20/07/2024

União Europeia investirá R$ 242 bilhões na América Latina

Presidente da Comissão Europeia diz que há mais de 135 projetos em análise pelos europeus, que vão de exploração de hidrogênio verde a vacinas mais eficientes. Primeiro-ministro da Espanha defende fechamento de acordo entre EU e Mercosul ainda neste ano

Lisboa — Na tentativa de se reaproximar da América Latina e do Caribe, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, informou, nesta segunda-feira (17/07), que o bloco europeu investirá 45 bilhões de euros (cerca de R$ 242 bilhões) na região. Há, segundo ela, mais de 135 projetos em análise, lista que pode crescer à medida que o estreitamento dos laços entre a União Europeia e os países latinos e caribenhos foram se estreitando. O anúncio dos investimentos foi feito durante um seminário com empresários, pouco antes da abertura, em Bruxelas, da reunião de cúpula entre a EU e a Comunidade dos Estados Latino-americanos e do Caribe (Celac).

 “Temos mais de 135 projetos em análise, de hidrogênio verde a minerais críticos, de rede de cabos de dados de alta performance à produção de vacinas ainda mais eficientes. Juntos, poderemos escolher os setores e cadeias de produção que deverão ser priorizados”, afirmou Von der Leyen. “Nós o chamamos esse programa de Global Gateway (Entrada global). Com ele, propomos fazer mais de 45 bilhões de euros (cerca de R$ 242 bilhões) em investimentos europeus de alta qualidade”, acrescentou.

Na avaliação da presidente da Comissão Europeia, a reunião de cúpula em Bruxelas marca um novo começo para uma amizade antiga. “A América Latina e o Caribe e a Europa precisam um do outro hoje mais do que nunca. O mundo em que vivemos é mais competitivo e conflituoso do que nunca. Precisamos reforçar nossas economias, enfrentar desigualdades e a pobreza em nossas sociedades e formar parcerias com países com os quais compartilhamos valores”, frisou.

Mercosul e UE

Para Pedro Sánchez, primeiro-ministro da Espanha, que assumiu a presidência temporária da União Europeia, é fundamental que o encontro com a Celac facilite o caminho para que se possa concluir o acordo comercial entre UE e Mercosul ainda no segundo semestre de 2023. “Depois de mais de 20 anos de negociações, acreditamos que temos uma grande janela de oportunidade para concluir o acordo nesses seis meses de presidência. Acredito que será benéfico para ambas as regiões e estamos trabalhando intensamente para concluir o acordo nas questões que dizem respeito ao meio ambiente”, assinalou.

O ponto crucial para que o tratado entre União Europeia e Mercosul saia do papel é preciso superar o descontentamento dos países sul-americanos em relação a uma side letter (carta complemento) enviada pelos europeus. No documento, foram incluídas punições contra o desmatamento. Tanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quanto os demais sócios do Brasil no bloco regional viram as proposições da União Europeia como ameaças. “E não se amaça parceiros”, tem ressaltado o líder brasileiro, que defende o fechamento do acordo ainda neste ano, desde que as condições sejam boas para os dois lados.

Presente na reunião de cúpula, Lula, que também participou do fórum com empresários, destacou, em seu discurso, a importância da cooperação e das parcerias econômicas entre países latino-americanos e europeus. Esse, no entender dele, é o caminho para se enfrentar desafios como as mudanças climáticas e a luta contra as desigualdades sociais, gerando empregos e renda. “Os países da América Latina e do Caribe continuarão a desempenhar um papel estratégico para a Europa e o mundo, porque somos uma região com enormes oportunidades de investimento e de ampliação do consumo”, afirmou.

Parceiro comercial

De acordo com Lula, os países latinos e do Caribe demandam investimentos em infraestrutura logística diversificada, infraestrutura social e urbana. “Somos sociedades em processo de forte mobilidade social, nas quais se constituem novos e dinâmicos mercados internos, integrados por centenas de milhões de consumidores”, acrescentou. Na visão dele, a parceria do Brasil com a União Europeia tem enorme peso do ponto de vista comercial e, consequentemente, pelos desdobramentos que o tratado negociado entre os europeus e o Mercosul podem trazer ao longo das próximas décadas para ambos os lados.

O líder brasileiro lembrou que a União Europeia é o segundo maior parceiro comercial do Brasil, com uma corrente de comércio que poderá ultrapassar a marca de US$ 100 bilhões em 2023. “Um acordo entre Mercosul e União Europeia equilibrado, que pretendemos concluir ainda este ano, abrirá novos horizontes. Queremos um acordo que preserve a capacidade das partes de responder aos desafios presentes e futuros”, disse.

Encontro Lula e Ursula Von der Leyn

(crédito: Ricardo Stuckert/ PR)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Líder da máfia italiana, Matteo Denaro morre aos 61 anos
Joe Biden;  Estados Unidos
Os Estados Unidos reconhecem as Ilhas Cook e Niue como nações independentes
ESP
As imagens falsas de crianças nuas geradas por Inteligência Artificial que chocaram cidade da Espanha
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Xenotransprante: Médicos americanos realizam 2º transplante de coração de porco em humanos
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Crianças roubam carro da mãe após perderem acesso a dispositivos eletrônicos nos EUA
Greve dos roteiristas
Sindicato negocia ‘acordo final’ pelo fim da greve dos roteiristas em Hollywood
M1
Homem com doença terminal cardíaca recebe transplante de coração de porco
Agentes armados em região separatista
Separatistas de Nagorno-Karabakh entregam armas ao Azerbaijão e negociam retirada de tropas
CHILE
Golpe no Chile: Resolução de congressistas dos EUA pede desculpas
CAÇA
Militares dos EUA localizam caça que 'se camuflou' após piloto ejetar
EXTERIOR
Irã e EUA trocam prisioneiros após liberação de fundos iranianos
NO FUNDO DO MAR
O homem que sobreviveu por 60 horas em um barco afundado no fundo do mar

Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos

Entre as vítimas estão três crianças. A Polícia abriu investigação para apurar como as chamas começaram Sete pessoas morreram durante a noite em um incêndio, aparentemente de origem criminosa, em um edifício de Nice, anunciou o promotor da cidade do sudeste da França, Damien Martinelli. “Com base nos primeiros indícios,

Leia mais...

Bolsonaro diz que Ramagem “está pagando preço alto” pela coragem 

Ex-presidente subiu em trio para apoiar pré-candidatura de Ramagem à Prefeitura do Rio de Janeiro. Eles são alvo de investigação sobre espionagem ilegal na Abin durante o governo bolsonarista  O ex-presidente Jair Bolsonaro exaltou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), nesta quinta-feira (18/7),

Leia mais...

Comitiva do governo federal vai até regiões de conflitos indígenas no MS

Indígenas relataram que foram cercados por caminhonetes e atacados com disparos de armas de fogo Integrantes da comitiva enviada pelo governo federal na terça-feira (17/7), acompanhados por representantes do governo do Mato Grosso do Sul, visitaram duas localidades para mediar conflitos fundiários nesta quinta-feira. Indígenas visitados disseram que foram atacados

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.