20/07/2024

Damares repudia PL que blinda políticos e diz que “lutará” contra proposta

“Quem não quiser ser criticado, não assuma o risco, não vá para as urnas disputar eleição”, declarou a senadora Damares Alves ao se posicionar contra o PL 2720/23

A senadora Damares Alves (Republicanos-DF) se posicionou contra o projeto de lei que criminaliza críticas a políticos (PL nº 2720/2023), aprovado na Câmara dos Deputados na noite da quarta-feira (14/6). Ela diz que, apesar de ser muito criticada, lutará para que o “povo” tenha o direito de “fazer críticas a nós parlamentares”.

 “Se tinha alguém que iria querer muito que esse projeto fosse aprovado seria eu. Sou vaiada em avião, cospem em mim, gritam comigo, sou ameaçada o tempo todo… Mas se tem alguém que vai lutar contra esse projeto sou eu! Mesmo que me xingue vou defender o direito do povo de fazer críticas a nós parlamentares”, disse a parlamentar durante sessão no Senado.

O projeto foi aprovado no plenário da Câmara dos Deputados em regime de urgência. O PL “tipifica crimes discriminatórios contra pessoas politicamente expostas, réus em processos judiciais em curso e condenados sem trânsito em julgado da decisão, e altera a Lei nº 13.506, de 13 de novembro de 2017, para fins de prescrever os procedimentos a serem adotados pelas instituições financeiras nos casos de negativa de abertura ou manutenção de conta ou de recusa na concessão de crédito”

“Na hora que me propus a ser parlamentar assumir um risco, se não quer ser criticado, não assuma o risco, não vai disputar eleição lá na urna”, afirmou Damares, pontuando ainda que vai lutar para que o PL não seja aprovado no Senado. A proposta, que agora vai ao Senado, foi aprovado com 252 votos favoráveis e 163 contra.

O projeto

Apresentado pela deputada Dani Cunha (União Brasil-RJ), filha do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, o projeto que teve como relator o deputado Cláudio Cajado (PP-BA) categoriza duas situações como crime, sendo elas: Negar emprego em empresa privada somente em razão da condição de pessoa politicamente exposta e, no caso de instituições financeiras, negar a abertura de conta corrente, concessão de crédito ou de outro serviço a qualquer pessoa física ou jurídica que seja “politicamente exposta”.

O projeto de lei considera pessoas politicamente expostas “todas aquelas que, nos últimos cinco anos, exercem ou exerceram, no Brasil ou no exterior, algum cargo, emprego ou função pública relevante ou se têm, nessas condições, familiares, representantes ou ainda pessoas de seu relacionamento próximo”. Entre os cargos considerados de pessoas politicamente expostas estão: chefes do Executivo (presidentes, governadores e prefeitos e todos os vices), ministros, assessores, membros de todo o Poder Judiciário do Ministério Público e do Tribunal de Contas da União, vereadores e deputados, dirigentes de partidos políticos e militares.

A pena prevista para os crimes seria de dois a quatro anos de prisão e multa.

(crédito: Ed Alves/CB/DA.Press)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

Incêndio no sudeste da França deixa sete mortos

Entre as vítimas estão três crianças. A Polícia abriu investigação para apurar como as chamas começaram Sete pessoas morreram durante a noite em um incêndio, aparentemente de origem criminosa, em um edifício de Nice, anunciou o promotor da cidade do sudeste da França, Damien Martinelli. “Com base nos primeiros indícios,

Leia mais...

Bolsonaro diz que Ramagem “está pagando preço alto” pela coragem 

Ex-presidente subiu em trio para apoiar pré-candidatura de Ramagem à Prefeitura do Rio de Janeiro. Eles são alvo de investigação sobre espionagem ilegal na Abin durante o governo bolsonarista  O ex-presidente Jair Bolsonaro exaltou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ), ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), nesta quinta-feira (18/7),

Leia mais...

Comitiva do governo federal vai até regiões de conflitos indígenas no MS

Indígenas relataram que foram cercados por caminhonetes e atacados com disparos de armas de fogo Integrantes da comitiva enviada pelo governo federal na terça-feira (17/7), acompanhados por representantes do governo do Mato Grosso do Sul, visitaram duas localidades para mediar conflitos fundiários nesta quinta-feira. Indígenas visitados disseram que foram atacados

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.