21/06/2024

Sobe para 47 número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul

O vice-governador do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza, informou nesta terça-feira (12/9), em coletiva de imprensa, que o número de desaparecidos no estado caiu para 8

Subiu para 47 o número de mortos em decorrência do ciclone extratropical no Rio Grande do Sul, segundo o balanço divulgado na manhã desta terça-feira (12/9) pela Defesa Civil do estado. O último óbito foi registrado no município de Colinas, que já conta com duas mortes até o momento.

Muçum é a cidade com o maior número de mortes, 16, seguida por Roca Sales, com 11 mortos. Depois figuram as cidades de Cruzeiro do Sul (5), Lajeado (3); Colinas, Estrela e Ibiraiaras (com 2 óbitos cada); e Bom Retiro do Sul, Encantado, Imigrante, Mato Castelhano, Passo Fundo e Santa Tereza registraram, até o momento, um óbito cada.

O vice-governador do Rio Grande do Sul, Gabriel Souza, informou que o número de pessoas desaparecidas caiu para 8, sendo 2 em Lajeado, 1 em Roca Sales, 4 em Muçum, e 1 em Arroio do Meio. Segundo ele, o número é bem menor do que estava sendo reportado pela Defesa Civil nos últimos dias, de 46 desaparecidos. 

Ainda de acordo com Souza, a queda está relacionada à força-tarefa feita pelo governo estadual em parceria com outros estados para identificar se o número de desaparecidos notificados pelas prefeituras realmente refletia a situação das pessoas não localizadas. Ele destacou que, muitas das vezes, os familiares não avisam às autoridades quando alguém que estava desaparecido é localizado. 

A Defesa Civil informou que 3.130 pessoas foram resgatadas até o momento. Há 4.794 desabrigados e 20.517 desalojados, além de 925 feridos.

O último boletim meteorológico divulgado pela Sala de Situação do governo do Rio Grande do Sul alerta para um “alto volume de chuva e temporais esperados para os próximos dias, sobretudo na metade sul” do estado. Até sexta-feira (15) há o risco de tempo severo em grande parte das regiões, além de alto risco para queda de granizo, descargas elétricas e vento forte”.

Eventos extremos cada vez mais frequentes

A professora do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Nubia Beray, explica que o último relatório do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) evidenciou que o aumento das temperaturas tem intensificado a frequência dos eventos extremos. “Em âmbito teórico e de análise de processos a gente sabe que o um dos indicadores de mudança climática, que é o aquecimento global, tem esse potencial de ampliar a ocorrência e a frequência dos eventos extremos.”

Para Beray a tendência é que os fenômenos extremos vão assumir uma magnitude cada vez maior. Segundo ela, o atual momento exige o estabelecimento de políticas públicas de adaptação e de mitigação.

“A gente vai conviver mais com esses eventos. Essa é uma questão que levanta muita discussão e a necessidade de políticas públicas em vários aspectos. No primeiro momento, adaptação, e, no segundo, o da mitigação. Porque a gente passou de um momento em que a gente discutia se era necessário se adaptar, onde era necessário, mas a gente tem visto que a adaptação não é uma escolha, é uma necessidade. Só que, para a gente promover estruturas socioespaciais adaptadas, a gente precisa de políticas públicas para isso.”

– (crédito: Defesa Civil/RS)

Estragos feito pelo ciclone extratropical que atingiu o Rio Grande do Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7R contabilidade e assessoria empresarial Santa Maria Brasilia DF
Leia também
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
Copa do Brasil: ministérios fazem ação conjunta contra racismo no futebol
VACINA
Dengue: Butantan desenvolve vacina em dose única
MARCO TEMPORAL
Com 5 a 2 contra o Marco Temporal, STF retoma análise do tema na 5ª
MORAES
Moraes manda soltar 4 presos por suspeita de fraude em cartões
BAHIA
Sobe para 9 número de suspeitos mortos em operação policial na Bahia
PREFEITO CASTRADOR
Solidariedade expulsa prefeito que sugeriu castrar mulheres no RJ
rio
Prefeito de cidade no RJ sugere castrar mulheres para controlar nascimentos
BRASIL
Ministério cria GT para frear violência contra indígenas no Amazonas
LULA
Lula anuncia que prefeituras vão receber, no mínimo, repasses de 2022
NUNES
Nunes Marques vota para condenar réu do 8 de janeiro a 2 anos e seis meses de prisão
LULU
Lula dá posse a novos ministros em cerimônia fechada no Planalto
RS
Rio Grande do Sul tem sete rodovias bloqueadas após os temporais

Por que Vietnã desafia os EUA para receber Putin

A viagem de Putin ao Vietnã está sendo interpretada como uma demonstração do apoio que a Rússia ainda possui na região. Os líderes do Vietnã e da Rússia disseram nesta quinta-feira (20/6) que querem reforçar os laços entre os países em uma reunião na capital vietnamita, Hanói. O presidente do

Leia mais...

Marcos do Val e Gilvan da Federal batem boca em aeroporto

Episódio ocorre logo depois que os políticos protagonizaram uma discussão na CCJ do Senado Federal O senador Marcos do Val (Podemos-ES) e o deputado Gilvan da Federal (PL-ES) discutiram, na manhã desta quinta-feira (20/6), no Aeroporto de Vitória Eurico de Aguiar Salles, no Espírito Santo. A relação entre os parlamentares

Leia mais...

Chrystian receberia transplante de rim da esposa no final do ano

Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico O cantor Chrystian, que faleceu aos 67 anos na última quarta-feira (19), estava se preparando para um transplante de rim no final deste ano, com sua esposa Key Vieira sendo a doadora. Chrystian sofria de uma condição genética chamada rim policístico,

Leia mais...

A sua privacidade é importante para o Tribuna Livre Brasil. Nossa política de privacidade visa garantir a transparência e segurança no tratamento de seus dados pessoais.