23/06/2024

Rede de ensino terá R$ 61,4 milhões em 2023 para reforçar merenda escolar

 DF teve
50,4% de reajuste no valor pago pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar
(Pnae), o que permitirá uma maior variedade do cardápio e enriquecimento
nutricional


A Secretaria de Educação diz que os recursos serão
importantes para garantir refeições mais balanceadas aos alunos, inclusive
aqueles que estudam em turno integral | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

Todos os dias o Governo do Distrito Federal (GDF) serve
578 mil refeições aos estudantes da rede pública de ensino. A alimentação é
considerada uma etapa importante dentro da aprendizagem e terá um incremento no
orçamento, que permitirá uma maior variedade do cardápio e enriquecimento
nutricional.

Recentemente, o DF teve 50,4% de reajuste no valor pago
pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que cuida da merenda
escolar. Com o aumento do repasse, a rede pública de ensino receberá R$ 61,4
milhões em 2023 para melhorar a oferta da merenda dos alunos.

Na prática, isso significa uma variedade maior do
cardápio e um enriquecimento em valores nutricionais. O GDF passa a receber
esse valor de imediato, o que permitirá aumentar a oferta de proteínas servidas
aos estudantes, adquirir novos insumos e até testar a aceitação de outros entre
os alunos.

 “Recebemos com
muita alegria o anúncio do aumento do repasse para a merenda escolar. Um
estudante precisa estar bem-alimentado para conseguir aprender os conteúdos,
participar das dinâmicas da escola e da socialização com os colegas. A
alimentação é sempre uma prioridade dentro da nossa pasta. Sempre buscamos
ampliar a variedade e melhorar a qualidade dos alimentos para melhor nutrir os
alunos da rede pública de ensino”, afirma a secretária de Educação, Hélvia
Paranaguá.

No Brasil, o orçamento destinado diretamente ao Pnae vai
saltar de R$ 4 bilhões para cerca de R$ 5,5 bilhões em 2023. No DF, o aumento
supera os 50%, enquanto em outras unidades da Federação ficou na ordem de 36%.

“Quando se aumenta o valor per capita para aquisição de
alimentação escolar, estamos protegendo a criança, melhorando a questão
pedagógica e combatendo a insegurança alimentar. Muitas crianças fazem cinco
refeições na escola e vão comer de novo no dia seguinte, quando chegam para a
aula. Então, nós vamos reforçar esse trabalho de ter refeições com alto teor de
proteína, de ferro e outros ingredientes”, detalha o subsecretário de Apoio às
Políticas Educacionais, Nivaldo Félix.

O Pnae é conhecido mundialmente e, no Brasil, o DF é
referência no assunto. “Criança mal alimentada e com fome não aprende, não tem
prática esportiva, não tem ânimo. Vamos introduzir ainda mais produtos ricos em
ferro, mais proteínas. Tudo isso é pensado para o estudante”, acrescenta Félix.

Segundo a Secretaria de Educação, os recursos estão
liberados e serão importantes para assegurar refeições mais balanceadas aos
alunos, inclusive aqueles que estudam em turno integral. “Esse aumento é
importante para dar uma nova dimensão da alimentação escolar. Se hoje somos
referência nacional, com esse aumento nós vamos conseguir fazer muito mais”,
avalia o gestor.

Além do reforço no orçamento, a pasta trabalha em outras
frentes para que a melhor comida possível chegue até o prato dos estudantes. As
ações vão desde a capacitação das merendeiras até a compra de alimentos
orgânicos da agricultura familiar, projeto previsto para o segundo semestre
letivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
As urnas utilizadas na eleição para o Conselho Tutelar recebem dados e informações relacionadas aos candidatos.
As urnas utilizadas na eleição para o Conselho Tutelar recebem dados e informações relacionadas aos candidatos.
A Ouvidoria-Geral já registrou mais de 234 mil atendimentos em 2023.
A Ouvidoria-Geral já registrou mais de 234 mil atendimentos em 2023.
Policial penal é o primeiro do DF a liderar curso de ação tática especial
Policial penal é o primeiro do DF a liderar curso de ação tática especial
Escolas rurais encontram no asfalto um aliado para a educação
Escolas rurais encontram no asfalto um aliado para a educação
Semana começa com 227 vagas nas agências do trabalhador
Semana começa com 227 vagas nas agências do trabalhador
Campanha no metrô alerta para a violência contra a mulher
Campanha no metrô alerta para a violência contra a mulher
Projeto do GDF é premiado em fórum de nutricionistas da assistência social
Projeto do GDF é premiado em fórum de nutricionistas da assistência social
Recuperação da Avenida Sayonara irá beneficiar 8 mil motoristas no Gama
Recuperação da Avenida Sayonara irá beneficiar 8 mil motoristas no Gama
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) anuncia um novo recorde anual de temperatura em todas as estações do Distrito Federal
O Inmet anuncia um novo recorde de temperatura em todas as estações do Distrito Federal
Vacinação para todas as idades no Parque da Cidade vai até domingo
Vacinação para todas as idades no Parque da Cidade vai até domingo
DF3
Programa de microcrédito do governo gerou quase mil empregos em 2023
Alunas do DF conquistam ouro em etapa da Olimpíada Brasileira de Geografia
Alunas do DF conquistam ouro em etapa da Olimpíada Brasileira de Geografia

Brasília sediará Congresso Internacional Cidades Lixo Zero

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) se une a especialistas globais para promover práticas sustentáveis e políticas de lixo zero Entre 25 e 27 de junho, Brasília será o palco da terceira edição do Congresso Internacional Cidades Lixo Zero. O evento, que será realizado no Museu Nacional da República, conta

Leia mais...

Mais de 1,5 milhão de pessoas atendidas pelos programas sociais do GDF

Do Cartão Prato Cheio ao Cartão Gás, passando pela Política de Assistência Estudantil, benefícios geraram, desde 2019, investimento de R$ 1,9 bilhão, beneficiando famílias em situação de vulnerabilidade social e impulsionando a economia Investir em pessoas e no desenvolvimento delas é uma ação perene do Governo do Distrito Federal (GDF).

Leia mais...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.