto com o TCU na fiscalização da aplicação do dinheiro público na recuperação do Rio Grande do Sul.

“Queremos trabalhar em parceria com o TCU, inclusive repassando informações e esclarecendo os gestores públicos para a correta aplicação dos recursos do orçamento”, disse o petista.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministério Público pede multa a Lula por pedir votos para Boulos
Ministério Público pede multa a Lula por pedir votos para Boulos
Senado pede ao STF suspensão de liminar para resolver desoneração
Senado pede ao STF suspensão de liminar para resolver desoneração
Julgamento de Moro no TSE é suspenso e retorna na próxima terça
Julgamento de Moro no TSE é suspenso e retorna na próxima terça
Bolsonaro terá alta na sexta e virá para Brasília, após dez dias internado
Bolsonaro terá alta na sexta e virá para Brasília, após dez dias internado
Justiça de SP aceita denúncia e Boulos vira réu por chamar Weintraub de "imbecil
Justiça de SP aceita denúncia e Boulos vira réu por chamar Weintraub de "imbecil"
Lula lamenta morte de médico em abrigo no Rio Grande do Sul
Lula lamenta morte de médico em abrigo no Rio Grande do Sul
"Um passo muito importante", diz Leite sobre suspensão da dívida do RS
"Um passo muito importante", diz Leite sobre suspensão da dívida do RS
Arthur Lira processa Felipe Neto por ter sido chamado de 'excrementíssimo'
Arthur Lira processa Felipe Neto por ter sido chamado de 'excrementíssimo'
Tragédia no RS não impede avanço de "pacote da destruição" no Congresso
Tragédia no RS não impede avanço de "pacote da destruição" no Congresso
Governo ganha fôlego em meio à desarticulação com Congresso
Governo ganha fôlego em meio à desarticulação com Congresso
Vou fazer o que com R$ 300 mil, diz prefeito de Farroupilha a Pimenta
Vou fazer o que com R$ 300 mil, diz prefeito de Farroupilha a Pimenta.
Após longo debate, sai consenso sobre desoneração da folha de pagamentos
Após longo debate, sai consenso sobre desoneração da folha de pagamentos

Milhares de fieis prestigiam Festa do Divino, em Planaltina

Segunda maior celebração religiosa da região recebeu mais de R$ 1,2 milhão de investimento do GDF; festejos continuam neste domingo (19) Símbolo da fé brasiliense, a Festa do Divino Espírito Santo, em Planaltina, reuniu milhares de devotos neste sábado (18). O festejo começou logo cedo com a tradicional cavalgada –

Leia mais...

Escola Técnica de Santa Maria forma 169 alunos da primeira turma.

A deputada distrital Jaqueline Silva, emocionada, manifestou grande satisfação por mais essa conquista para a cidade. A deputada Jaqueline Silva declarou com emoção: “Não há palavras para expressar a minha satisfação em ver essa grande conquista beneficiando tantas pessoas.” Ela se referia à formatura de 169 alunos das primeiras turmas

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.