19/06/2024

Renan Calheiros diz que Lira é “caloteiro” e “agressor de mulher”

O senador Renan Calheiros e Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, são rivais políticos em Alagoas e devem disputar senado em 2026.

Renan Calheiros (MDB-AL) atacou nesta segunda-feira (29/5) Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados. O senador classificou o deputado como um mau exemplo e acusou o rival alagoano de dar calotes financeiros e de agredir a ex-esposa.

As acusações de Renan Calheiros foram feitas através de uma publicação no Twitter. Nela, o senador compartilha as falas de um empresário ruralista chamado Ricardo Barreto Dantas, que acusa Arthur Lira de descumprimento de um acordo milionário para a compra de gado.

Renan acusou Arthur Lira de “caloteiro” e afirma que o presidente da Câmara dos Deputados costuma não cumprir seus acordos financeiros. Além disso, acusou-o de corrupção e de agredir mulheres. O senador cita o suposto caso de agressão sofrido por Jullyene, a ex-esposa do deputado.

Sobre a acusação de calote, a equipe de Lira respondeu: “Não houve a operação comercial relatada pelo senhor Ricardo Barreto Dantas, como ficou estabelecido numa decisão judicial em que o juiz do caso acentua a não existência do suposto negócio jurídico, bem como a fraude cometida no preenchimento da data do cheque – além de determinar sua prescrição. Informamos ainda, que não houve recurso da sentença judicial, tendo a mesma transitado em julgado”.

Lira foi absolvido da suposta agressão pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em 2015. Em 2021, quando se candidatou pela primeira vez à presidência da Câmara dos Deputados, Jullyene disse ter sido ameaçada para mudar o depoimento.

O senador disse, enquanto presidente do Senado em 2006, aprovou a Lei Maria da Penha para punir “meliantes como ele”. Espera-se que, nas eleições de 2026, Renan Calheiros e Arthur Lira disputem a Casa Alta. O próximo pleito terá duas vagas para senador em disputa.

CPMI

A disputa alagoana faz-se presente em Brasília.  Arthur Lira pressionou a base do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para minar uma esperada participação de Renan Calheiros na CPI Mista sobre os atos golpistas de 8/1.

O objetivo de Lira era não permitir que Renan atraísse os holofotes para si novamente, como ocorreu com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. O senador também age: recentemente, defendeu que o governo estava “desistindo” do presidente da Câmara, quando houve impasse sobre as MPs.

A disputa alagoana faz-se presente em Brasília.  Arthur Lira pressionou a base do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para minar uma esperada participação de Renan Calheiros na CPI Mista sobre os atos golpistas de 8/1.

Foto: Montagem Ag. Câmara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Ministro Barroso afirma que a alternância de poder é uma parte essencial da vida.
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Lula busca sintonia com Lira para tocar acordos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
Decisão do STF contra réus do 8/1 é criticada por dupla punição e deve ser alvo de recursos
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
TCU pede informações ao governo sobre ações de combate a fraudes em compras internacionais
MARCO TEMPORAL
Marco temporal: a histórica vitória dos indígenas no Supremo
DINO
Lula é alertado sobre uma consequência negativa de indicar Dino ao STF
LULA
Lira alerta que governo deve ter cuidados com "excessos" da PF
LULA
Presidente Lula participa de jantar com empresários em Nova York
CONGRESSO
Candidaturas de mulheres e negros sob ataque em propostas no Congresso
voo
Lula vai para Cuba e Estados Unidos, e passa Presidência a Alckmin
RODRIGO
Senado vai apresentar PEC para criminalizar porte de drogas
XANDE
8/1: Defesa de acusado diz que julgamento é político; Moraes rebate

Defesa Civil do RS divulga balanço após chuvas recentes

No total, entre sexta-feira e hoje (18/6), 22 municípios gaúchos reportaram danos em razão de alagamentos no estado Entre sexta-feira passada e hoje (18/6), 22 municípios gaúchos enfrentaram alagamentos, inundações e deslizamentos de terra, conforme relatório da Defesa Civil estadual. São Luiz Gonzaga foi uma das cidades mais afetadas, com

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.