21/06/2024

Alta do petróleo deve ser pressão extra para presidente da Petrobras

 Corte na oferta pelos principais produtores de petróleo
eleva preço do barril e coloca mais pressão sobre a política de preços da
Petrobras



Maior produtora de petróleo brasileira, a Petrobras
deveria ser a principal beneficiada da disparada no preço do barril no mercado
externo nos últimos dias. Ontem (3/4), a cotação da matéria-prima subiu mais de
6%, após a notícia de que a Opep+ (grupo que reúne os maiores exploradores de
petróleo do mundo) reduziria a oferta do produto.

O efeito imediato foi positivo: as ações da Petrobras
subiram 4% na sessão de ontem da Bolsa de Valores, com os investidores
vislumbrando receitas maiores – afinal, se o petróleo sobe no mercado externo,
a Petrobras, como toda exportadora, tende a faturar mais.

Mas a lógica não é tão exata, no caso da petroleira
brasileira. O encarecimento do barril no mercado externo deve ter impacto sobre
os preços dos combustíveis no mercado doméstico. Isso porque, embora a
Petrobras exporte petróleo cru para outros países, o Brasil é um importador de
gasolina, diesel, querosene e outros combustíveis. Esses produtos têm o preço
baseado no valor do barril de petróleo.

Quem estabelece a correlação entre a cotação externa e os
custos internos é a política de paridade de preços da Petrobras (PPI). Uma das
grandes promessas do presidente Lula, durante a campanha de eleição
presidencial, foi mudar tal política para segurar os preços nos postos de
combustíveis. Passados três meses da posse do chefe do executivo, isso ainda
não aconteceu, mas se os preços subirem, Lula pode pressionar para a mudança
ser colocada em prática o mais rápido possível.

“Sabemos que o governo vai interferir na empresa em algum
momento, para que não haja repasse de preços ao consumidor. Por isso, o impacto
inicial, que parece positivo, como mostra a alta das ações da Petrobras, pode
não ter sustentação no longo prazo”, avalia Danielle Lopes, sócia e analista de
ações da Nord Research.

A possível interferência do governo na política de preços
da Petrobras preocupa os investidores da empresa (sejam eles grandes gestores
institucionais ou trabalhadores brasileiros que aplicaram suas parcas reservas
financeiras nas ações da petroleira).

Na última vez em que o governo decidiu obrigar a
Petrobras a importar e vender combustíveis por um preço maior do que o
praticado no exterior, tal política custou mais de R$ 100 bilhões para o caixa
da empresa. São recursos que deixaram de ser distribuídos aos minoritários, mas
também ao próprio Tesouro, uma vez que o governo é acionista majoritário da
Petrobras.

Fritura

O tema deve elevar a aparente fritura do presidente da
Petrobras, Jean Paul Prates. O ex-senador estaria sendo preterido por Lula e
pela ala do PT que defende o controle de preços dos combustíveis para controle
da inflação. O presidente da Petrobras estaria recebendo “um gelo” do líder
petista, como reportou a colunista do jornal O Globo, Malu Gaspar.

Na avaliação do Presidente da República, Prates fez pouco
nos primeiros meses de governo para mudar o PPI, na Petrobras. Já Prates dizia
que só poderia fazer tal mudança quando a nova diretoria da empresa tomasse
posse, o que aconteceu efetivamente na semana passada.

Diante da fritura de Prates e do caminho aberto para a
mudança do PPI, parece ser uma questão de tempo até o governo voltar a
interferir na Petrobras.

“A Petrobras é um caso atípico no setor. O aumento
substancial no dólar e no preço do petróleo pode ser ruim para a empresa, por
pressão política”, lamenta o analista de mercado Felipe Pontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

Por que Vietnã desafia os EUA para receber Putin

A viagem de Putin ao Vietnã está sendo interpretada como uma demonstração do apoio que a Rússia ainda possui na região. Os líderes do Vietnã e da Rússia disseram nesta quinta-feira (20/6) que querem reforçar os laços entre os países em uma reunião na capital vietnamita, Hanói. O presidente do

Leia mais...

Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto

Episódio ocorre logo depois que os políticos protagonizaram uma discussão na CCJ do Senado Federal O senador Marcos do Val (Podemos-ES) e o deputado Gilvan da Federal (PL-ES) discutiram, na manhã desta quinta-feira (20/6), no Aeroporto de Vitória Eurico de Aguiar Salles, no Espírito Santo. A relação entre os parlamentares

Leia mais...

Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano

Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico O cantor Chrystian, que faleceu aos 67 anos na última quarta-feira (19), estava se preparando para um transplante de rim no final deste ano, com sua esposa Key Vieira sendo a doadora. Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico,

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.