26/05/2024

Trump ouve no tribunal interrogatório a editor de tabloides

A menos de sete meses da aguardada revanche contra o presidente democrata Joe Biden, o republicano é o primeiro ex-chefe do Executivo americano a se sentar no banco de réus, - (crédito: Getty Images via AFP)

Paralelamente,a Suprema Corte dos Estados Unidos começou a examinar se Trump dispõe de imunidade penal como ex-presidente por suas ações enquanto ocupava o cargo.

Donald Trump retornou, nesta quinta-feira (25), ao tribunal de Manhattan onde a acusação continuou o interrogatório ao editor de um tabloide que apoiou o magnata em sua campanha de 2016 com notícias positivas e enterrando as negativas.

A menos de sete meses da aguardada revanche contra o presidente democrata Joe Biden, o republicano é o primeiro ex-chefe do Executivo americano a se sentar no banco de réus, acusado de falsificar registros comerciais para ocultar o pagamento a uma ex-atriz pornô e comprar seu silêncio sobre um suposto caso extraconjugal antes das eleições de 2016.

No início da sessão, a Promotoria voltou a denunciar ao magistrado Juan Merchan que, apesar de sua ordem de proibi-lo de insultar pessoas relacionadas ao julgamento, o magnata continua ignorando a medida. Após uma audiência na manhã de terça-feira para discutir as repetidas violações, o juiz ainda não anunciou se o multará ou não.

David Pecker, editor do tabloide National Enquirer e primeira testemunha a depor, detalhou sua relação com o magnata republicano e a prática conhecida como “pegar e matar”, que consiste em comprar notícias potencialmente prejudiciais para que não sejam divulgadas.

Foi assim com o pagamento à modelo da Playboy Karen McDougal, a quem o National Enquirer deu 150 mil dólares (789 mil reais na cotação atual) por uma história que ela tentava vender durante a campanha de 2016 sobre um caso extraconjugal que teve com o magnata e que nunca foi publicada.

“Compramos a história para que nenhum outro veículo a publicasse. Não queríamos que prejudicasse Trump ou atrapalhasse sua campanha”, reconheceu o homem de 72 anos à Promotoria.

A acusação alega que que este acordo fazia parte de um plano mais amplo.

“As histórias sobre o sr. Trump”, bem como as “histórias negativas sobre seus adversários (…) aumentam as vendas” do jornal e beneficiaram a campanha do magnata, reconheceu Pecker na terça-feira.

– “Acordo amigável” –

Em um “acordo amigável” com o então advogado de Trump, Michael Cohen — que também será uma das principais testemunhas da acusação —, o ex-editor do tabloide afirmou acreditar que seria reembolsado pela quantia que pagou para não publicar a história de McDougal.

“Não se preocupe, sou seu amigo. O chefe cuidará disso”, garantiu Cohen à época.

Pecker, que disse conhecer Trump desde 1989, havia chegado a um “acordo amigável” em agosto de 2015 em um encontro na Trump Tower, em Manhattan, na qual estavam presentes o magnata, sua assistente pessoal Hope Nicks e Cohen.

Também afirmou que os leitores do National Enquirer “adoravam” Trump, que na época estrelava o programa de televisão de sucesso “O Aprendiz” antes de entrar na política em 2015.

A imprensa sensacionalista foi imprescindível para cimentar sua popularidade, sobretudo em uma cidade onde era pouco apreciado.

Em plena campanha eleitoral para as eleições de 5 de novembro, o republicano aparece nas sessões cada vez mais irritado por ter sido obrigado a comparecer diariamente à antiga sala do tribunal e ouvir tanto a acusação como o depoimento da primeira testemunha.

Paralelamente, nesta quinta-feira, a Suprema Corte dos Estados Unidos começou a examinar se Trump dispõe de imunidade penal como ex-presidente por suas ações enquanto ocupava o cargo.

A decisão pode ter repercussões de grande alcance para o Poder Executivo, mas também para os numerosos processos judiciais abertos contra Trump, em especial pela tentativa de reverter o resultado das eleições de 2020 e pela gestão de documentos secretos quando ele deixou a Casa Branca.

Tribuna Livre, com informações da Agence France Presse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
CUBAEstado Maior Central: a ameaça da dissidência das Farc que levou Colômbia a lançar 'ofensiva total'
Estado Maior Central: a ameaça da dissidência das Farc que levou Colômbia a lançar 'ofensiva total'
MUNDO 2Nove morrem após estrutura de palco desabar em comício no México; vídeo
Nove morrem após estrutura de palco desabar em comício no México; vídeo
ELVISPor que leilão da mansão de Elvis Presley foi barrado pela Justiça
Por que leilão da mansão de Elvis Presley foi barrado pela Justiça
MUNDO 2Crise entre Argentina e Espanha se agrava após saída de embaixadora
Crise entre Argentina e Espanha se agrava após saída de embaixadora
MUNDO 1Conheça a vespa asiática que colocou o Reino Unido em alerta
Conheça a vespa asiática que colocou o Reino Unido em alerta
Irã acelera sucessão e convoca eleições após morte do presidente
Irã acelera sucessão e convoca eleições após morte do presidente
O que ocorre após emissão de pedido de prisão contra Netanyahu?
O que ocorre após emissão de pedido de prisão contra Netanyahu?
Helicóptero com presidente do Irã, Ebrahim Raisi, sofre acidente
Helicóptero com presidente do Irã, Ebrahim Raisi, sofre acidente
Israel diz que acusação de 'genocídio' em Gaza está desconectada dos fatos
Israel diz que acusação de 'genocídio' em Gaza está desconectada dos fatos
Israel: disparo das forças do próprio país mata 5 de seus soldados em Gaza
Israel: disparo das forças do próprio país mata 5 de seus soldados em Gaza
O homem que lança garrafas com arroz no mar para salvar vidas na Coreia do Norte
O homem que lança garrafas com arroz no mar para salvar vidas na Coreia do Norte
X tem decisão favorável na Austrália em batalha por publicação de conteúdo violento
X tem decisão favorável na Austrália em batalha por publicação de conteúdo violento

DF amplia malha cicloviária e chega a 687 quilômetros de pistas

‌Desde 2019, foram construídos 220,52 km; capital tem a segundo maior conjunto de vias para ciclistas no país. GDF trabalha para interligar trechos e aumentar a mobilidade da população A malha cicloviária do Distrito Federal tem aumentado nos últimos anos. Atualmente, ela tem uma extensão de 687,12 km, distribuída em

Leia mais...

Marinhas do Brasil e dos EUA realizam operação em apoio ao RS

Operação tem como objetivo transferir doações para as vítimas das enchentes no estado de maneira mais ágil A Marinha do Brasil (MB) conduz, na próxima segunda-feira (27/5), uma operação de apoio à população do Rio Grande do Sul em meio à situação de calamidade pública causada pelas enchentes. A ação

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.