23/06/2024

Lula tenta ganhar tempo para decidir que ministérios entregar ao Centrão

Aliados do presidente da Câmara, Arthur Lira, já decidiram até os nomes de futuros ministros, mas Lula quer negociar melhor as saídas

Apesar de nomes de futuros ministros já serem públicos, falta decidir quem vai perder o emprego na Esplanada. E o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta ganhar tempo para não se indispor com aliados e garantir que as trocas vão mesmo se traduzir em votos no Congresso.

Uma conversa entre Lula e o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sobre uma sociedade cada vez mais firme entre os dois, está por acontecer desde o fim da semana. Na sexta (21/7) havia a expectativa no Palácio do Planalto de que a reunião pudesse acontecer, mas o presidente da República voou para São Paulo no meio da tarde sem cruzar com Lira. Lula quer negociar mais antes de ceder espaços.

O presidente da Câmara já emplacou a primeira troca ministerial em favor de seu grupo com a confirmação de Celso Sabino, deputado do União Brasil (PA), no Lugar de Daniela Carneiro no Turismo. E os nomes dos futuros ministros apadrinhados pelo Centrão já foram costurados entre os líderes partidários e a articulação do governo.

O líder de Lula na Câmara, José Guimarães (PT-CE), afirmou, ainda na terça (18/7), que os deputados André Fufuca (PP-MA) e Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) eram bem vistos pelo presidente.

Desde então, porções dos dois partidos mais ligadas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) protestaram, como aconteceu com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos). Ainda assim, membros do governo acreditam que podem conquistar ao menos 60 votos dos 87 que os dois partidos têm somados na Câmara.

Quem sai

Nos planos do Centrão, Fufuca poderia ficar com o Ministério do Desenvolvimento Social. Como Lula resiste em demitir o aliado Wellington Dias e entregar a área social como moeda de troca política, caciques do partido já indicaram que aceitariam abrir mão do Bolsa Família, principal vitrine da pasta.

Já Silvio Costa Filho visa o Ministério do Esporte, mas Lula também não gostaria de demitir Ana Moser.

Lula, afirmam aliados, gostaria de decidir quem cai sem tanta exposição pública, para não perder o apoio dos demissionários. Por isso, o presidente quer ganhar ao menos mais uma semana para negociar.

Na fritura inevitável que resulta dessa negociação, além de Moser e Dias, estão ministros como Luciana Santos, da Ciência e Tecnologia, que é da cota do PCdoB; Márcio França (PSB), dos Portos e Aeroportos; Silvio Almeida, dos Direitos Humanos, e até o vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), da Indústria e Comércio.

Não fica só na Esplanada

A negociação pela ampliação da base parlamentar do governo passa por mais cargos, além de comando de ministérios. O PP de Lira também está de olho no comando da Caixa, hoje ocupado por Rita Serrano. O governo até topa, mas gostaria de manter uma mulher como presidente do banco público, de preferência uma funcionária de carreira.

Uma indicação mais política pode vir para a presidência da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), dando ao Centrão ao menos um pouco do gordo orçamento do Ministério da Saúde, que foi o grande sonho do grupo de Arthur Lira, mas ao qual Lula nunca quis ceder.

A reforma ministerial que vai colocar o Centrão de vez dentro do governo Lula está no forno, mas em fogo baixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
INTERNAC
Chanceler da Ucrânia comete gafe após reunião entre Zelensky e Lula
OITO DE JAN
8 de janeiro: veja quem são os próximos seis réus do julgamento no STF
FUTEBOL
Goleiro que marcou gol na Champions tem mística com número 94; entenda
Sete trabalhadores são intoxicados por gás em galpão de logística em Goiânia
Sete trabalhadores são intoxicados por gás em galpão de logística em Goiânia
Janja apaga post com dança após críticas por ausência de Lula no RS
Janja apaga post com dança após críticas por ausência de Lula no RS
Mourão conversa com Novo após Republicanos entrar no governo Lula
Mourão conversa com Novo após Republicanos entrar no governo Lula
Polícia Federal aceita acordo de delação premiada de Mauro Cid
Polícia Federal aceita acordo de delação premiada de Mauro Cid
Rio Grande do Sul deve ser atingido novamente por temporais, com o avanço de nova frente fria
RS deve ser atingido novamente por temporais, com o avanço de nova frente fria
Decisão do STF não autoriza guardas municipais a abordar e revistar pessoas
Decisão do STF não autoriza guardas municipais a abordar e revistar pessoas
Com apoio da deputada distrital Jaqueline Silva: Mais de 700 luminárias de LED são instaladas em Santa Maria
Mais de 700 luminárias de LED são instaladas em Santa Maria
GDF vai ampliar mandato da Junta Comercial para quatro anos
GDF vai ampliar mandato da Junta Comercial para quatro anos 
Casa da Mulher Brasileira tem três unidades em construção no DF
Casa da Mulher Brasileira tem três unidades em construção no DF

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.