23/06/2024

O líder do Partido Liberal (PL) afirmou que votou a favor de Zanin, mas está empenhado em trabalhar contra Dino.

Em discurso, à tribuna, senador Carlos Portinho (PL-RJ). - (crédito: Roque de Sá/Agência Senado)

O Senador Carlos Portinho (PL-RJ) declarou que não identifica os requisitos necessários no atual ministro da Justiça, considera que Gonet “passa fácil” e ameaça o governo, mencionando que “a gente derrubou o DPU”.

A oposição no Senado já está atuando contra a indicação do ministro Flávio Dino (Justiça) para o Supremo Tribunal Federal (STF). Líder do PL, de Jair Bolsonaro, no Senado, Carlos Portinho (RJ) afirmou que o governo terá dificuldade em aprovar seu nome na casa.

Portinho afirmou não haver problemas com o nome do indicado para Procuradoria-Geral da República (PGR), Paulo Gonet, que será aprovado tanto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), como no plenário. No caso de Dino, ele lista dificuldades para a aceitação de seu nome.

“Tem uma série de fatores, a maneira e o deboche como ele trata seus colegas parlamentares, ele próprio é um senador. Aquela história das imagens apagadas, a recusa de comparecer em comissões da Câmara. E para ocupar uma cadeira do Supremo requer equilíbrio. A indicação de Flávio Dino foi estritamente política.

Não se trata de alguém com notório saber. Ele não foi um notável advogado, nem um notável juiz e muito menos um notável ministro da Justiça. Nem é um notável político”, disse Portinho, que elogiou o primeiro indicado por Lula, o advogado Cristiano Zanin, que hoje compõe a Corte.

“Votei a favor do Zanin, que é um perfil completamente diferente do Dino. Posso discordar de suas teses, mas saiu vitorioso das ideias e teses. Defendeu seu cliente (Lula) com unhas e dentes de fora. Foi notável. Não poderia votar contra sua indicação porque usei os mesmos critérios com o André Mendonça (ex-ministro de Bolsonaro e hoje no STF)”, disse o senador bolsonarista.

Tribuna Livre, com informações da Agência Senado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
Congressista americano aliado de bolsonaristas questiona Moraes sobre supostos abusos
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Efraim se licencia, e Professora Dorinha vira líder do União no Senado
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
Barroso recebe ligação da CNBB e diz: “Não estamos legalizando droga”
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
CFM defende no STF proibição da assistolia fetal em casos de estupro
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Petista mostra a língua durante discurso de bolsonarista na Câmara
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Congresso prepara pacote contra a impunidade; conheça as propostas
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
Ciro diz a Nunes que PP aceita vice indicado por Bolsonaro e Tarcísio
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
OAB envia a Lira parecer contra PL do Aborto: “Cruel e grosseiro”
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Com 88% contra, enquete oficial sobre PL Antiaborto alcança 1 milhão de votos
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Presidente do partido Solidariedade se entrega à Polícia Federal
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos
Autor de "PL antiaborto" vai propor aumento da pena de estupro para 30 anos

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.