22/02/2024

Nísia Trindade, Ministra da Saúde, rejeita a existência de uma epidemia nacional de dengue no Brasil.

Ministra disse que há previsão para ampliação da vacinação da dengue, mas não deu data para a imunização começar no país - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Apesar da situação de emergência em quatro unidades da Federação, a ministra afirma que se trata de uma propagação em nível local.

A ministra da Saúde, Nísia Trindade, rejeitou ontem a existência de uma epidemia nacional de dengue no país. A declaração ocorreu após o Distrito Federal e os estados do Rio de Janeiro, Acre e Minas Gerais declararem situação de emergência. Somente na última semana, os casos prováveis da doença subiram 80%, ultrapassando 217 mil notificações.

A declaração foi feita durante a cerimônia de abertura do Centro de Operações de Emergência (COE) contra a dengue, em Brasília. Trindade previu a expansão da vacina, mas ainda sem data definida. A chefe da pasta também informou sobre uma reunião com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan para discutir a medida.

“Temos situações epidêmicas, como é o caso do Rio de Janeiro, do Distrito Federal, Acre, Minas Gerais. Mas a dengue tem uma característica socioambiental, ou seja, que depende do fator mosquito e de condições de proliferação”, afirmou. “E, agora, temos concentração nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, mas isso não caracteriza um quadro de emergência nacional, quadro de epidemia nacional, mas de epidemia a nível local”, completou a ministra.

Nísia Trindade afirmou ter se reunido com o Butantan e a Fiocruz para discutir a possível ampliação da vacinação contra a dengue. No entanto, ela ressaltou que a imunização não é suficiente para locais com altos índices da doença. “O mais importante em uma situação de emergência é uma resposta rápida. Mas as vacinas são muito importantes, pois significam o início de uma imunização”.

Segundo estimativas do Ministério da Saúde, 2024 deve registrar 1.960.460 casos de dengue no Brasil. Essa previsão, entretanto, pode variar de 1.462.310 até 4.225.885 de notificações. Por isso, a via mais correta para evitar a epidemia é a vacina.

A ministra anunciou uma iniciativa conjunta com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para intensificar a oferta de vacinas contra a dengue. O objetivo da ação é agilizar a análise de novos imunizantes em produção. Atualmente, a vacina disponível no país é a QDenga, desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda.

Nísia Trindade ressaltou a importância da parceria com a Anvisa para acelerar o processo de aprovação. “Estamos unindo esforços para ampliar a oferta de vacinação contra a dengue. Trabalharemos em conjunto não apenas com a Fiocruz, que apresentou bons resultados na vacina, mas também com o Butantan, que também estará nesse esforço”, afirmou.

A Saúde reforçou que a primeira remessa com cerca de 757 mil doses chegou ao Brasil em 20 de janeiro. O lote faz parte de um total de 1,32 milhão fornecidos pela farmacêutica. Outra parte, com mais de 568 mil unidades, está com entrega prevista para este mês.

A vacina será aplicada na população de regiões endêmicas, em 521 municípios, a partir de fevereiro. O processo foi organizado com Conass e Conasems, seguindo as recomendações da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunizações (CTAI) e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A estrutura para os trabalhos de combate à dengue, segundo o Ministério da Saúde, vai funcionar como um ponto focal nacional para coleta e análise de dados, produção de relatórios e divulgação de informações por meio de boletins e informes epidemiológicos. O objetivo é permitir uma maior agilidade no monitoramento e análise do cenário da dengue para enfrentar o avanço da doença no país. Informes diários, semanais e mensais serão divulgados para manter a população, profissionais de saúde e gestores informados. As ações de enfrentamento serão coordenadas pelo Ministério da Saúde, em conjunto com estados e municípios, com a participação de diversos órgãos, como a Anvisa, a Fiocruz, o Conass e o Conasems.

Tribuna Livre, com informações do Ministério da Saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome
No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome
Senado aprova fim da “saidinha” de presos
Senado aprova fim da “saidinha” de presos
Dezessete presos fogem de penitenciária no Piauí
Dezessete presos fogem de penitenciária no Piauí
Caçada aos fugitivos em "terreno complexo"
Caçada aos fugitivos em "terreno complexo"
Fugitivo de Mossoró já havia escapado e justificado fuga em carta; confira
Fugitivo de Mossoró já havia escapado e justificado fuga em carta; confira
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel
Ministro israelense declara que Lula é persona non grata em Israel.
"Oportunidade aproveitada": agentes rechaçam corrupção em fuga de Mossoró
"Oportunidade aproveitada": agentes rechaçam corrupção em fuga de Mossoró
Novas informações sobre a fuga no Rio Grande do Norte são descobertas; confira
Novas informações sobre a fuga no Rio Grande do Norte são descobertas; confira.
Porto da Pedra é rebaixada do Grupo Especial no carnaval do Rio
Porto da Pedra é rebaixada do Grupo Especial no carnaval do Rio
Valdemar Costa Neto sai da sede da Polícia Federal após ser detido
Valdemar Costa Neto sai da sede da Polícia Federal após ser detido.
O Brasil está caminhando para possivelmente alcançar um recorde alarmante, com a previsão de registrar até 4,2 milhões de casos de dengue ao longo de 2024
O Brasil está caminhando para possivelmente alcançar um recorde alarmante, com a previsão de registrar até 4,2 milhões de casos de dengue ao longo de 2024.
Mourão convoca as Forças Armadas a responderem aos 'abusos' do STF
Mourão convoca as Forças Armadas a responderem aos 'abusos' do STF.

No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome

O ministro do Desenvolvimento Social participou da abertura dos três dias de reuniões que discutirão o termo de adesão dos países ao projeto internacional O ministro Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, participou nesta quarta-feira (21/2) da primeira reunião da Força Tarefa do G20

Leia mais...

Saúde pública do DF terá o reforço de mais 741 profissionais

Contratação de 200 médicos temporários, 156 enfermeiros e demais profissionais foi anunciada pelo governador Ibaneis Rocha durante evento de combate à dengue no Sol Nascente/Pôr do Sol O Distrito Federal vai ganhar 741 profissionais da saúde para reforçar o quadro de atendimento à população. O anúncio foi feito pelo governador

Leia mais...

Volta às aulas conturbada no CEM 404 Santa Maria

Aluno armado com faca fere o sargento Daniel Matos Na manhã da terça-feira (20), por volta das 11 horas, os policiais do Batalhão Escolar, 1º Sgt Daniel Matos e o 2º Sgt Euzimar, foram solicitados pela diretora do CEM 404 Santa Maria para prestarem apoio, pois havia um aluno na

Leia mais...

Inscritos no programa de voluntariado da Codhab são convocados

Duzentas pessoas passarão por entrevista e análise curricular nos dias 28 e 29 de fevereiro A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convocou, nesta quarta-feira (20), os inscritos no programa de voluntariado. Ao todo, 200 pessoas foram alistadas no processo seletivo. O Edital nº 77/2024 foi publicado no

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.