23/06/2024

PT é recordista de doações em 2022

Partido recebeu R$ 27,9 milhões de pessoas físicas

O Partido dos Trabalhadores (PT) foi a legenda que mais recebeu doações de pessoas físicas em 2022. Ao todo, a sigla arrecadou R$ 27,9 milhões com esse público.

As informações constam em relatórios entregues pelos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As legendas tinham até sexta-feira 30 para enviar à Corte a prestação de contas.PUBLICIDADEO empresário José Seripieri Filho, fundador da Qualicorp, destacou-se como o principal financiador individual do PT. Ele transferiu R$ 2,6 milhões durante o ano passado.

Já o Progressistas (PP), que tem Ciro Nogueira na presidência, aparece como o segundo partido que mais recebeu doações de pessoas físicas. Ao todo, a legenda obteve R$ 18,5 milhões.

O empresário Rubens Ometto, presidente da Cosan, é o principal doador de dois partidos: PP (R$ 6 milhões) e Republicanos (R$ 3 milhões). Além disso, doou R$ 1 milhão para o PT.[ABR]
Parte das doações aos diretórios nacionais dos partidos é direcionada para o financiamento de campanhas | Foto: ABR/Agência BrasilNa terceira posição está o Partido Social Democrático (PSD), com R$ 17 milhões em doações. O maior financiador da legenda é o fundador da Century, Wagner Louis de Souza. A doação: R$ 2,5 milhões.

O PSDB é o quarto colocado, com RR$ 11 milhões em doações privadas. O maior financiador é José Ricardo Rezek, fundador do Grupo Rezek, que lida com agronegócio e energia.

Ana Paula Henkel: “O fundão eleitoral é absurdo e imoral”

Reportagem do jornal Folha de S.Paulo mostra que o Grupo Rezek é sócio da RZK Digital, empresa que distribui campanhas publicitárias em telões de LED.

A RZK é representada em negociações com o governo federal pela Omnia 360, que pertence a Arthur Lira Filho, herdeiro do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Já o Republicanos recebeu R$ 10,2 milhões em doações de pessoas físicas, sendo Ometto o principal doador.

O quinto lugar ficou com o União Brasil, que recebeu R$ 9,9 milhões. O maior financiador é o empresário Emival Ramos Caiado Filho, primo do governador de Goiás, Ronaldo Caiado (União).

De Seripieri para Lula: R$ 2,6 milhões e avião até o Egito

Parte das doações aos diretórios nacionais dos partidos é direcionada para o financiamento de campanhas. Dos R$ 2,6 milhões doados por Seripieri ao PT, por exemplo, R$ 660 mil serviram para financiar candidatos do partido.

Seripieri é amigo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em novembro de 2022, um mês depois do resultado das urnas, o empresário disponibilizou um avião para o petista viajar à 27ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (COP27), no Egito.

Lula volta a atacar o presidente do Banco Central: “Joga contra a economia”

Em 2015, o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu o financiamento empresarial de campanhas e partidos. A Corte argumentou, na época, que tal prática desequilibrava a disputa eleitoral.

Contudo, as doações de empresários seguiram ocorrendo. Ometto, por exemplo, aparece como o principal doador para candidaturas nas eleições de 2022 (R$ 7,4 milhões).

O empresário é um dos membros do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável da Presidência da República, mais conhecido como “Conselhão”.

E o partido de Bolsonaro?

O Partido Liberal (PL) ocupou a décima posição entre as siglas que mais receberam doações, totalizando R$ 1,5 milhão.

Quem aparece como o principal doador da legenda em 2022 é o empresário José Augusto Vieira, dono da Maratá — empresa que atua nos setores alimentício e do agronegócio. A doação: R$ 250 mil.

A origem do dinheiro

A principal fonte de receita dos partidos são os fundos públicos de financiamento de campanhas.

Dos R$ 653,6 milhões arrecadados pelo PT em 2022, por exemplo, R$ 603,7 milhões têm origem nesses fundos — R$ 499,6 milhões do Fundo Eleitoral e R$ 104 milhões do Fundo Partidário.

Confira o ranking dos principais beneficiados pelas doações

1º) PT (R$ 27.917.834,5)

Principal doador: José Seripieri Filho (R$ 2,6 milhões),

2º) PP (R$ 18.507.800,00)

Principal doador: Rubens Ometto (R$ 6 milhões)

3º) PSD (R$ 17.024.999,97)

Principal doador: Wagner Louis de Souza (R$ 2,5 milhões)

4º) PSDB (R$ 11.340.480,46)

Principal doador: José Ricardo Rezek (R$ 1,6 milhão)

5º) Republicanos (R$ 10.217.051,98)

Principal doador: Rubens Ometto (R$ 3 milhões)

6º) União Brasil (R$ 9.914.200,19)

Principal doador: Emival Ramos Caiado Filho (R$ 1,8 milhão)

7º) Novo (R$ 9.309.920,82)

Principal doador: Abílio Diniz (R$ 1 milhão)

8º) Podemos (R$ 2.797.840,67)

Principal doador: Emival Ramos Caiado Filho (R$ 1,1 milhão)

9º) MDB (R$ 2.514.664,25)

Principal doador: Família Koren de Lima (R$ 1,3 milhão)

10º) PL (R$ 1.538.629,10)

Principal doador: José Augusto Vieira (R$ 250 mil)

Parte das doações aos diretórios nacionais dos partidos é direcionada para o financiamento de campanhas 

 Foto: ABR/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Sessão virtual começou hoje e vai até 28 de junho. O Supremo Tribunal Federal (STF) (foto) retomou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a discussão sobre o atendimento de pessoas transexuais no Sistema Único de Saúde (SUS).  A Corte julga em plenário virtual a liminar proferida em 2021 pelo ministro Gilmar

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.