28/02/2024

Donald Trump presta depoimento em processo por difamação após conquistar vitórias nas primárias.

Ex-presidente dos EUA, Donald Trump - (crédito: Charly Triballeau/AFP)

Depois de intensas e tensas negociações entre o juiz de instrução Lewis Kaplan e a advogada de Trump, Alina Habba, o ex-presidente, visivelmente frustrado, restringiu-se a responder a três perguntas.

Donald Trump subiu ao estrado nesta quinta-feira (25/1) para prestar depoimento no julgamento do processo por difamação movido contra ele pela escritora E. Jean Carroll, após suas vitórias nas primeiras votações das primárias para definir o candidato presidencial republicano nas eleições de novembro. O ex-presidente, que esteve em diversas audiências desde que o julgamento começou em 16 de janeiro, retornou ao tribunal nesta quinta, após um breve recesso devido à enfermidade de um dos jurados, com a aura da vitória contundente obtida nos estados de Iowa e New Hampshire na disputa interna do Partido Republicano para indicação presidencial.

Após negociações árduas e tensas entre o juiz de instrução Lewis Kaplan e sua advogada Alina Habba, Trump, visivelmente frustrado, limitou-se a responder a três perguntas de sua defesa no início da tarde, constatou a AFP.

O juiz determinou que Trump respondesse sim ou não para evitar que ele pudesse utilizar seu depoimento no banco das testemunhas para atacar Carroll, que estava diante dele, como costuma fazer nas redes sociais e entrevistas coletivas. “Quero saber tudo o que vai dizer”, ordenou o juiz. “Ela [Carroll] diz algo que considero falso”, disse Trump ao responder a uma pergunta, antes de ser interrompido pelo juiz. ‘Abaixe o tom de voz!’

Durante a audiência, que começou pela manhã, Trump, de 77 anos, exclamou: “nunca conheci essa mulher”, dirigindo-se a Carroll. “Abaixe o tom voz!”, lhe ordenou o juiz.

O interrogatório da defesa de Carroll também foi breve, e um furioso Trump balançava a cabeça decepcionado. “Isto não é os Estados Unidos”, protestou, enquanto deixava a sala do tribunal.

A escritora e jornalista E. Jean Carroll, de 80 anos, reivindica uma indenização de 10 milhões de dólares (cerca de R$ 49 milhões, na cotação atual) do republicano por difamação, após a publicação de um livro e de um artigo, em 2019, nos quais contava que Trump a teria estuprado em um provador de uma loja de departamento em 1996.

Em maio de 2023, um júri considerou o magnata culpado de agressão sexual e difamação e o condenou a pagar à ex-colunista da revista Elle 5 milhões de dólares (cerca de R$ 24 milhões, na cotação atual), uma decisão da qual Trump recorreu.

Neste segundo julgamento, um júri anônimo, formado por sete homens e duas mulheres que respondem a um número, pois seus nomes sequer podem ser conhecidos entre eles mesmos, terá que determinar se as declarações do ex-presidente dos Estados Unidos constituem difamação.

Trump, que costuma chamar Carroll de “tarada”, garantiu no primeiro julgamento que a jornalista “não fazia seu tipo” e tinha inventado o estupro para “vender seu novo livro”, intitulado “Para que precisamos dos homens? Uma modesta proposta”.

“[Trump] destruiu minha reputação”, disse a escritora no julgamento.

Na noite de quarta-feira, em sua plataforma Truth Social, Donald Trump lançou pelo menos 37 tiradas contra sua denunciante. O magnata repete que “jamais tinha visto ela em sua vida”, apesar de, no primeiro julgamento, a defesa de Carroll ter apresentado uma foto em que os dois aparecem sorridentes, com seus respectivos companheiros da época.

Esta é uma das muitas frentes judiciais que o ex-presidente deve enfrentar em plena corrida eleitoral. Trump considera que esses processos são parte de uma “caça às bruxas” para evitar seu retorno à Casa Branca.

Sobre o ex-presidente pesam 91 acusações penais em diversos tribunais, a maioria relacionada com suas tentativas de permanecer no poder após as eleições de 2020, vencidas pelo democrata Joe Biden, um triunfo que ele insiste em não reconhecer.

Tribuna Livre, com informações da Agence France-Presse

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Controvérsia de Lula com Israel ameaça ofuscar plano do Brasil para o G20?
Controvérsia de Lula com Israel ameaça ofuscar plano do Brasil para o G20?
Após comentários de Lula sobre o Holocausto, a oposição pede impeachment e o governo se declara 'indignado' com Israel
Após comentários de Lula sobre o Holocausto, a oposição pede impeachment e o governo se declara 'indignado' com Israel.
Fala de Lula sobre Israel e o Holocausto é 'ignorante' e 'deve ser condenada': as reações na imprensa israelense
Fala de Lula sobre Israel e o Holocausto é 'ignorante' e 'deve ser condenada': as reações na imprensa israelense
'Putin matou meu marido', diz viúva do opositor russo Navalny
'Putin matou meu marido', diz viúva do opositor russo Navalny
Russos seguem fazendo manifestações em memória do opositor Navalny
Russos seguem fazendo manifestações em memória do opositor Navalny
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel.
Netanyahu diz que terá "dura conversa de repreensão" com embaixador do Brasil
Netanyahu diz que terá "dura conversa de repreensão" com embaixador do Brasil
Alexei Navalny, um dos principais opositores de Putin, falece na prisão
Alexei Navalny, um dos principais opositores de Putin, falece na prisão.
Rússia emite mandados de busca e prisão contra líderes europeus; veja quem
Rússia emite mandados de busca e prisão contra líderes europeus; veja quem
Condenado à prisão perpétua homem envolvido na morte do presidente do Haiti
Condenado à prisão perpétua homem envolvido na morte do presidente do Haiti.
Na Venezuela, uma comitiva liderada por María Corina foi alvo de um ataque com paus e pedras
Na Venezuela, uma comitiva liderada por María Corina foi alvo de um ataque com paus e pedras.
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre o ressurgimento global da dengue
O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta sobre o ressurgimento global da dengue.

Nomeados mais 83 agentes de Vigilância Ambiental

Convocação dos novos servidores aprovados foi publicada no DODF desta terça-feira (27) Na edição desta terça (27) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), o GDF publicou 83 novas nomeações para o cargo de agente de Vigilância Ambiental em Saúde. A convocação é destinada a preencher os 150 cargos previstos

Leia mais...

Portaria reforça regras para uso correto do Cartão Mobilidade no DF

Orientações da Secretaria de Transportes e Mobilidade estão publicadas na edição desta terça-feira (27) do DODF O uso do Cartão Mobilidade pelos passageiros do Sistema de Transporte Público Coletivo está regulamentado pela Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) em portaria publicada na edição desta terça-feira (27) do Diário Oficial do

Leia mais...

Faço da prioridade da população a minha prioridade.

Bem articulado com todos os Poderes de Novo Gama, dentre eles o Executivo,  com DF e demais município do Entorno, Renato Caldas mostra a que veio. Renato Caldas é reconhecido como um dos vereadores mais atuantes de Novo Gama. Sua dedicação e comprometimento com a comunidade são admiráveis, sempre buscando

Leia mais...

Combate à dengue é tema de quatro cursos online para servidores

Formações são indicadas para profissionais da educação e da saúde. As aulas são gratuitas e online, podendo ser assistidas a qualquer momento pelos participantes A Escola Superior de Ciências da Saúde (Escs) oferece quatro cursos relacionados ao combate à dengue para servidores da saúde e da educação. As capacitações são

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.