22/02/2024

Por que uma jaca chega a custar mais de mil reais na Inglaterra?

 Em primeiro lugar, é preciso lembrar uma regra básica: o ponto
de venda influencia na composição do preço — e isso vale para qualquer produto


 

Da BBC News Brasil em Londres

O registro foi feito pelo repórter da BBC Ricardo Senra no último domingo (13/2) e viralizou no Twitter, com cerca de 100 mil compartilhamentos: uma jaca à venda por 160 libras ou R$ 1.120, segundo a cotação atual, em uma barraca do Borough Market, o mercado mais famoso de Londres, a capital do Reino Unido.

O valor astronômico chocou muitos usuários — afinal, a jaca pode ser encontrada em grandes quantidades em muitas partes do Brasil e vendida a menos de R$ 5, isso quando não é vista apodrecendo pelas ruas do país.

Portanto, o que explica cobrar um preço tão alto por essa fruta, considerada “exótica” pelos estrangeiros? E por que a demanda por ela cresceu recentemente no exterior?

Resposta rápida: uma combinação de fatores que inclui a própria natureza do produto (a jaca é altamente perecível), o consumo de nicho (ela é utilizada como substituto da carne por veganos) e problemas na cadeia de produção da fruta nos países que a cultivam. Parte da culpa até recai sobre a pandemia de covid-19.

Em primeiro lugar, é preciso lembrar uma regra básica: o ponto de venda influencia na composição do preço — e isso vale para qualquer produto.

“Até mesmo no Brasil, o preço da jaca varia. Há locais em que é possível colhê-la do pé e de graça. Em outros, ela é extremamente cara”, ressalva Sabrina Sartori, CEO da Estância das Frutas, um pomar que abriga 3 mil espécies frutíferas no interior de São Paulo.

Mas, de fato, o comércio internacional da jaca, em particular, é bastante complexo e arriscado. E há várias razões para isso, entre os quais sua natureza perecível, a sua sazonalidade e o seu volume.

“A jaca é muito pesada, amadurece muito rápido e tem um aroma bastante peculiar que não agrada a todos”, enumera Sartori.

Pesando até 40 quilos, a fruta, que não é nativa do Brasil — na verdade, se trata de uma espécie invasora da Mata Atlântica, é extremamente perecível e tem baixa vida útil nas prateleiras do supermercado.

Nesse sentido, vale destacar que a jaca se popularizou entre os vegetarianos e veganos, este último um grupo que não para de crescer, como um substituto para a carne — quando cozida, sua textura se assemelha à da carne de vaca e porco, passando a rivalizar com outros substitutos como tofu, quorn e seitan.

No Reino Unido, estima-se que 3,5 milhões de pessoas sejam veganas (quem se abstém do uso de produtos de origem animal, tanto na alimentação quanto outros aspectos, como vestuário e produtos de beleza).

Porém, quando amadurece — e esse processo é muito rápido, a fruta já não serve mais a esse propósito, pois ganha sabor adocicado e acaba só servindo para sobremesas.

Uma alternativa mais acessível para os consumidores, portanto, é comprá-la enlatada.

Uma jaca de lata é conserva pode ser encontrada em supermercados britânicos por três libras (R$ 21), mas o sabor não é o mesmo.

A jaca também é muito grande, dificultando seu transporte, e seu cultivo é sazonal. Embalá-la é difícil devido à forma, tamanho e peso não uniforme. Ela não pode ser colocada em caixas de tamanho padrão como outras frutas. Também não há maneira científica de reconhecer se a fruta está em boas condições ou podre apenas observando seu exterior.

Além disso, nos principais países que a cultivam e a exportam, no Sul e Sudeste da Ásia (ela é a fruta nacional de Bangladesh), faltam cadeia de comercialização e práticas pós-colheita, prejudicando sua distribuição e seu envio ao exterior. Estima-se, por exemplo, que 70% de toda a produção seja perdida por causa disso.

Na Índia, por exemplo, a jaca é vista como indesejável e estigmatizada como uma fruta para pessoas de baixa renda.

