16/06/2024

Expectativa de que Dino seja aprovado pelo Senado para a vaga no STF com uma margem significativa.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino - (crédito: Jamile Ferraris / MJSP)

O Ministro da Justiça inicia o trabalho de aproximação no Parlamento para assegurar sua nomeação ao Supremo, e o relator afirma que ele conquistará mais de 50 votos.

O ministro da Justiça, Flávio Dino, iniciou a tradicional peregrinação no Senado em busca de votos para apoiar sua nomeação para o Supremo Tribunal Federal (STF). A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) avaliará sua indicação no próximo dia 13 e, se aprovado, o nome será submetido ao plenário. O relator da indicação, senador Weverton Rocha (PDT-MA), prevê que o ministro receberá pelo menos 50 votos, uma folga confortável em relação aos 41 necessários.

Dino teve um almoço com Weverton nesta terça-feira para discutir sua indicação. O senador afirmou que o ministro começou a fazer os primeiros contatos com os parlamentares da base na tarde de segunda-feira, quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou a indicação. Weverton não escondeu que seu parecer será pela aprovação e que está auxiliando na articulação.

O otimismo de Weverton contrasta com a opinião da oposição. O líder do PL na Casa, Carlos Portinho (RJ), acredita que o governo terá dificuldade em emplacar o ministro no STF. O subprocurador Paulo Gonet, indicado para a Procuradoria-Geral da República (PGR), não deve enfrentar obstáculos.

Na campanha contra Dino, aliados de Bolsonaro divulgaram um levantamento com as supostas posições dos 81 senadores que participarão da sabatina. Ao longo da tarde desta terça-feira, eram contabilizados 18 votos contrários ao ministro, 15 a favor e 48 indefinidos. Weverton descarta qualquer impedimento para a aprovação de Dino e destaca a importância do diálogo com os colegas senadores.

Tribuna Livre, com informações da Agência Senado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos
Câmara aprova projeto que pode suspender mandato de deputado brigão
Câmara aprova projeto que pode suspender mandato de deputado brigão
Nome de Eurípedes é incluído na lista vermelha da Interpol
Nome de Eurípedes é incluído na lista vermelha da Interpol
Câmara pode votar projeto que equipara aborto ao crime de homicídio
Câmara pode votar projeto que equipara aborto ao crime de homicídio
Confirmado por Haddad: Novo decreto do Banco Central atinge em cheio as poupanças e abala Caixa, Itaú e +
Confirmado por Haddad: Novo decreto do Banco Central atinge em cheio as poupanças e abala Caixa, Itaú e +
Barroso defende gastos do STF com segurança após ida de Toffoli à final da Champions
Barroso defende gastos do STF com segurança após ida de Toffoli à final da Champions
Parlamentares batizam MP de compensação como “do fim do mundo”
Parlamentares batizam MP de compensação como “do fim do mundo”
'Ficamos surpresos', diz advogado de família indiciada por ofender Moraes em Roma
'Ficamos surpresos', diz advogado de família indiciada por ofender Moraes em Roma
Câmara pautará urgência de projeto que equipara aborto a homicídio
Câmara pautará urgência de projeto que equipara aborto a homicídio
Após virar ré no STF, Zambelli compartilha post que chama apoiadores para ato contra Moraes
Após virar ré no STF, Zambelli compartilha post que chama apoiadores para ato contra Moraes
Processo contra Janones por suposta ‘rachadinha’ volta à pauta da Câmara
Processo contra Janones por suposta ‘rachadinha’ volta à pauta da Câmara
Deputada aliada de Bolsonaro promete "acabar" com a esquerda na ALMG
Deputada aliada de Bolsonaro promete "acabar" com a esquerda na ALMG

Justiça expede mandado de prisão contra Maurício Sampaio

Defesa prepara um novo habeas corpus O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) expediu na tarde desta sexta-feira (14), os mandados de prisão de Maurício Sampaio e policial militar reformado Ademá Figueiredo, condenados pelo assassinato do radialista Valério Luiz de Oliveira em 2012. O despacho foi assinado pelo juiz Lourival

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.