19/05/2024

ONG resgata cavalos no Uruguai, onde abates aumentam rapidamente

 Abates aumentaram mais de 60% em 2021, para exportar para
países que consomem carne de cavalo. Bélgica, França e o Japão estão entre os
principais destinos


Agence France-Presse

(crédito: PABLO PORCIUNCULA / AFP)

“Acho que não mudaremos o planeta com isso, mas é nossa
parte”, disse Juan Pablo Pío à AFP em sua casa de campo em Pan de Azúcar, 115
km a leste de Montevidéu, onde, entre outros animais, quatro cavalos pastam
tranquilamente, sem saber que sua sorte mudou.

A ONG Santuarios Primitivo comprou e retirou os animais
de um caminhão que seguia para um dos três frigoríficos autorizados no Uruguai
para abate de equinos. Essa atividade aumentou mais de 60% em 2021, para
exportar para países que consomem carne de cavalo. Bélgica, França e o Japão
estão entre os principais destinos.

 “Mudamos a vida do
animal, mas o animal também muda a nossa vida”, acrescenta Pío, um dos
primeiros a adotar os cavalos resgatados pela organização fundada por Pablo
Amorín e Martín Erro.

Os amigos têm vários laços com o mundo equestre. Em 2019,
criaram essa ONG, com a qual salvaram a vida de 250 cavalos, realocando-os em
cerca de 70 fazendas e ranchos privados em todo país.

Salvar vidas

A primeira intenção da Primitivo era comprar os cavalos
diretamente dos frigoríficos.

“Mas eles não abriram as portas para nós, então
fomos para a etapa anterior”, diz Amorín, em referência aos intermediários
que percorrem o país recolhendo animais descartados para engordá-los e
vendê-los para os matadouros, que pagam por quilo.

A ONG consegue cobrir o preço pago pelos frigoríficos
para “tirar os animais do caminhão”, graças a recursos doados por organizações
budistas que defendem a prática de “salvar vidas”.

Com os cavalos a salvo, o segundo passo é transferi-los
para “santuários”, onde são adotados por pessoas dispostas a cuidar destes
animais.

O perfil dos voluntários é variado, mas Erro afirma que
há muita gente “da cidade”, donos de pequenas terras improdutivas,
que buscam “conexão com a natureza”.

A manutenção dos equinos é de responsabilidade do
adotante, mas a Primitivo exige que eles não os comercializem, nem obtenham
renda com base em sua exploração.

Indústria em expansão

Em um país onde comer cavalos pode ser considerado um
sacrilégio, o fato de o destino final da maioria dos equinos ser o matadouro
não é um segredo absoluto.

Sem criação comercial para esse fim, a produção de carne
de cavalo no Uruguai é uma atividade residual dos diferentes usos dos animais,
como trabalho no campo, ou competições esportivas. Quando, por motivos
diversos, deixam de ser úteis para estas atividades, proprietários costumam
vendê-los para frigoríficos, ou intermediários, que os levam para matadouros.

O abate de cavalos no Uruguai, que de 2012 a 2020 ficou
em sua maioria abaixo de 40.000 cabeças por ano, saltou em 2021 para 58.152
animais abatidos, um aumento de 61%, segundo dados do Instituto Nacional de
Carnes (INAC).

Da mesma forma, as vendas de carne de cavalo no exterior
saltaram de US$ 18,35 milhões em 2020 (queda de -19,3% em relação ao ano
anterior), para US$ 28,85 milhões em 2021 (+57%), e US$ 30,56 milhões (+5,9%),
em 3 de dezembro, 2022.

De acordo com o instituto público-privado Uruguai XXI, o
principal destino das exportações em 2022 foi a Bélgica, seguida de França,
Japão, Rússia e Alemanha, conforme dados registrados até novembro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Joe Biden;  Estados Unidos
Os Estados Unidos reconhecem as Ilhas Cook e Niue como nações independentes
ESP
As imagens falsas de crianças nuas geradas por Inteligência Artificial que chocaram cidade da Espanha
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Greve dos roteiristas
Sindicato negocia ‘acordo final’ pelo fim da greve dos roteiristas em Hollywood
M1
Homem com doença terminal cardíaca recebe transplante de coração de porco
Agentes armados em região separatista
Separatistas de Nagorno-Karabakh entregam armas ao Azerbaijão e negociam retirada de tropas
CHILE
Golpe no Chile: Resolução de congressistas dos EUA pede desculpas
CAÇA
Militares dos EUA localizam caça que 'se camuflou' após piloto ejetar
EXTERIOR
Irã e EUA trocam prisioneiros após liberação de fundos iranianos
NO FUNDO DO MAR
O homem que sobreviveu por 60 horas em um barco afundado no fundo do mar

Milhares de fieis prestigiam Festa do Divino, em Planaltina

Segunda maior celebração religiosa da região recebeu mais de R$ 1,2 milhão de investimento do GDF; festejos continuam neste domingo (19) Símbolo da fé brasiliense, a Festa do Divino Espírito Santo, em Planaltina, reuniu milhares de devotos neste sábado (18). O festejo começou logo cedo com a tradicional cavalgada –

Leia mais...

Escola Técnica de Santa Maria forma 169 alunos da primeira turma.

A deputada distrital Jaqueline Silva, emocionada, manifestou grande satisfação por mais essa conquista para a cidade. A deputada Jaqueline Silva declarou com emoção: “Não há palavras para expressar a minha satisfação em ver essa grande conquista beneficiando tantas pessoas.” Ela se referia à formatura de 169 alunos das primeiras turmas

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.