Por fim, outro fator a ser considerado é a falta de conscientização do consumidor — ainda que venha se tornando cada vez mais popular, muitos estrangeiros desconhecem a jaca e as receitas que podem fazer com a fruta.

Fabricio Torres, dono da Torres Tropical BV, importadora de frutas exóticas sediada na Holanda, acrescenta ainda que o frete aéreo subiu consideravelmente com a pandemia de covid-19.

“Muitas das frutas que são importadas de regiões como Ásia e América do Sul vêm para a Europa em aviões de passageiros. As companhias aéreas buscam produtos de maior valor agregado para o espaço de cargas. No caso da jaca, trata-se de um produto altamente perecível e de nicho, ou seja, o importador não compra em grandes volumes. Tudo isso afeta o preço final”, explica.

Mercado

Apesar de todos os entraves, estudos recentes estimam uma expansão do mercado internacional para a jaca.

Segundo estimativa da consultoria IndustryARC, ele deve atingir US$ 359,1 milhões (cerca de R$ 1,9 bilhão) até 2026, crescendo a uma taxa anual de 3,3% durante o período de 2021-2026.

Em 2020, a região da Ásia-Pacífico foi responsável pela maior fatia desse mercado, com 37%, seguida pela Europa (23%), América do Norte (20%), restante do mundo (12%) e América do Sul (8%).

Uma prova de que os sul-americanos, principalmente brasileiros, dão pouco valor à jaca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Joe Biden;  Estados Unidos
Os Estados Unidos reconhecem as Ilhas Cook e Niue como nações independentes
ESP
As imagens falsas de crianças nuas geradas por Inteligência Artificial que chocaram cidade da Espanha
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Greve dos roteiristas
Sindicato negocia ‘acordo final’ pelo fim da greve dos roteiristas em Hollywood
M1
Homem com doença terminal cardíaca recebe transplante de coração de porco
Agentes armados em região separatista
Separatistas de Nagorno-Karabakh entregam armas ao Azerbaijão e negociam retirada de tropas
CHILE
Golpe no Chile: Resolução de congressistas dos EUA pede desculpas
CAÇA
Militares dos EUA localizam caça que 'se camuflou' após piloto ejetar
EXTERIOR
Irã e EUA trocam prisioneiros após liberação de fundos iranianos
NO FUNDO DO MAR
O homem que sobreviveu por 60 horas em um barco afundado no fundo do mar

No Brasil, G20 inicia debates sobre aliança global contra a fome

O ministro do Desenvolvimento Social participou da abertura dos três dias de reuniões que discutirão o termo de adesão dos países ao projeto internacional O ministro Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, participou nesta quarta-feira (21/2) da primeira reunião da Força Tarefa do G20

Leia mais...

Saúde pública do DF terá o reforço de mais 741 profissionais

Contratação de 200 médicos temporários, 156 enfermeiros e demais profissionais foi anunciada pelo governador Ibaneis Rocha durante evento de combate à dengue no Sol Nascente/Pôr do Sol O Distrito Federal vai ganhar 741 profissionais da saúde para reforçar o quadro de atendimento à população. O anúncio foi feito pelo governador

Leia mais...

Volta às aulas conturbada no CEM 404 Santa Maria

Aluno armado com faca fere o sargento Daniel Matos Na manhã da terça-feira (20), por volta das 11 horas, os policiais do Batalhão Escolar, 1º Sgt Daniel Matos e o 2º Sgt Euzimar, foram solicitados pela diretora do CEM 404 Santa Maria para prestarem apoio, pois havia um aluno na

Leia mais...

Inscritos no programa de voluntariado da Codhab são convocados

Duzentas pessoas passarão por entrevista e análise curricular nos dias 28 e 29 de fevereiro A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) convocou, nesta quarta-feira (20), os inscritos no programa de voluntariado. Ao todo, 200 pessoas foram alistadas no processo seletivo. O Edital nº 77/2024 foi publicado no

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.