22/04/2024

A balança comercial está projetada para alcançar um superávit de US$ 93 bilhões e estabelecer um novo recorde.

A previsão do Mdic para o saldo da balança comercial deste ano é de US$ 93 bilhões. - (crédito: Divulgação/MDIC)

No período de janeiro a setembro, o superávit acumulado atingiu US$ 71,3 bilhões. O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) prevê que 2023 quebre o recorde da série histórica.

No acumulado de janeiro a setembro, a balança comercial brasileira alcançou um superávit de US$ 71,3 bilhões, estabelecendo um novo recorde para esse período desde o início da série histórica em 1989, de acordo com informações divulgadas pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Secex/Mdic) nesta segunda-feira (2/10). As estimativas do MDIC sugerem que o saldo da balança comercial poderá atingir US$ 93 bilhões até o final do ano, o que representa o valor mais alto já registrado na série histórica.

No mês passado, as exportações totalizaram US$ 28,4 bilhões, enquanto as importações somaram US$ 19,5 bilhões, resultando em um superávit de US$ 8,9 bilhões e uma corrente de comércio de US$ 47,9 bilhões. No acumulado do ano, as exportações atingiram US$ 253,0 bilhões e as importações alcançaram US$ 181,7 bilhões, com uma corrente de comércio total de US$ 434,7 bilhões em 2023.

A projeção do Mdic para o saldo da balança comercial de 2023 é de US$ 93 bilhões, com exportações de US$ 334 bilhões e importações de US$ 241 bilhões, o que resultaria em uma corrente de comércio de US$ 575 bilhões. Caso essa estimativa se concretize, será o maior valor já registrado na série histórica.

Comparando a média diária das exportações em setembro de 2023 com o mesmo mês do ano anterior, houve um crescimento de 4,4%. Por outro lado, as importações apresentaram uma queda de 17,6% na comparação. Além disso, o saldo médio diário em setembro de 2023 foi de US$ 445 milhões, o que representa uma diminuição de 5,8% na corrente de comércio em relação a setembro de 2022.

Os setores de Agropecuária e Indústria Extrativa registraram crescimentos significativos nas exportações, enquanto os produtos da Indústria de Transformação apresentaram uma queda. No acumulado do ano, a Agropecuária cresceu 8,3%, a Indústria Extrativa diminuiu 1,9%, e os produtos da Indústria de Transformação caíram 2,4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

As importações também variaram, com a Agropecuária caindo 21,2%, a Indústria Extrativa diminuindo 26,2%, e os produtos da Indústria de Transformação registrando uma queda de 9,6% no acumulado do ano.

O superávit comercial de setembro de 2023, de US$ 8,9 bilhões, foi destacado como o maior para esse mês na série histórica iniciada em 1989 pelo diretor de Planejamento e Inteligência Comercial da Secex, Herlon Brandão. Ele ressaltou que o saldo comercial acumulado de US$ 71,8 bilhões entre janeiro e setembro deste ano supera o recorde anual de US$ 62,3 bilhões registrado em 2022.

O desempenho positivo das exportações, especialmente nos setores de Agropecuária e Indústria Extrativa, foi impulsionado pelas vendas de produtos como soja, milho, café e minério de ferro. No que diz respeito às importações, houve uma redução generalizada nos valores em todas as regiões de importação do Brasil, com preços mantendo uma tendência de queda observada em meses anteriores. A previsão otimista para o saldo comercial de 2023 aponta para um novo recorde, superando em mais de 50% o saldo anterior registrado em 2022.

Tribuna Livre, com informacoes do MDIC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Imposto de Renda: O governo expande a isenção para aqueles que recebem até dois salários
Imposto de Renda: O governo expande a isenção para aqueles que recebem até dois salários.
A receita proveniente dos super-ricos atingiu o montante de R$ 3,9 bilhões em dezembro
A receita proveniente dos super-ricos atingiu o montante de R$ 3,9 bilhões em dezembro.
A primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) em 2024 provavelmente continuará com o ritmo de reduções da taxa Selic
A primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) em 2024 provavelmente continuará com o ritmo de reduções da taxa Selic.
Lula reafirma isenção do Imposto de Renda em 2024 para indivíduos com renda até dois salários mínimos
Lula reafirma isenção do Imposto de Renda em 2024 para indivíduos com renda até dois salários mínimos.
O segmento da economia circular prospera por meio dos brechós, prevendo-se um crescimento entre 15% e 20% até 2030
O segmento da economia circular prospera por meio dos brechós, prevendo-se um crescimento entre 15% e 20% até 2030.
Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) atinge 3,71% e promove reajuste nas aposentadorias do INSS acima do salário mínimo
Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) atinge 3,71% e promove reajuste nas aposentadorias do INSS acima do salário mínimo.
1)
A Febraban anunciou o encerramento das operações via DOC a partir da próxima segunda-feira (15/1).
O Microempreendedor Individual (MEI) passa por um reajuste nos valores a partir deste ano; confira as alterações
O Microempreendedor Individual (MEI) passa por um reajuste nos valores a partir deste ano; confira as alterações.
Começa a vigorar o limite para os juros no crédito rotativo; compreenda as alterações
Começa a vigorar o limite para os juros no crédito rotativo; compreenda as alterações.
O consumo nos lares registrou um aumento de 1,83% em novembro, conforme indica a Abras
O consumo nos lares registrou um aumento de 1,83% em novembro, conforme indica a Abras.
O governo anunciou um aumento no salário mínimo para 2024; confira o novo montante
O governo anunciou um aumento no salário mínimo para 2024; confira o novo montante.
Os Restaurantes Comunitários distribuíram 9,9 milhões de refeições ao longo do ano de 2023
Os Restaurantes Comunitários distribuíram 9,9 milhões de refeições ao longo do ano de 2023.

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.