19/06/2024

Partido de Lira, PP tem interesse em entrar para base do governo Lula

Partido quer entrar para a composição de ministérios para passar de vez para a base governista

Sem base confiável no Congresso Nacional, sobretudo na Câmara dos Deputados, os líderes governistas buscam novas alianças com os partidos do Centrão — PP, PL e Republicanos — para obter a tão sonhada governabilidade. Do outro lado, já há um interesse do Progressistas (PP), partido do deputado Arthur Lira (AL), para compor a base do governo.

Um deputado da base do PP teria comentado sobre a possibilidade com José Guimarães (PT-CE), líder do governo na Câmara. Ao Correio, outro parlamentar do PP afirmou que o governo escolheu alianças que “não fazem a diferença” — se referindo ao União Brasil — e que é necessário um rearranjo que consistiria na entrada do PP na formação ministerial de Lula.

No entanto, um ponto de resistência no partido do Centrão é o presidente da sigla, o senador Ciro Nogueira (PI), que foi ministro da Casa Civil no governo Jair Bolsonaro (PL) — e é um crítico ferrenho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

No entanto, com Lira no comando das articulações na Câmara e tendo o governo uma situação mais confortável no Senado, o acordo acomodaria os aliados de Lira e pacificaria um pouco mais as coisas na Casa Menor.

Desde a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Transição, ainda no ano passado, o governo Lula mostra que depende da articulação do presidente da Câmara, Arthur Lira, para passar seus projetos, como foi no arcabouço fiscal.

Por outro lado, a “Lira-dependência” sem o PP e o Centrão na base do governo também vem representando constrangimento ao Planalto. O primeiro caso foi a aprovação do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) sobre o Marco do Saneamento, que suspendeu parte dos decretos de Lula.

Além disso, na tarde desta quarta-feira (24), a Câmara aprovou o relatório do deputado Isnaldo Bulhões (MDB-AL) sobre a reestruturação da Esplanada com alterações da Medida Provisória. O substitutivo de Bulhões esvazia competências dos ministérios do Meio Ambiente e dos Povos Indígenas.

No momento, o governo reluta em realizar demissões, mesmo do União Brasil, para acomodar mais parceiros nas pastas ministeriais.

Com Lira no comando das articulações na Câmara e tendo o governo uma situação mais confortável no Senado, o acordo acomodaria os aliados de Lira e pacificaria um pouco mais as coisas na Casa Menor.

(crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

Defesa Civil do RS divulga balanço após chuvas recentes

No total, entre sexta-feira e hoje (18/6), 22 municípios gaúchos reportaram danos em razão de alagamentos no estado Entre sexta-feira passada e hoje (18/6), 22 municípios gaúchos enfrentaram alagamentos, inundações e deslizamentos de terra, conforme relatório da Defesa Civil estadual. São Luiz Gonzaga foi uma das cidades mais afetadas, com

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.